Cena 1: Céus em Chamas

Página 11 de 13 Anterior  1, 2, 3 ... 10, 11, 12, 13  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Cena 1: Céus em Chamas

Mensagem por Hugar em Qua 26 Jul 2017, 22:04

Robert e Cristhian

Norman responde a Robert, ainda relutante:

- Com todo o respeito senhor, as únicas vidas que vejo em risco aqui são as nossas. Especialmente a daquele soldado ali. - Então ele se volta a Cristhian, um tanto revoltado - Decepcionado? Estamos falando de assassinar um colega de farda! - Ele controla a voz novamente - Ainda que a vida dele esteja decidida, podemos aliviar seu sofrimento. Podemos encontrar mais morfina nos hospitais em Honfleur ou Le Havre. Prefiro ser lembrado como o soldado que ficou para trás para carregar seu companheiro do que aquele que cortou sua garganta para aliviar um fardo.

_________________
Best job I ever had...
avatar
Hugar

Mensagens : 696
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 23
Localização : Itajubá - MG

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 1: Céus em Chamas

Mensagem por Vieirinha em Qui 27 Jul 2017, 09:50

Vieirinha olha para o sargento meio desapontado e fazendo um gesto de concordância com a cabeça passa a seguir o mesmo até à estrutura indicada, correndo e observando ao redor com todo cuidado.

Ainda confuso sussurra com o sargento...

"É sério sargento! Deve ser um xingamento... Um praça no navio, em uma partida de truco, me falou que quando atirasse nos alemães era pra falar isso..."

Continua divagando enquanto olha ao redor, em sua mente tenta decifrar aquela palavra estranha e sem sentido...

"Alfi-de-zen... Deve ser Filho da puta... é Alfi filho, de pff, zen puta... Se eu chamar uma francesa de "Zen" ela nem vai saber o que estou falando... hehehehe..."

_________________
"A morte é só uma questão de perspectiva...
De quem mata...
e de quem morre...
"

Soldado Aníbal Vieira

"A paz queremos com fervor
A guerra só nos causa dor
Porém, se a Pátria amada
For um dia ultrajada
Lutaremos sem temor"

Canção do Exército
Exército Brasileiro
avatar
Vieirinha

Mensagens : 83
Data de inscrição : 02/02/2017
Idade : 40
Localização : Olímpia

Ficha do personagem
Nome: Aníbal Vieira
Posto: Soldado
Especialidade: Guerrilheiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 1: Céus em Chamas

Mensagem por Samyaza em Qui 27 Jul 2017, 18:42

Olho nos olhos de Norman e digo, com calma:

Não vamos matar ninguém ok? Daremos a morfina a Fasbarch, vamos equipar nosso material e vamos carregá-lo contando que a morfina seja suficiente para que ele suporte o caminho até Honfleur ok? Está entendendo?


Agora você está errado sobre nossas vidas, Christhian ainda tem a papelada e o conhecimento técnico para operar o rádio, era um equipamento alemão, estamos cercados de alemães então conseguiremos outro rádio e vamos continuar a missão, certo?


E faremos isso pq os franceses precisam de nós, do que tem nessa papelada e do cegueta do Chris (sorrio buscando baixar os ânimos) estabelecer comunicação com o Reino Unido. E não se esqueça, quanto mais ajudarmos os franceses, menos de nós ingleses terão que se envolver nessa guerra. É por isso que Fasbarch fez o que fez, ele se sacrificou para que outros ingleses não tenham que morrer.


Agora vá lá, dê a morfina a ele e um pouco de água se ele estiver em condições de beber, não deixe vc de comer tbm, certo?


Espero que ele se afaste um pouco e digo, mais alto, tentando demonstrar com isso que assumo meu arrependimento:
Norman, obrigado por demonstrar que eu estava errado!


Assim que ele se afastar falo com Christian:
A crença dele na missão está comprometida, não é mais um operativo funcional, mas ainda precisamos dele, em Honfleur decidiremos se ele continua ou não. Infelizmente não temos muitas opções e meu rifle só é útil com alguém dando cobertura, espero que ele consiga voltar pra casa e deixar a farda, não posso dizer que ele é indigno de usá-la, mas definitivamente ainda não está pronto.
avatar
Samyaza
Admin

Mensagens : 1056
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 32
Localização : Franco da Rocha / SP

Ficha do personagem
Nome: Robert Locksley
Posto: Segundo Tenente
Especialidade: Franco-Atirador

Ver perfil do usuário http://vingadornegro.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 1: Céus em Chamas

Mensagem por Hugar em Qui 27 Jul 2017, 20:46

Vieirinha e Sabão

Sabão lidera o avanço, correndo abaixado o mais rápido que pode em direção a uma construção que parece ser um tipo de celeiro. Vieirinha segue o sargento uns passos atrás, rifle preparado para qualquer situação. Ainda é escuro, mas já é possível enxergar bem os arredores e vocês se preocupam de serem vistos em um campo tão aberto.

Seus pés cruzam rapidamente um pequeno terreno arado, provavelmente preparado para cultivar uma horta, até um muro baixo de pedra adiante. Vocês correm e se jogam assim que o alcançam, erguendo a cabeça apenas o suficiente para visualizar seu objetivo.

Vocês discutem baixo que talvez levariam menos de um minuto em corrida direta até o celeiro e que isso compensaria o risco de ficarem expostos. Mas antes de decidirem sua ação, são alertados pelo latido de um cão. Logo é acompanhado de outro e depois mais um.

Os latidos vem de algum lugar atrás do celeiro e logo vocês veem os três cachorros disparando na sua direção.

_________________
Best job I ever had...
avatar
Hugar

Mensagens : 696
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 23
Localização : Itajubá - MG

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 1: Céus em Chamas

Mensagem por Maedhros em Sex 28 Jul 2017, 10:29

Quando vejo os cachorros, só olho para Vieirinha e falo:

Eita boca maldita...

Tento pensa alguma coisa enquanto praguejo:

Cachorro! Tinha que ter um filho da égua de cachorro pra me atrapalhar! São Cristóvão!!! - Olho em volta sem idéias para a situação. - Mas que desgraça!

Olho para o muro e vejo que tem algumas pedras soltas. Pego algumas delas de tamanho considerável enquanto falo para Vieirinha:

Um tiro seria mais efetivo, mas também mais barulhento. Nós poderíamos tentar acalmá-los com a nossa ração, mas não é certeza que funcionaria. O jeito vai ser esperar eles chegarem mais perto e descer pedrada na cabeça deles. - digo isso apontando para os cachorros. - Depois de espantá-los corremos para o celeiro.

Começo a pegar pedras enquanto penso:

[Porque eu não fui pelo mato?! Por quê?!]

_________________
What the hell kind of name is Soap?

A cobra está fumando!

Inventário - Sabão
avatar
Maedhros

Mensagens : 290
Data de inscrição : 07/10/2013

Ficha do personagem
Nome: Sabão
Posto: Segundo Sargento
Especialidade: Artilheiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 1: Céus em Chamas

Mensagem por Vieirinha em Sex 28 Jul 2017, 10:53

Vieirinha na hora que o sargento fala quase solta uma gargalhada... mas quando os cachorros começam a avançar percebe que não é hora mais de ficar pensando...

"Bolas! Que falta faz uma faca agora!"

Guarda o rifle e passa a pegar algumas pedras também... Enquanto pega pergunta ao Sabão:

"Sargento, uma pergunta... O que chama mais atenção? O estampido de um tiro de pistola ou três cachorros latindo e gritando?"

_________________
"A morte é só uma questão de perspectiva...
De quem mata...
e de quem morre...
"

Soldado Aníbal Vieira

"A paz queremos com fervor
A guerra só nos causa dor
Porém, se a Pátria amada
For um dia ultrajada
Lutaremos sem temor"

Canção do Exército
Exército Brasileiro
avatar
Vieirinha

Mensagens : 83
Data de inscrição : 02/02/2017
Idade : 40
Localização : Olímpia

Ficha do personagem
Nome: Aníbal Vieira
Posto: Soldado
Especialidade: Guerrilheiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 1: Céus em Chamas

Mensagem por †_Junior_† em Sex 28 Jul 2017, 11:03

Olho fixo para Norman e penso em responder algo até que paro. [Coitado deste homem... Ele realmente deseja salvar a vida do piloto. No fim, é até uma atitude honrada].

Deixo o tenente tomar as rédeas novamente da conversa e observo Norman se afastando para cuidar do piloto. Quando o tenente fala comigo, digo:

Sim... mas a situação é estressante tenente. Suas atitudes são de alguém desesperado tentando salvar a vida de um amigo. Droga... maldita guerra.


Tento aliviar a tensão mexendo os ombros e apertando as mãos. Falo novamente para o tenente:

Só espero que consigamos chegar sem ser interceptados por nenhuma patrulha alemão...

_________________
INFORMAÇÕES:
EH:41        ABSORÇÃO:0       EF:6       KARMA:0

EQUIPAMENTOS: Manto com capuz, gaita, mochila de couro, gládio, 20 metros de corda e escudo pequeno.

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 41xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
†_Junior_†

Mensagens : 319
Data de inscrição : 06/10/2013
Idade : 23
Localização : Recife PE

Ficha do personagem
Nome: Cristhian Theofilakis
Posto: Primeiro Sargento
Especialidade: Operador de Rádio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 1: Céus em Chamas

Mensagem por Vercenorax em Sab 29 Jul 2017, 19:26

Grito em inglês a Isabelle:
TRRRAGA SEUS HOMENS! VAMOS PARRRA TRRRAS DA METRRRALHADORRRA! VAMOS RRRECUARRR! RRRÁPIDO! ANTES DE SERRRMOS CERRRCADOS!

Grito aos meus homens em russo:
RECUAR! SE MORRERMOS AQUI NÃO LUTAREMOS DE NOVO! PARA TRÁS DA METRALHADORA! SERGUEI NOS DARÁ COBERTURA! RÁPIDO!

_________________
"Sete Anéis para os Senhores Anões em seus Rochosos Corredores"

"Se for pra acabar em fogo, todos queimaremos juntos!"


INFORMAÇÕES:
EH:62       ABSORÇÃO:15      EF:18       KARMA:0

EQUIPAMENTOS: corvo Roac.

EXPERIÊNCIA: 55xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
Vercenorax

Mensagens : 352
Data de inscrição : 07/10/2013
Idade : 23
Localização : Cachoeira de Minas/Lavras

Ficha do personagem
Nome: Boris Andravitch
Posto: Primeiro Tenente
Especialidade: Infante de Assalto

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 1: Céus em Chamas

Mensagem por Hugar em Seg 31 Jul 2017, 22:42

Dificuldade do teste de Resistência de Daniel: Hugar efetuou 3 lançamento(s) de dados (D6.) :
, ,

_________________
Best job I ever had...
avatar
Hugar

Mensagens : 696
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 23
Localização : Itajubá - MG

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 1: Céus em Chamas

Mensagem por Hugar em Ter 01 Ago 2017, 01:59

Resultado do Teste:
Resistência (Daniel) 9+1 vs Dificuldade 12+1. Falha.

Daniel e Boris
Daniel se apavora com o ferimento no rosto e não consegue reagir, mesmo aos gritos de ordem dos partisans (também apavorados com a situação). Isabelle dá as ordens de fuga, primeiro para o norte, ao abrigo de Boris, e então para o oeste em direção à metralhadora que provê fogo supressor. Foi preciso que dois partisans avançassem até Daniel e o arrastassem de lá ou o coitado seria abatido pelos alemães.

Foi custoso, mas os partisans e os soviéticos - todos os sobreviventes - conseguiram recuar antes que o segundo esquadrão de infantaria alemão fosse capaz de flanqueá-los. Sob o fogo da metralhadora capturada, das armas soviéticas, dos rifles roubados e do fogo inimigo, vocês recuaram grupo após grupo, posição após posição, até a segurança da escuridão e das rajadas de Serguei. Ainda antes de chegarem próximos à estrada, Isabelle rasga a manga de uma das camisas que supostamente deviam compor o disfarce de homens do campo dos partisans e enfaixa estranhamente o rosto de Daniel.

- Agora, não mexa - ele cobra do partisan - Isso vai estancar o sangramento até que possamos fazer um curativo adequado.

Os caminhões ficam para trás, em chamas, vítimas de tiros de canhão e balas de vários calibres. Ao alcançar Serguei, vocês notam que ele não está sozinho. Está acompanhado de uma silhueta feminina e outras três masculinas. Trata-se de Madame Lotta e outros três sobreviventes.

- Olha quem resolveu aparecer, senhor - Serguei comenta em russo para Boris - Achei que não fosse mais vê-los, camaradas. - ele diz a Ivan e Dimitri, também em russo.

Madame Lotta não possui mais a mesma postura altiva de antes. Está abatida, e seu sobretudo está mais surrado do que antes. Ela parece ter sido ferida no rosto e nas mãos, mas não é possível enxergar bem na escuridão.

- Somos os únicos sobreviventes. - é a única coisa que ela conseguiu dizer para Isabelle antes de dar as costas ao campo de batalha.

Serguei abandona a metralhadora e não se preocupa em carregá-la.

- Já quase não temos mais munição, senhor - ele reporta para Boris em russo - Devemos abandoná-la?

A estrada continua seguindo para o oeste até entrar em um novo bosque, era o destino original do comboio antes de ser emboscado. Antes de dar a ordem de seguir, Isabelle se vira para a campina onde ocorreu o grande massacre e balbucia com lágrimas nos olhos, em francês:

- Maria, mãe de Deus... o que foi que aconteceu aqui?

_________________
Best job I ever had...
avatar
Hugar

Mensagens : 696
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 23
Localização : Itajubá - MG

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 1: Céus em Chamas

Mensagem por Hugar em Ter 01 Ago 2017, 14:19

Robert e Cristhian

Norman se afasta e leva a morfina com ele. Ele se abaixa até o colega de farda e aplica a morfina em Fasbarch. No mesmo instante, o rosto do piloto amolece, sedado pela droga. Norman ainda abre uma barra de chocolate e a divide com o colega. As rações de combate são preparadas com água quente, e acender fogo não parece ser uma ideia boa no momento, por isso se limitam ao chocolate.

Vocês se alimentam e se secam na medida do possível, e tentam se hidratar apropriadamente. Norman não executa a ordem de avaliar o armamento, e o curto descanso logo dá lugar à marcha novamente. Norman insiste em carregar Fasbarch sozinho, nos ombros. O soldado é forte, mas todos sabem que sofrerá grave exaustão pelo esforço. Cristhian fica com a submetralhadora Sten.

Fasbarch está muito pálido e tem dificuldades em manter os olhos abertos, mas não reclama de qualquer dor. Vocês continuam se movendo em direção ao oeste, acompanhando a mata ciliar do Sena, um grande corpo vegetal, e estimam alcançar Honfleur na primeira hora de sol.

_________________
Best job I ever had...
avatar
Hugar

Mensagens : 696
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 23
Localização : Itajubá - MG

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 1: Céus em Chamas

Mensagem por Hugar em Ter 01 Ago 2017, 14:34

Sabão e Vieirinha

Os cachorros se aproximam a plena corrida, latindo freneticamente, e tão logo estão no alcance, vocês despejam pedras mirando suas cabeças. Não é muito efetivo, e acertar um cão se mostra muito difícil. De toda forma, o primeiro da fila gane ao ser atingido e recua assustado, e os outros dois o imitam. Os cachorros continuam latindo e ganindo, há alguma distância de vocês, e evadem das pedras, mas ao menos a perseguição cessa.

Então, ainda sob forte hesitação, Sabão lidera a investida até o celeiro, e continuam atirando as pedras que carregaram consigo. Os cachorros seguem latindo, embora mantenham distância. Assim que alcançam a construção, vocês entram e fecham o portão de madeira.

No interior há baias para animais, chão coberto de feno, e uma tranqueirada de equipamentos e ferramentas agrícolas guardadas, desde foices e machados até partes do motor de um trator. Não é um celeiro, mas sim um abrigo coberto para animais e depósito. O teto é bastante alto, embora esteja pouco ocupado, e as paredes são de tijolos. Não há animais abrigados no momento. A única entrada e saída é o portão de madeira por onde vocês entraram.

Os cachorros continuam do lado de fora, latindo para vocês.

_________________
Best job I ever had...
avatar
Hugar

Mensagens : 696
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 23
Localização : Itajubá - MG

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 1: Céus em Chamas

Mensagem por Vieirinha em Ter 01 Ago 2017, 15:09

Assim que o sargento fecha o portão Vieirinha, vendo que aquilo era um depósito passa procurar algum tipo de faca ou facão que seja - "Eita sargento, tem que ter alguma faca ou facão por aqui... Tem hora que quebra um galhão" - Logo em seguida começa a ver se tem combustível, e garrafas vazias... a ideia é fazer algo que queime e espalhe com o impacto... Vira pro sargento e diz:

"Caramba... eu não imaginei que daria certo... hehehe... E agora sargento? Vai tentar entender o que diz essa papeleira toda agora ou vamos correr pro monte?"


_________________
"A morte é só uma questão de perspectiva...
De quem mata...
e de quem morre...
"

Soldado Aníbal Vieira

"A paz queremos com fervor
A guerra só nos causa dor
Porém, se a Pátria amada
For um dia ultrajada
Lutaremos sem temor"

Canção do Exército
Exército Brasileiro
avatar
Vieirinha

Mensagens : 83
Data de inscrição : 02/02/2017
Idade : 40
Localização : Olímpia

Ficha do personagem
Nome: Aníbal Vieira
Posto: Soldado
Especialidade: Guerrilheiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 1: Céus em Chamas

Mensagem por Blanchard em Ter 01 Ago 2017, 17:06

Novamente arrastado. Dessa vez ao menos por aliados.

Quando passamos pelos soviéticos, não tenho coragem de encará-los. Olho para as pernas e tento seguir meus aliados.

_________________
INFORMAÇÕES:
EH:24       ABSORÇÃO:11      EF:13      KARMA: 07
EQUIPAMENTOS: Alaúde, estojo de higiene, estojo de jogos, roupa nobre, botas de couro, capa, cinto e luvas, 3 cantis, lanterna, roupa para inverno, Barraca de lona, Algemas, Giz, Pederneira, Fumo, Ferramentas para manusear armadilhas, 3 garrafas de vinho, mochila com jóias (17 p.o.), gema (manga rosa). Gládio e Escudo Grande. 
CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento
EXPERIÊNCIA: 36xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
Blanchard

Mensagens : 672
Data de inscrição : 06/10/2013
Localização : [roll="D6"]x[/roll] [roll="d20"]1[/roll]

Ficha do personagem
Nome: Daniel Blanchard
Posto: Partisan
Especialidade: Piloto

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 1: Céus em Chamas

Mensagem por Maedhros em Ter 01 Ago 2017, 22:37

Respondo a primeira fala de Vieirinha:

Sim, não vou negar que seria bom uma baioneta, mas não temos esse luxo. Agora verifique se há somente essa saída mesmo. - Digo isso apontando para porta, depois continuo. - Depois quero que você vigie a porta, porque tenho certeza que alguém irá vir ver o que está acontecendo com essa cachorrada aí.

Começo a tirar os papéis que tinha separado antes e pego a lanterna enquanto dou mais instruções:

Se alguém aparecer você vai dar a seguinte ordem: - Falo bem a pronúncia para que ele não confunda. - "ISTÓPE NAU! RENDIS ON DE RÉADI NAU!" Só isso, que significa pra colocar as mãos na cabeça. Responda com chumbo, só se atirem. Quando eu escutar tudo, eu tomo controle da situação.

Peço então o casaco de Vieirinha e faço a mesma coisa que fiz no bosque, porém com os documentos da operação "Paiol à brasileira".

_________________
What the hell kind of name is Soap?

A cobra está fumando!

Inventário - Sabão
avatar
Maedhros

Mensagens : 290
Data de inscrição : 07/10/2013

Ficha do personagem
Nome: Sabão
Posto: Segundo Sargento
Especialidade: Artilheiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 1: Céus em Chamas

Mensagem por Vieirinha em Qua 02 Ago 2017, 00:44

Vieirinha retira o paletó quase vermelho de tanto segurar a gargalhada... Então se dirige para a porta e começa a rir bem baixo... Ele jamais diria para o sargento que sabe falar inglês... Afinal, há muito tempo não vê algo tão engraçado quanto o sargento tentando ensinar uma frase em inglês pra ele... Só espera conseguir segurar para não gargalhar na cara do sargento... Olha pra trás e vendo o Sabão amoitado de bruços debaixo do paletó quase tem outra crise de risos... Mas se controla...

Para do lado da porta, guarda o rifle vestindo a bandoleira e fica olhando pela fresta da porta com a pistola engatilhada...

_________________
"A morte é só uma questão de perspectiva...
De quem mata...
e de quem morre...
"

Soldado Aníbal Vieira

"A paz queremos com fervor
A guerra só nos causa dor
Porém, se a Pátria amada
For um dia ultrajada
Lutaremos sem temor"

Canção do Exército
Exército Brasileiro
avatar
Vieirinha

Mensagens : 83
Data de inscrição : 02/02/2017
Idade : 40
Localização : Olímpia

Ficha do personagem
Nome: Aníbal Vieira
Posto: Soldado
Especialidade: Guerrilheiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 1: Céus em Chamas

Mensagem por Hugar em Qua 02 Ago 2017, 19:51

Vieirinha e Sabão

Enquanto Sabão está ocupado debruçado no chão de palha e coberto pelo paletó, Vieirinha encontra quase tudo o que procura. Há garrafas de vinho vazias e empoeiradas em um canto, das quais várias estão intactas. Encontra também algum tipo de óleo de máquina em latas, um pouco viscoso e escuro e que certamente pega fogo, embora duvide que tão rápido e violento quanto a gasolina, mas deve bastar. Para o pavio, basta fazer trapos de alguma roupa que não deve ser difícil de achar em qualquer varal por aquela vila. Vieirinha organiza os componentes necessários para fabricar sua bomba caseira, mas antes que pudesse procurar por uma lâmina pequena o bastante, é surpreendido por um movimento do lado de fora do abrigo.

Os cachorros latem mais intensamente e Vieirinha corre até uma fresta do portão. Uma figura pequena e magra se aproxima e pergunta alguma coisa em francês para os cães, como quem fala com animais de estimação. Vieirinha não entende uma palavra do que ouve, mas é fácil deduzir. Em seguida, o vulto se aproxima do abrigo e Vieirinha pode determinar com precisão o que via...

Uma criança. Apenas uma criança se aproxima descuidadamente do abrigo. Não parece ter mais do que 10 ou 12 anos, um moleque. Instintivamente o soldado se afasta da porta, lentamente, e precisa decidir imediatamente o que fazer. Sabão mal teve tempo de rever os papéis e não avançou em nada ainda na pesquisa desde a primeira investigação no bosque.

_________________
Best job I ever had...
avatar
Hugar

Mensagens : 696
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 23
Localização : Itajubá - MG

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 1: Céus em Chamas

Mensagem por Vercenorax em Qua 02 Ago 2017, 23:20

Eu olho para Daniel e penso:
[Assim que melhorar vai tomar um esporro e um soco que é para se lembrar de que numa equipe não se age querendo matar a todos.]

Olho para Lotta e digo:
É bom vê-la viva Madame!

Em seguida fala a Isabelle:
Ou seguimos o plano orrriginal e continuamos até a campina onde encontrrrarrríamos os planadores ou vamos parrra a cidade! Non conheço a rrregion enton deve nos guiarrr!

A Serguei eu digo:
Vamos levar a arma, se ela não nos for servir em alguma circunstância a jogamos no Sena.

_________________
"Sete Anéis para os Senhores Anões em seus Rochosos Corredores"

"Se for pra acabar em fogo, todos queimaremos juntos!"


INFORMAÇÕES:
EH:62       ABSORÇÃO:15      EF:18       KARMA:0

EQUIPAMENTOS: corvo Roac.

EXPERIÊNCIA: 55xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
Vercenorax

Mensagens : 352
Data de inscrição : 07/10/2013
Idade : 23
Localização : Cachoeira de Minas/Lavras

Ficha do personagem
Nome: Boris Andravitch
Posto: Primeiro Tenente
Especialidade: Infante de Assalto

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 1: Céus em Chamas

Mensagem por Hugar em Qui 03 Ago 2017, 01:24

Daniel e Boris

Madame Lotta olha de esgueio para Boris, sem conseguir esboçar nenhuma resposta. Quase a totalidade dos partisans foi brutalmente assassinada, e agora aqui se reunem os sobreviventes conhecidos. Serguei responde a Boris em russo:

- Sim senhor, às suas ordens. Dimitri, venha cá e me ajude a carrega-la! Você é o cara que gosta de atirar com essas coisas. - Nem Serguei nem Dimitri se mostram muito contentes com a ordem de Boris.

Isabelle fica um instante sem reação, o trauma do evento finalmente o atingindo. Finalmente, ele responde a Boris, ainda gaguejando:

- E-eu não sei. Depois disso, de-dessa emboscada, eu não sei o que esperar. Não sei o que está acontecendo! - mas antes que se desesperasse, Isabelle consegue colocar a cabeça no lugar - Vamos atrás dos reforços do General. Após esse nosso atraso, é bastante provável que eles alcancem o campo de pouso antes de nós. Vamos a pé, pelo bosque, longe da estrada. Vamos sair logo daqui antes que os alemães voltem para nos caçar.

Assim, Isabelle segue a frente, guiando o caminho na escuridão do bosque o mais longe da estrada possível. Ele pede que Boris fique na retaguarda, tanto para ficar de olho se estão sendo seguidos, tanto para garantir que ninguém se perca da coluna. Vocês caminham todos bem próximos na medida do possível, mas a noite é escura e a copa das árvores piora a situação. Em certo momento, Isabelle confidencia a Daniel:

- Eu conheço mal essa região, companheiro. Nosso plano e do Coronel Rémy foi muito bem desenhado, mas eu só percorri esse caminho algumas vezes e pela estrada. Nosso guia era natural daqui, devia ser ele a nos guiar agora! - ele controla a voz para evitar seu ouvido - Infelizmente, o coitado está morto.

Mesmo cansados, abalados e feridos, vocês vencem as dificuldades do bosque e alcançam o campo de pouso com o céu começando a clarear, embora o sol ainda não tenha nascido, sem sinal de terem sido perseguidos. O campo de pouso, nada mais é que uma campina sem árvores ou elevações por cerca de 1 km, aparentemente é o pasto de alguma propriedade rural meio distante. Uns poucos pares de barris queimam preguiçosos erguendo colunas pretas no céu da manhã, e demarcam as posições seguras para o pouso. Ou o que deveria ser ele...

Vocês encontram os destroços de um planador há algumas centenas de metros, fora do campo de pouso e perto de algumas árvores. Os destroços se arrastam por quase 50 metros. Ao que tudo indica, a queda foi violenta e descontrolada. Vocês não veem sinal do outro planador, e precisam chegar mais perto para examinar mais detalhes.

_________________
Best job I ever had...
avatar
Hugar

Mensagens : 696
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 23
Localização : Itajubá - MG

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 1: Céus em Chamas

Mensagem por Vieirinha em Qui 03 Ago 2017, 11:30

"Droga... Droga... Droga..." - pensa o soldado - moleque enxerido da porra!"...

O mais rápido que consegue Vieirinha vai até a lateral da porta e verifica se consegue prender a porta para que o pirralho não a abra... Caso entre vou segurá-lo tapando sua boca e de alguma forma tentar me comunicar com essa porcaria de criança...

"Mas que merda de pais são esses que enviam uma criança pra verificar um barulho durante uma situação de guerra... Um "cabôco" desses tem que apanhar!" - pensa o soldado com a respiração ofegante, fosse um adulto não pensaria duas vezes em apagar o cidadão... mas uma criança... é muito diferente...

"Droga... droga... droga... some daqui moleque!"

_________________
"A morte é só uma questão de perspectiva...
De quem mata...
e de quem morre...
"

Soldado Aníbal Vieira

"A paz queremos com fervor
A guerra só nos causa dor
Porém, se a Pátria amada
For um dia ultrajada
Lutaremos sem temor"

Canção do Exército
Exército Brasileiro
avatar
Vieirinha

Mensagens : 83
Data de inscrição : 02/02/2017
Idade : 40
Localização : Olímpia

Ficha do personagem
Nome: Aníbal Vieira
Posto: Soldado
Especialidade: Guerrilheiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 1: Céus em Chamas

Mensagem por Hugar em Qui 03 Ago 2017, 20:33

Vieirinha e Sabão

Vieirinha corre até a lateral da porta e tenta desesperadamente encontrar algo que trave sua abertura. Vieirinha esteve distraído demais buscando materiais dentro do abrigo para ter percebido a aproximação do menino e não teve tempo hábil de se preparar. O único raciocínio de Vieirinha era de que o portão realmente só poderia ser trancado pelo lado de fora.

O soldado percebe quando o menino mia algo para os cachorros e se aproxima mais lentamente do portão de madeira. Cada passo mais lento que o anterior, até que sua sombra fica desenhada fielmente, impedindo a passagem das primeiras luzes da manhã pelas frestas na madeira. Os cães se calam por um instante, atentos. Então, antes que Vieirinha pudesse tomar qualquer atitude, o menino dá um salto para trás e sai correndo, seguido por um dos cães. Os outros dois voltam a latir agressivamente.

Vieirinha volta a olhar através das frestas. O menino corre em direção a um dos casarões de pedra.

_________________
Best job I ever had...
avatar
Hugar

Mensagens : 696
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 23
Localização : Itajubá - MG

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 1: Céus em Chamas

Mensagem por Vieirinha em Qui 03 Ago 2017, 20:57

"Merda!" - Pensa o soldado... Continua olhando pela fresta da porta e chama seu superior...

"Aí Sargento... Ferrou tudo... um pirralho veio até aqui e acho que ele sabe que alguma coisa ta errada aqui dentro, o capeta voltou pro casarão correndo... Acho melhor o senhor recolher os papéis e preparar pra alguma surpresa desagradável..."

Coloca a pistola na cintura e engatilhando o rifle observa o portão pra ver se consegue colocar o cano do mesmo em algum buraco...

"Estou de olho aqui sargento, se começar a sair muita gente de la um tiro de alerta pode deixar o pessoal afastado..."

_________________
"A morte é só uma questão de perspectiva...
De quem mata...
e de quem morre...
"

Soldado Aníbal Vieira

"A paz queremos com fervor
A guerra só nos causa dor
Porém, se a Pátria amada
For um dia ultrajada
Lutaremos sem temor"

Canção do Exército
Exército Brasileiro
avatar
Vieirinha

Mensagens : 83
Data de inscrição : 02/02/2017
Idade : 40
Localização : Olímpia

Ficha do personagem
Nome: Aníbal Vieira
Posto: Soldado
Especialidade: Guerrilheiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 1: Céus em Chamas

Mensagem por Maedhros em Qui 03 Ago 2017, 23:14

Me levanto pensando:

[Meu São Cristóvão! Só falta esse cabaça ter batido nesse moleque! Aí sim, a vaca foi pro brejo.]

Me levanto guardando os papéis enquanto digo a Vieirinha:

Arranje uma escada e fique numa janela de frente com a porta. Você só vai atirar se eu assoviar, mas quero que fique escondido e preparado com qualquer coisa. Se a gente nessa gente, aí que as coisas vão ficar mais pretas do que já está. Vamos ter que nos passar por soldados ingleses em missão de reconhecimento. Aliás, pegue seu canivete e corte qualquer marcação do uniforme que mostre que somos brasileiros depois jogue o canivete pra mim fazer o mesmo. Não quero também uma palavra em português. Não vamos colocar o Brasil nessa guerra desse jeito. Vamos tentar primeiro a diplomacia.


Ainda arrumando os papéis nas calças, falo:

Irei sair assim que alguém aparecer e estiver mais perto da construção. Irei somente com o trabuco do Barca. Qualquer coisa, sim, o chumbo vai comer, mas primeiro conversa. Entendido? Ninguém precisa e nem vai morrer hoje.

Pretendo sair somente quando algum curioso se aproximar. Colocarei a pistola nas costas dentro da calça. O fuzil vou deixar encostado próximo a porta. Não quero sair com as mãos para cima, só de maneira calma.

_________________
What the hell kind of name is Soap?

A cobra está fumando!

Inventário - Sabão
avatar
Maedhros

Mensagens : 290
Data de inscrição : 07/10/2013

Ficha do personagem
Nome: Sabão
Posto: Segundo Sargento
Especialidade: Artilheiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 1: Céus em Chamas

Mensagem por Blanchard em Sex 04 Ago 2017, 00:20

Quando Isabelli indica que não conhece a região, arregalo o olho do lado inteiro do rosto e penso que teremos problemas e que deixei a maldita luger caída naquele lugar infernal. Mas se temos reforços, não precisarei da arma alemã.

Merda de destroços. Ambos abatidos? Mortos? Capturados?

Aproximo-me e espero não encontrar pedaços de corpos, já vimos mortes demais.

_________________
INFORMAÇÕES:
EH:24       ABSORÇÃO:11      EF:13      KARMA: 07
EQUIPAMENTOS: Alaúde, estojo de higiene, estojo de jogos, roupa nobre, botas de couro, capa, cinto e luvas, 3 cantis, lanterna, roupa para inverno, Barraca de lona, Algemas, Giz, Pederneira, Fumo, Ferramentas para manusear armadilhas, 3 garrafas de vinho, mochila com jóias (17 p.o.), gema (manga rosa). Gládio e Escudo Grande. 
CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento
EXPERIÊNCIA: 36xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
Blanchard

Mensagens : 672
Data de inscrição : 06/10/2013
Localização : [roll="D6"]x[/roll] [roll="d20"]1[/roll]

Ficha do personagem
Nome: Daniel Blanchard
Posto: Partisan
Especialidade: Piloto

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 1: Céus em Chamas

Mensagem por Vercenorax em Sex 04 Ago 2017, 22:18

Seguindo a coluna eu vou pensando:
[Pobres franceses a guerra inunda o país deles, e mesmo assim eles ainda se assustam com coisas inesperadas. Na guerra deve acostumar-se com surpresas!]

Quando chegamos aos destroços eu digo aos meus soldados:
Estabeleçam um perrrímetrrro! Vejam se há sobrrreviventes e se podemos extrrrairrr ou deduzirrr alguma inforrrmaçon sobre como este planadorrr foi abatido.

Agora em russo:
Se tivermos que ir caminhando até a cidade onde seria nosso destino, o que eu colocaria como opção forte, inutilizem a metralhadora e a deixem no meio dos destroços. Se ficarmos carregando essa arma, ela vai nos atrasar e escondê-la em território mais hostil será deveras difícil.

A Isabelle:
Errram dois non?! Vamos fazerrr uma batida rrrápida, mas você deve tomarrr um decison logo, estamos com o dia clarrreando.

_________________
"Sete Anéis para os Senhores Anões em seus Rochosos Corredores"

"Se for pra acabar em fogo, todos queimaremos juntos!"


INFORMAÇÕES:
EH:62       ABSORÇÃO:15      EF:18       KARMA:0

EQUIPAMENTOS: corvo Roac.

EXPERIÊNCIA: 55xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
Vercenorax

Mensagens : 352
Data de inscrição : 07/10/2013
Idade : 23
Localização : Cachoeira de Minas/Lavras

Ficha do personagem
Nome: Boris Andravitch
Posto: Primeiro Tenente
Especialidade: Infante de Assalto

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 1: Céus em Chamas

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 11 de 13 Anterior  1, 2, 3 ... 10, 11, 12, 13  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum