Uma pequena vingança

Página 2 de 22 Anterior  1, 2, 3 ... 12 ... 22  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por bcsaulo em Dom 08 Mar 2015, 12:51

Lanço um olhar para a mesa de onde surgiu o comentário, então me aproximo do balcão, onde estava Agrippa e peço ao meio elfo:

- Servo, me traga algo para colocar o vinho! Logo que ele nos deixa comento baixo para Agrippa. - Não gosto desse reino de bastardos! Vê o elfo abraçado com a humana? Sua linhagem ficará manchada. Se estivéssemos em Amien, eu daria um fim a essa pouca vergonha.

Viro para Fin a dizer:

- Em minha terra eu sou um senhor! E o que fiz foi exigir o direito concedido por Palier a minha raça. Não sei como funciona por aqui mais em minha terra nobres são chamados de senhor, por servos e homens livres. Mais não se pode esperar boas maneiras de como você mesmo disse... Mercenário.

_________________
INFORMAÇÕES:
EH: [58] [-9 -20] = 29     ABSORÇÃO: = 22      EF: 20 =      KARMA: 0     DEFESA P2/P4

EQUIPAMENTOS: Couraça Parcial, Elmo Fechado, Escudo Grande, 2 Machados de Batalha, 1 Montante, Ração para viajantes (Frutas, pães e carne seca), Cantil com água e 11 moedas de ouro e 5 moedas de prata.

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 35xp


FICHA DO PERSONAGEM - A SOMBRA:


FICHA DO PERSONAGEM - A FLORESTA DO SILÊNCIO:

avatar
bcsaulo

Mensagens : 514
Data de inscrição : 07/10/2013
Localização : [roll="d20"]x[/roll]

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por Samyaza em Seg 09 Mar 2015, 11:24

Respondo a Jetro:
"Um local bem melhor do que a Lútrucia obviamente, mas eu tbm evitaria, de qualquer forma"

Peço um gole de vinho e carne para comer, pego um dos copos da mesa encho e dou para Groot:
"tome grandalhão, sua recompensa por tornar a minha vida mais tranquila, e coma também, fique a vontade, é nosso empregador que vai nos pagar"


Repondo ao elfo arrogante:
"Nem longe intencionei ofendê-lo Galdor! Jamais teria essa intenção, a menos que assim como Jethro, me faltasse alguma lucidez, mas não sou sacerdote de Plandis, pelo menos não que o saiba, para ousar ofender alguém de tamanha estirpe, apenas presumi, e não vejo pecado nisso, talvez seja em sua terra, pode ser que elfos não fazem deduções, talvez por isso vivam tanto, então talvez tenha sido um mal entendido, espero que me perdoe, mesmo não vendo eu mal no que fiz.

E se me permite pecar mais uma vez e talvez não permita, mas nós pequeninos somos um povo de espírito livre e por isso talvez sejamos tão diminutos, mas acabamos sendo ousados, então mais uma vez presumindo e já me desculpando se estiver errado, mas sem vontade o suficiente para não fazê-lo, tuas palavras fazem-me crer que a honra da tua família que vc ostenta foi erguida sobre aquilo que teus antepassados tomaram como espólios, como mercenários numa guerra ou ladrões em tumbas antigas? Algo duvidoso de ser digno de honra, ao menos para nós pequeninos, talvez para vc´s elfos, não sei muito sobre elfos, apenas uma ou outra história, então talvez a diferença de honra de um povo para outro seja apenas diferença de nossas culturas, mas claro, obviamente, como tudo que disse até agora, e disse pouco para gerar tanto desconforto, eu esteja enganado, correto?

Respondo a Fin:
"Nem de longe meu amigo, estamos apenas nos entendendo, acho que seremos muito amigos, a espada que carrega, se for bom com ela tanto quanto ostenta me será útil, assim como minhas palavras serão a ele, claro que palavras não matam como espadas, pelo menos não da mesma forma, mas minha língua se cansa bem depois que a lâmina, então teremos trocas a fazer, obviamente não o chamarei de senhor se assim eu tbm não for chamado, não posso me curvar a qualquer um que se diz nobre, sem que se prove que seja, claro que a arrogância que demonstra é pertinente a um nobre mas isso, deles, eu dispenso, cortesia costuma ser uma virtude dedicada a nobreza, por mais que a prática e nosso amigo elfo demonstrem o contrário, mas o rapaz é novo, há de aprender, e eu sou bom professor, cuidadoso a assíduo, acho que nos daremos bem.

Só o aconselho a tomar cuidado, ouviu quando ele disse que toma o que acha que é dele por direito? Imagina se ele considera o que é seu como dele? Como julgar uma questão complicada como essa? Afinal é subjetivo, quase efêmero a forma de direito que os elfos parecem compreender. Há que impasse o choque cultural pode causar não é?
Imagina só, vc um mercenário que age sobre contrato, de forma honrosa, desde que as moedas sejam abundantes, tendo aquilo que conseguirá sob seu suor e lágrimas tomado por um elfo cuja honra está em deliberadamente decidir, a revelia dos demais o que é dele ou não? Claro, se ele fizer isso comigo, como pessoa pacifista e de pouca coragem para enfrentar alguém poderoso, terei que entregar o que eu conseguir, e digo mais, talvez, por medo, entregue até o que já pertencia a mim antes de nos encontrarmos, afinal, prezo pela minha vida mais do que o vil metal, apesar de gostar muito dele tbm, mas duvido que alguém como vc e Salan permitam que isso ocorra, hahh, está aí algo triste que não gostaria de ver

E digo mais, quando alguém invoca o nome de um Deus para justificar o que faz, ahhh, esse deve ser alguém poderoso, um adversário temível!"
avatar
Samyaza
Admin

Mensagens : 1064
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 32
Localização : Franco da Rocha / SP

Ficha do personagem
Nome: Robert Locksley
Posto: Segundo Tenente
Especialidade: Franco-Atirador

Ver perfil do usuário http://vingadornegro.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por bcsaulo em Seg 09 Mar 2015, 16:45

Retorno minha atenção para o pequenino linguarudo, caminho em sua direção:

- Não, não permito. Mais já que ousou fazê-lo sem cerimônias, vou responder com clareza sua indagação. Primeiro para que não insulte minha inteligência que é superior a sua, digo que estás contrariado em relação aos seus pares. Os pequenos nunca foram conhecidos por sua ousadia, posso estar enganado, duvido disso, mais seu povo é mais conhecido pela timidez, o que faz de você alguém perigoso. Não para mim, mas para os da sua própria raça, pode ser que seja um pária da sociedade pequena, ou então só um pequenino de coragem, o que eu acho pouco provável por estar usando esse filhote de ogro como escudo.Digo a ultima frase me direcionando ao homem que está com ele.

- Há momentos meu caro falastrão que língua nenhuma salva uma vida, desde muito antes de sua raça sair das suas tocas e aparecer para o mundo, minha raça já caminhava sobre Tagmar. E por gerações os Tinúviel foram responsáveis por fazer o trabalho sujo. Eu sei bem que muitos de minha raça repreendem nossa postura, mas todos sabem da necessidade de nos ter. Diferente dos meus, adoramos deuses incomuns a nossa causa, Blator, Crizagom e Crezir, minha família cresceu tomando para si espólios de Guerra de seus inimigos derrotados e antes que você coloque pra fora outra asneira, deve conhecer um dos mandamentos do Senhor da Guerra, que diz “Devotarás parte de tuas conquistas para a grandeza de Blator”. Portanto se um inimigo foi vencido em um combate leal, eu tenho direito sobre seus bens.

Digo apontando o dedo para ele:

Então na próxima vez que abrir sua boca suja, para deturpar minhas palavras, inclusive de forma a insinuar algo sobre minha família, ignorarei o fato de que meu anfitrião te trouxe por algum motivo, arrancarei sua língua, assarei em um espeto e darei para o outro comer.

_________________
INFORMAÇÕES:
EH: [58] [-9 -20] = 29     ABSORÇÃO: = 22      EF: 20 =      KARMA: 0     DEFESA P2/P4

EQUIPAMENTOS: Couraça Parcial, Elmo Fechado, Escudo Grande, 2 Machados de Batalha, 1 Montante, Ração para viajantes (Frutas, pães e carne seca), Cantil com água e 11 moedas de ouro e 5 moedas de prata.

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 35xp


FICHA DO PERSONAGEM - A SOMBRA:


FICHA DO PERSONAGEM - A FLORESTA DO SILÊNCIO:

avatar
bcsaulo

Mensagens : 514
Data de inscrição : 07/10/2013
Localização : [roll="d20"]x[/roll]

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por arabedoido em Seg 09 Mar 2015, 17:41

Respondo para o pequenino:

Com certeza, muito melhor. Nos templos da Ordem qualquer um é muito bem tratado. O trabalho dos altos sacerdotes é realmente admirável.

Quando vejo o clima esquentar entre o elfo e o pequenino, viro para eles e digo:

Senhores, que bem faria um desentendimento agora bem quando acabamos de nos conhecer? Há realmente no mundo várias formas de se respeitar alguém e a ausência de uma formalidade nem sempre é uma afronta. Se me permitem, posso sugerir uma forma de descobrirem quem é o melhor sem gastarem suas energias brigando um com o outro, o que não teria nenhuma graça agora nem traria nada de bom ao grupo.

E fico calado olhando para eles sorrindo, mantendo o suspense sobre qual sugestão é.

_________________
INFORMAÇÕES:
EH:15        ABSORÇÃO:0      EF:13      KARMA:7/12

EQUIPAMENTOS: manto com capuz, cinto, pederneiras, mochila de couro, pena e tinta, pergaminho e bracelete (focus).

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 28xp


FICHA DO PERSONAGEM:


Jetro:
avatar
arabedoido

Mensagens : 511
Data de inscrição : 05/10/2013
Idade : 41
Localização : São Paulo - SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por Samyaza em Seg 09 Mar 2015, 22:14

Não olho Galdor nos olhos, espero ele acabar sua fala e respondo a Jetro:
"não haverá briga Jetro, não sou desses."

Ainda de cabeça baixa mas sorrindo cinicamente dou um cutuco em Groot, uma forma de chamar a atenção dele e então digo, dando ênfase ao nome sem o título:
"Como quiser Galdor!"

avatar
Samyaza
Admin

Mensagens : 1064
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 32
Localização : Franco da Rocha / SP

Ficha do personagem
Nome: Robert Locksley
Posto: Segundo Tenente
Especialidade: Franco-Atirador

Ver perfil do usuário http://vingadornegro.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por Blanchard em Ter 10 Mar 2015, 00:18

Jetro:
Boifrano cruza as pernas ao ouví-lo falar sobre amizade e quase cai da cadeira quando você pede noz-moscada. Ele diz:

Eles tem noz e você não pediu até agora? Oras, o que estava esperando? Você sabe que os aromas amadeirados são meus preferidos...

O meio-elfo, percebendo sua vontade de solicitar algo, vai até sua cadeira e depois corre, para voltar rapidamente com um pequeno saco de pano, não muito limpo, mas cheio de noz finamente ralada.

Jon:
Por alguns segundos, Jon para olhando o humano que ri de tudo, mas enquanto bebe, mantem uma mão em baixo da mesa. Na mão que segura o copo, ele usa um belo anel prateado, que chama muita atenção. Ele usa um couro diferente, que parece estar perfeitamente ajustado para seu corpo musculoso. Duas espadas descansam em seu colo, apesar de você só ver as pontas embainhadas encostadas ao chão. Ele tem algum carisma, não muito, mas nasceu com um rosto belo. Apesar da sorte de nascença, a vida parece ter cobrado seu preço e balanceado a situação, pois ele possui marcas de queimaduras visíveis de alguma distância.
Ele lhe devolve o olhar detalhado e depois diz, enquanto ergue o copo:
Você deve ser alguém nervoso para carregar uma espada, um arco e um... alaúde. Toque uma canção de amor para meus amigos.

Para Agrippa ele diz:
Olhe por esta taverna, elfo. Se conhecesse outras tavernas por aí, saberia que esta é uma de boas maneiras, ah sim.

Virando-se para Salan e Fin:
Os bajular? Nós bajulamos as pessoas certas, no nosso caso, reis. Fim de mundo? Existem reinos com problemas bem maiores do que estamos agora, não acha? Alguns foram invadidos, outros montaram forças xenofóbicas, outros possuem exércitos de caveiras levantando do pó... Não vou dizer que adoro este lugar...

Ele é interrompido pela humana que diz:
Pra gente já chega. Vamos Terry. Vamos pra estalagem, já sabemos mesmo o que faremos amanhã logo cedo. Até amanhã, Dilinguer, não vá se embebedar e começar a ver vultos novamente.  

O casal se retirava entre beijos, enquanto o humano diz:
Sexo antes de um dia de adrenalina, quem não quer?

Galdor encosta no balcão e recebe, como Agrippa, um copo pronto com vinho, antes de discutir com Fineas.

Groot não é um grande observador, mas até então ele tinha ao menos fingido ficar atento, com a mão no gládio. Mas quando lhe é servido vinho, pois a comida ainda não havia sido entregue, ele relaxa e fica a olhar para os outros presentes. Após a discussão, que ele pareceu ignorar, o cutucão faz com que ele faça uma cara de impaciência, mas o deixa novamente pronto para sacar sua arma, parando de tomar o vinho.

Qual seria a solução oferecida pelo sacerdote? O que poderia colocar frente-a-frente um grande elfo nobre e um pequenino de língua incomum?

_________________
INFORMAÇÕES:
EH:24       ABSORÇÃO:11      EF:13      KARMA: 07
EQUIPAMENTOS: Alaúde, estojo de higiene, estojo de jogos, roupa nobre, botas de couro, capa, cinto e luvas, 3 cantis, lanterna, roupa para inverno, Barraca de lona, Algemas, Giz, Pederneira, Fumo, Ferramentas para manusear armadilhas, 3 garrafas de vinho, mochila com jóias (17 p.o.), gema (manga rosa). Gládio e Escudo Grande. 
CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento
EXPERIÊNCIA: 36xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
Blanchard

Mensagens : 679
Data de inscrição : 06/10/2013
Localização : [roll="D6"]x[/roll] [roll="d20"]1[/roll]

Ficha do personagem
Nome: Daniel Blanchard
Posto: Partisan
Especialidade: Piloto

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por Lordlorenz em Ter 10 Mar 2015, 06:59

Eu observo e escuto as conversas impassível, mesmo quando a palavra é dirigida a minha pessoa. Quado percebo que mais de um dos presentes já esta "coçando suas armas", pego uma porção farta de comida, me afasto do grupo, recosto no balcão, e faço apenas um gesto: retiro uma pedra ígnea e coloco-a ao meu alcance.
avatar
Lordlorenz

Mensagens : 60
Data de inscrição : 21/02/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por arabedoido em Ter 10 Mar 2015, 10:07

Respondo para Boifrano, enquanto coloco um pouco do pó da noz-moscada no copo dele e no meu:

É verdade irmão, até nisso nós concordamos. Pronto, mas só uma pequena pitada para cada um. Lembra do que aconteceu da última vez que exageramos, não é mesmo? Não queremos que aquilo aconteça de novo, concorda?

Então, viro para os outros:

Alguém mais quer? Só tomem cuidado para não exagerar, por favor. ninguém aqui vai gostar do que vai acontecer se alguém exagerar.

_________________
INFORMAÇÕES:
EH:15        ABSORÇÃO:0      EF:13      KARMA:7/12

EQUIPAMENTOS: manto com capuz, cinto, pederneiras, mochila de couro, pena e tinta, pergaminho e bracelete (focus).

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 28xp


FICHA DO PERSONAGEM:


Jetro:
avatar
arabedoido

Mensagens : 511
Data de inscrição : 05/10/2013
Idade : 41
Localização : São Paulo - SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por †_Junior_† em Ter 10 Mar 2015, 10:57

Sorrio para o humano após suas palavras e me aproximo de sua mesa após seus amigos terem se retirado.

Me parece que não poderei tocar nenhuma canção, já que seus amigos foram embora. Mas você poderia me dizer alguma coisa sobre essa cidade e talvez eu possa tocar alguma coisa que você queira ouvir.

Puxo uma cadeira e me sento, mantendo o olhar fixo no humano.

_________________
INFORMAÇÕES:
EH:41        ABSORÇÃO:0       EF:6       KARMA:0

EQUIPAMENTOS: Manto com capuz, gaita, mochila de couro, gládio, 20 metros de corda e escudo pequeno.

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 41xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
†_Junior_†

Mensagens : 324
Data de inscrição : 06/10/2013
Idade : 23
Localização : Recife PE

Ficha do personagem
Nome: Cristhian Theofilakis
Posto: Primeiro Sargento
Especialidade: Operador de Rádio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por bcsaulo em Ter 10 Mar 2015, 13:33

Quando escuto meu nome carregado de ironia dou uma mãozada com a parte externa da mão (para causar dano mesmo) e falo alto tentando intimidá-lo:

- Não me teste Fineas, língua venenosa!

Ao ver o lacaio do pequenino tocando sua arma, digo apontando para ele e olhando-o nos olhos.

- Se ousar tocar novamente na tua arma, soará como um desafio para mim, e te garanto que só terminará com a morte de um de nós Groot.

_________________
INFORMAÇÕES:
EH: [58] [-9 -20] = 29     ABSORÇÃO: = 22      EF: 20 =      KARMA: 0     DEFESA P2/P4

EQUIPAMENTOS: Couraça Parcial, Elmo Fechado, Escudo Grande, 2 Machados de Batalha, 1 Montante, Ração para viajantes (Frutas, pães e carne seca), Cantil com água e 11 moedas de ouro e 5 moedas de prata.

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 35xp


FICHA DO PERSONAGEM - A SOMBRA:


FICHA DO PERSONAGEM - A FLORESTA DO SILÊNCIO:

avatar
bcsaulo

Mensagens : 514
Data de inscrição : 07/10/2013
Localização : [roll="d20"]x[/roll]

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por bcsaulo em Ter 10 Mar 2015, 13:34

Ataque

bcsaulo efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :

_________________
INFORMAÇÕES:
EH: [58] [-9 -20] = 29     ABSORÇÃO: = 22      EF: 20 =      KARMA: 0     DEFESA P2/P4

EQUIPAMENTOS: Couraça Parcial, Elmo Fechado, Escudo Grande, 2 Machados de Batalha, 1 Montante, Ração para viajantes (Frutas, pães e carne seca), Cantil com água e 11 moedas de ouro e 5 moedas de prata.

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 35xp


FICHA DO PERSONAGEM - A SOMBRA:


FICHA DO PERSONAGEM - A FLORESTA DO SILÊNCIO:

avatar
bcsaulo

Mensagens : 514
Data de inscrição : 07/10/2013
Localização : [roll="d20"]x[/roll]

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por bcsaulo em Ter 10 Mar 2015, 13:34

Erro

bcsaulo efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :

_________________
INFORMAÇÕES:
EH: [58] [-9 -20] = 29     ABSORÇÃO: = 22      EF: 20 =      KARMA: 0     DEFESA P2/P4

EQUIPAMENTOS: Couraça Parcial, Elmo Fechado, Escudo Grande, 2 Machados de Batalha, 1 Montante, Ração para viajantes (Frutas, pães e carne seca), Cantil com água e 11 moedas de ouro e 5 moedas de prata.

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 35xp


FICHA DO PERSONAGEM - A SOMBRA:


FICHA DO PERSONAGEM - A FLORESTA DO SILÊNCIO:

avatar
bcsaulo

Mensagens : 514
Data de inscrição : 07/10/2013
Localização : [roll="d20"]x[/roll]

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por arabedoido em Ter 10 Mar 2015, 14:03

Quando o clima esquenta entre o elfo e o pequenino, fico em pé e falo para eles:

Senhores, por favor. Nunca foram amigos, vão querer brigar por que? Lembrem-se que estamos para sair juntos em uma missão e vamos precisar contar muito uns com os outros. Como eu ia sugerir antes, por que não deixam para decidir quem é o melhor durante a missão? Que tal apostarem parte do pagamento por exemplo para ver quem é que mata mais inimigos ou algo do tipo? E uma outra coisa, se iniciarem agora uma briga vão quebrar coisas aqui na taverna. Acham que o dono do lugar merece isso depois de ter nos atendido tão bem?

Depois, voltando a sentar, continuo:

Ou então se quiserem mesmo, se matem logo de uma vez. Quem se importa? Brigões só seriam um fardo lá fora quando estivermos cercados de perigo por todos os lados.

_________________
INFORMAÇÕES:
EH:15        ABSORÇÃO:0      EF:13      KARMA:7/12

EQUIPAMENTOS: manto com capuz, cinto, pederneiras, mochila de couro, pena e tinta, pergaminho e bracelete (focus).

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 28xp


FICHA DO PERSONAGEM:


Jetro:
avatar
arabedoido

Mensagens : 511
Data de inscrição : 05/10/2013
Idade : 41
Localização : São Paulo - SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por Lordlorenz em Ter 10 Mar 2015, 17:27

Assim como o clima, meu sangue esquenta e ferve nas veias!

"Isso não acabara bem", penso comigo, enquanto saco mais um item de canalização de minha bolsa (uma peça de metal usada para criar eletricidade). Feito isso, continuo a "comer" e me preparo para realizar um feitiço caso a situação fique desfavorável ao meu conterrâneo!

avatar
Lordlorenz

Mensagens : 60
Data de inscrição : 21/02/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por Samyaza em Ter 10 Mar 2015, 22:45

off: suponho que o ataque não me atingiu.
off2: queimei as mãos, mal consigo digitar, vou escrever pouco e devagar.

pego o saco de nós moscada:
"com licença jetro e boifrano"

jogo o pó no rosto de Galdor e digo a Groot:
"tome a espada dele e ataque em seguida"

saio da taverna.
avatar
Samyaza
Admin

Mensagens : 1064
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 32
Localização : Franco da Rocha / SP

Ficha do personagem
Nome: Robert Locksley
Posto: Segundo Tenente
Especialidade: Franco-Atirador

Ver perfil do usuário http://vingadornegro.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por Vercenorax em Ter 10 Mar 2015, 23:34

Voltando um pouco do comentário de Galdor sobre o meu eu responde de maneira bem cínica e desdenhosa um "Entendo Senhor"; depois sobre as considerações de Fineas eu concordo veementemente com a suposição dele de que não desistiria de ouro que fosse meu. Quando o homem da outra mesa que tratam por Dillinguer falar de bajulações eu lhe respondo à altura:
Mais é um boca aberta você! Eu pedi bajuladores?! Hein?! E se você viesse querendo me bajular eu não aceitaria nem que me pagasse, um desleixado como você?! Nunca!

A hora que se inicia a briga entre Galdor e Fineas, eu me levanto e saindo dali de perto peço para que Salan me siga e dali eu vou para perto do balcão. Próximo de Agrippa e de onde meu braço possa alcançar caso algo aconteça, mas tudo isso de forma bem discreta, enquanto comento com Salan em tom baixo de voz:
Eu não vou entrar numa briga que não é minha, mas veja não é minha POR ENQUANTO! HEHEHEHE.

_________________
"Sete Anéis para os Senhores Anões em seus Rochosos Corredores"

"Se for pra acabar em fogo, todos queimaremos juntos!"


INFORMAÇÕES:
EH:62       ABSORÇÃO:15      EF:18       KARMA:0

EQUIPAMENTOS: corvo Roac.

EXPERIÊNCIA: 55xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
Vercenorax

Mensagens : 361
Data de inscrição : 07/10/2013
Idade : 23
Localização : Cachoeira de Minas/Lavras

Ficha do personagem
Nome: Boris Andravitch
Posto: Primeiro Tenente
Especialidade: Infante de Assalto

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por Lordlorenz em Qua 11 Mar 2015, 09:17

Eu fico em alerta máximo e na defensiva a todos que estão na minha volta! Apanho meus pertences e saio do balcão, me posicionando a alguns metros da confusão em um local mais ao flanco de Galdor e próximo a uma janela.

"Somente os Deuses podem evitar o pior agora"

Enquanto isso, eu dou uma boa olhada nos presentes para tentar distinguir aqueles que estão olhando a briga daqueles que querem brigar, enquanto eu penso:

"Parece-me que elfos não são bem vindos aqui! Devo me afastar de todos, como desejou meu sábio mestre"
avatar
Lordlorenz

Mensagens : 60
Data de inscrição : 21/02/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por Lordlorenz em Qua 11 Mar 2015, 09:19

off: caso precise de um teste de percepção, segue a rolagem.

Lordlorenz efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
avatar
Lordlorenz

Mensagens : 60
Data de inscrição : 21/02/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por Maedhros em Qua 11 Mar 2015, 19:24

Digo a Fin:

Parece que boas maneiras são aprendidas somente a sangue aqui! HAHAHAHAHAHAHA! Vamos deixá-los brincar um pouco, depois acabamos com a brincadeira deles e batemos em tudo! HAHAHAHAHAHA! Até lá, ao balcão, Fin. Ao balcão.

Me dirijo ao balcão e fico de olho na briga, fazendo comentários.

_________________
What the hell kind of name is Soap?

A cobra está fumando!

avatar
Maedhros

Mensagens : 294
Data de inscrição : 07/10/2013

Ficha do personagem
Nome: Sabão
Posto: Segundo Sargento
Especialidade: Artilheiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por arabedoido em Qua 11 Mar 2015, 20:58

Depois que Fineas pega a noz moscada e lança no rosto do elfo, levo a mão ao rosto e então me dirijo a Boifrano:

Vamos pegar nossos vinhos e dar espaço para eles. Já vi que as coisas aqui vão ficar caóticas, do jeito que nós gostamos.

Pego o copo e me dirijo ao balcão, sorrindo e comentando com os outros que lá estão:

É, amigos. Tentei fazer com que eles pensassem antes de fazer algo, mas querem saber? Plandis nos ensina que na vida não há contrato de sanidade. Quem somos nós para nos opormos ao caos? Só lamento o desperdício de algo tão bom que é a noz-moscada. Mas ainda sobrou um pouco dela neste copo. Alguém quer um gole do vinho temperado enquanto assiste à luta?

_________________
INFORMAÇÕES:
EH:15        ABSORÇÃO:0      EF:13      KARMA:7/12

EQUIPAMENTOS: manto com capuz, cinto, pederneiras, mochila de couro, pena e tinta, pergaminho e bracelete (focus).

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 28xp


FICHA DO PERSONAGEM:


Jetro:
avatar
arabedoido

Mensagens : 511
Data de inscrição : 05/10/2013
Idade : 41
Localização : São Paulo - SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por Blanchard em Qua 11 Mar 2015, 21:02

Por uma das janelas, vocês escutam cavalos serem preparados, muitas vozes e o início de galopes. Pessoas entram na taverna.

Agrippa se encosta no balcão, mantendo-se frio. Ele começa a buscar algo em seus pertences e o tem às mãos rapidamente. Os magos costumam ser muito organizados. Suas memórias costumam superar de longe a de membros de outras profissões, com exceção dos bardos, cujo centro da profissão está sobre o ato de rememorar.

Boifrano responde para Jetro:
Não, não, de nós o exagerado é você, eu sou, diremos, o covarde. Jamais usaria uma espada como essa sua.

Vocês ficam cada vez mais confusos quanto ao sacerdote. A mesma quantidade de tempo que ele gasta falando com vocês, ele gasta falando sozinho. Teria mesmo ele condições de operar milagres?

Jon:
Antes mesmo de você se sentar, Dilinguer lhe responde:
Te conto, sim. Quando anoitece, os agricultores estão exaustos e vão dormir como pedras. Nesta hora, suas filhas maiores podem aproveitar para...

Você puxa a cadeira para se sentar e então o inesperado acontece. Em suas costas Fineas e Galdor discutem.

Todos:
Galdor está certo de que acertar Fineas é fácil por demais. Ele prepara um tapa e o desfere. Crente de já tê-lo acertado, ele ao mesmo tempo se vira para Groot para intimidá-lo. A cadeira puxada por Jon está com uma perna em seu caminho. Galdor tropeça, erra o tapa e acaba sua frase enquanto cai de peito na mesa onde o grupo bebia:
“... com a morte de um de nós, Groooooot...”

Galdor fecha os olhos, com medo de feri-los com os copos e odres que estão sobre a mesa. Nisso ele deu sorte, pois Fineas mostra uma agilidade impressionante. Ele pula da cadeira para a mesa, recolhe o saco de noz e joga sobre o rosto de Galdor, pulando da mesa enquanto bate as mãos e dá as instruções para Groot.

O sacerdote se levanta, solicitando bom-senso. Boifrano fica apavorado e nervoso:
Ele acabou com nossa noz? Mas que diabos, qual o motivo pra que eles não resolvam suas diferenças de outro jeito?

Agrippa agita-se novamente, buscando outro item entre seus pertences. Quando ele levanta sua cabeça, Fin e Salan já estão encostados no balcão, perto, muito perto. Agrippa decide se aproximar da briga, dando as costas para Fin. O mago finalmente olha em volta e percebe que ninguém parece querer se meter. Para a proteção de um dos flancos de Galdor, ele ficará relativamente desatento para uma movimentação vinda da direção do balcão.

Enquanto o Hobbit tenta passar pelas pessoas que entram, Groot segue suas ordens. Desembainha o gládio, retira o gládio de Galdor e chuta a montante para o chão. Galdor sente Groot encostar o gládio em seu pescoço. O meio-elfo do balcão corre para dentro. Carlos volta com um porrete grande, enquanto o meio-elfo tem dois bastões leves.

Fineas olha para traz e quando se volta para seu caminho tromba com um cajado, sendo empurrado de volta para o meio da taverna. Ele pensa em reclamar, mas desiste ao ver que foi empurrado por um mago dourado, de longos cabelos loiros, vestindo um robe azul com bordados prateados. Seu cajado possui uma pedra azul incrustrada. Ele bate o cajado no chão e as luzes das velas quase se apagam. A pedra brilha e vocês escutam estalos. Rasga o chão uma espécie de relâmpago, que atinge a perna de Groot e passa por sua espada, atingindo Galdor. Os dois sentem uma dor que faz seus corpos se contorcerem. Groot derruba seu gládio e se segura na mesa. Os olhos dos dois parecem que vão explodir. Então a dor para.

Agrippa fica admirado com a manipulação da eletricidade e sabe que aquela é uma magia incomum.

(Off: As atualizações de EH e EF serão feitas no tópico de controle dos personagens. Acompanhem por lá a situação dos PJs).

_________________
INFORMAÇÕES:
EH:24       ABSORÇÃO:11      EF:13      KARMA: 07
EQUIPAMENTOS: Alaúde, estojo de higiene, estojo de jogos, roupa nobre, botas de couro, capa, cinto e luvas, 3 cantis, lanterna, roupa para inverno, Barraca de lona, Algemas, Giz, Pederneira, Fumo, Ferramentas para manusear armadilhas, 3 garrafas de vinho, mochila com jóias (17 p.o.), gema (manga rosa). Gládio e Escudo Grande. 
CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento
EXPERIÊNCIA: 36xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
Blanchard

Mensagens : 679
Data de inscrição : 06/10/2013
Localização : [roll="D6"]x[/roll] [roll="d20"]1[/roll]

Ficha do personagem
Nome: Daniel Blanchard
Posto: Partisan
Especialidade: Piloto

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por †_Junior_† em Qua 11 Mar 2015, 22:10

Sento não muito confortável e fico com a boca meio entre aberta olhando para os acontecimentos. Quando o mago ataca groot e galdor, fico ainda mais surpreso. Olho para Dillinguer para vê se ele demonstra alguma surpresa ou coisa do gênero.

Deixo o alaúde ao meu alcance caso for necessário alguma medida drástica e começo a analisar o mago que adentrou no salão. Seus movimentos, postura, possível "aura" ao redor, tudo que me faça perceber seu estado de espírito em relação a todos nós. (Usei a magia Modificar Espírito 1)

Falo um pouco trêmulo, tentando manter a calma apesar do coração batendo a mil:

Acho que seria bom ficarmos calmos agora...






_________________
INFORMAÇÕES:
EH:41        ABSORÇÃO:0       EF:6       KARMA:0

EQUIPAMENTOS: Manto com capuz, gaita, mochila de couro, gládio, 20 metros de corda e escudo pequeno.

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 41xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
†_Junior_†

Mensagens : 324
Data de inscrição : 06/10/2013
Idade : 23
Localização : Recife PE

Ficha do personagem
Nome: Cristhian Theofilakis
Posto: Primeiro Sargento
Especialidade: Operador de Rádio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por arabedoido em Qua 11 Mar 2015, 22:44

Depois das falas de Boifrano, ponho uma das mãos no ombro dele e digo:

Claro, amigo. Eu sei e por isso estou aqui para protegê-lo. Mas lembra do que aprendemos no templo? O caos é dádiva de Plandis. Eu poderia ordenar que eles dessem um abraço e ficassem amigos, mas se for ver bem, eles estão agindo como nosso deus manda: agindo sem pensar.

Quanto à noz, o que podemos fazer? Eu também preferiria que eles resolvessem de outra maneira, mas agora está feito.


Depois que chego ao balcão com os outros e vejo o mago fazer sua magia, comento com todos, depois de ter oferecido o vinho:

Agora a coisa vai ficar interessante, não acham amigos? Não querem mesmo um gole? Está muito bom.


_________________
INFORMAÇÕES:
EH:15        ABSORÇÃO:0      EF:13      KARMA:7/12

EQUIPAMENTOS: manto com capuz, cinto, pederneiras, mochila de couro, pena e tinta, pergaminho e bracelete (focus).

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 28xp


FICHA DO PERSONAGEM:


Jetro:
avatar
arabedoido

Mensagens : 511
Data de inscrição : 05/10/2013
Idade : 41
Localização : São Paulo - SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por Lordlorenz em Qui 12 Mar 2015, 09:22

Quando aquele mago dourado cruza o meu caminho, tenho plena fé que os Deuses ouviram minhas preces!

"Um arcanista e elementalista! Que bela magia...ele deve ser um grande mestre!"

Assim, enquanto todos ficam tensos, eu relaxo (até sinto prazer ao ver aquela cena) e me aproximo calma e respeitosamente daquele mago. Quando nossos olhares se cruzarem, eu o comprimento com algum tipo de aceno utilizado apenas entre os elementalistas (algum tipo de aceno "secreto") e digo com voz monótona:

- Muito obrigado mestre arcano. Sua intervenção foi providencial. Com toda certeza eu e os meu amigos estamos em divida com vossa excelência!

Na sequência, me apresento:

- Meu nome é Agrippa Mellius, filho de Fugato Melius e discípulo de Cornelius Flamel. Respeitosamente me coloco a vossa mercê!

Dito isso, abaixo minha cabeça em sinal de respeito e me calo.
avatar
Lordlorenz

Mensagens : 60
Data de inscrição : 21/02/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por Samyaza em Qui 12 Mar 2015, 10:40

Digo ao ser empurrado:
"Ooooa! Calminha! Isto não é uma prisão é?"

Quando vejo o raio atingir Groot, eu corro para ver como ele está:
"Grandão! Está tudo bem?"

Viro-me para Jetro:
"Sacerdote, ajude meu amigo!"

OFF: quer valer que o Saulo vai pedir pra rolar RM?

avatar
Samyaza
Admin

Mensagens : 1064
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 32
Localização : Franco da Rocha / SP

Ficha do personagem
Nome: Robert Locksley
Posto: Segundo Tenente
Especialidade: Franco-Atirador

Ver perfil do usuário http://vingadornegro.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 22 Anterior  1, 2, 3 ... 12 ... 22  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum