Uma pequena vingança

Página 1 de 22 1, 2, 3 ... 11 ... 22  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Uma pequena vingança

Mensagem por Blanchard em Sex 13 Fev 2015, 21:08

Tópico da primeira parte da aventura que se iniciará em breve.


Última edição por Blanchard em Ter 02 Jun 2015, 15:16, editado 1 vez(es)

_________________
INFORMAÇÕES:
EH:24       ABSORÇÃO:11      EF:13      KARMA: 07
EQUIPAMENTOS: Alaúde, estojo de higiene, estojo de jogos, roupa nobre, botas de couro, capa, cinto e luvas, 3 cantis, lanterna, roupa para inverno, Barraca de lona, Algemas, Giz, Pederneira, Fumo, Ferramentas para manusear armadilhas, 3 garrafas de vinho, mochila com jóias (17 p.o.), gema (manga rosa). Gládio e Escudo Grande. 
CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento
EXPERIÊNCIA: 36xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
Blanchard

Mensagens : 654
Data de inscrição : 06/10/2013
Localização : [roll="D6"]x[/roll]

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por Blanchard em Seg 02 Mar 2015, 23:10

De diversos modos vocês se conectam com pessoas ligadas à um nome: Cirdan Vardamir, um mago dourado de muito renome que congrega aventureiros para analisar situações delicadas e combater o mal deixado pelo processo de domínio da seita, que - apesar de historicamente derrotada -, continua com focos de atuação, estabelecendo alianças entre monstros, selvagens e membros da civilização. Parece que este Vardamir não deseja chamar muito a atenção para estes encontros, pois ele evitou as maiores cidades. Foi-lhes solicitado um encontro no extremo sul da civilização, a Vila de Timor, que fora há algum tempo atacada por uma legião de Orcs e salva por um grupo de combatentes errantes.

Vocês viajaram em pequenos grupos separados. O primeiro atravessou a fronteira de Amiên e é formado por Galdor, Agrippa e Jon. O segundo, formado Finea e seu mercenário, não estava longe. O terceiro foi formado por Jetro e Boifrano, que também já caminhavam por Ludgrim para pregar a crença em seu Deus. Por fim, Salan e Fin cruzaram a fronteira com a Levânia, desejando ao menos verificar uma possibilidade de lucros, não com recompensas, mas com objetos diferentes.

Todos conseguem manter o compromisso e são recebidos em Timor por um soldado carismático chamado Flávio de Carvalho Molina, jovem guerreiro, que os leva até uma taverna térrea, toda construída em madeira, com uma pequena placa que balançava com um olho verde e a inscrição Olho de Ogro. Vocês certamente terão de procurar alguma hospedaria, pois lá não há quartos. Flávio os coloca para dentro e os apresenta ao taverneiro Carlos Zanirato, um humano careca, com um bigode negro e cavanhaque comprido, amarrado como uma trança. Enquanto ele lhes mostra uma mesa vaga, vocês percebem que os presentes claramente são aventureiros e não sujeitos da região. Vocês passam por algumas mesas e se sentam. O dia está terminando e Carlos explica que Cirdan solicitou que lhes fosse dada uma boa refeição, enquanto ele se mantém ausente. Vocês se sentam todos juntos e podem solicitar comidas e bebidas ao taverneiro que procura os atender da melhor forma possível.

_________________
INFORMAÇÕES:
EH:24       ABSORÇÃO:11      EF:13      KARMA: 07
EQUIPAMENTOS: Alaúde, estojo de higiene, estojo de jogos, roupa nobre, botas de couro, capa, cinto e luvas, 3 cantis, lanterna, roupa para inverno, Barraca de lona, Algemas, Giz, Pederneira, Fumo, Ferramentas para manusear armadilhas, 3 garrafas de vinho, mochila com jóias (17 p.o.), gema (manga rosa). Gládio e Escudo Grande. 
CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento
EXPERIÊNCIA: 36xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
Blanchard

Mensagens : 654
Data de inscrição : 06/10/2013
Localização : [roll="D6"]x[/roll]

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por Samyaza em Seg 02 Mar 2015, 23:39

Observo a taverna enquanto caminho em direção a mesa, já perto dela, dou uma cusparada no chão, arrasto uma cadeira e me sento enquanto falo com Groot:
"Fica aí de pé cabeça-de-vento e olho aberto para qualquer sinal de perigo, deixe o machado a mão, estamos longe demais das cidades, isso aqui é uma terra-de-ninguém".

Olhando os companheiros que se sentam na mesa, procuro observar quem está com quem, que armas carregam e que sotaque utilizam, para isso, puxo conversa:
"Bem, todos estamos aqui por Círdan certo? Seria uma lástima descobrir que viajei até aqui só para em enganar, enfim, se vamos comer juntos e possivelmente trabalhar juntos, é pertinente, já que a afabilidade geralmente não é correligionária da espada, que nos conheçamos.

Não sendo anfitrião, mas fazendo as vezes de mestre de cerimônias, já que falta um, e nenhum dos presentes manifestou-se ainda, mas se o fizer terá por mim, preferência, serei o primeiro a me apresentar, chamam-me de Fineas, o Menestrel, e este aqui do meu lado é Groot, um amigo útil quando a língua já é inútil, é ele que, provavelmente, numa ocasião ruim, sangrará por vocês, se já não estiver sangrando por mim, claro, possibilidades estas que não gostaria de ver tornando-se realidade, mas sendo riscos contratuais daquilo que fazemos, e um bom planejamento prevê riscos, temos que considerar.

E vc´s, quem são? De onde vieram e pq vieram?"
avatar
Samyaza
Admin

Mensagens : 1032
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 32
Localização : Franco da Rocha / SP

Ver perfil do usuário http://vingadornegro.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por †_Junior_† em Ter 03 Mar 2015, 00:30

Sorrio para todos os presentes, me demorando uns 5 segundos a mais olhando para Fin e me apresento:

Me chamo Jon. Venho de Amien junto com meu primo Galdor!(indico Galdor)Galdor é uma espécie de super guerreiro da sociedade dos elfos da família de minha mãe. O que o motiva deve ser a necessidade de servir ao reino. Eu vim para aproveitar a viagem e ver coisas novas.

Estendo a mão para o pequenino e digo:

É um prazer conhecê-lo Fineas, o Menestrel.






_________________
INFORMAÇÕES:
EH:41        ABSORÇÃO:0       EF:6       KARMA:0

EQUIPAMENTOS: Manto com capuz, gaita, mochila de couro, gládio, 20 metros de corda e escudo pequeno.

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 41xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
†_Junior_†

Mensagens : 308
Data de inscrição : 06/10/2013
Idade : 23
Localização : Recife PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por arabedoido em Ter 03 Mar 2015, 12:44

Escuto os outros se apresentando e então começo:

Olá a todos. Eu sou Jetro, sacerdote de Plandis e este a meu lado é meu amigo Boifrano. Somos de um pequeno vilarejo perto de Fleuter e viemos parar nesta região enquanto cumpríamos nossa missão de professar a fé em nosso Deus.

Então olho para Boifrano escutando o que ele diz e respondo:

Claro, claro. Mas cada coisa a seu tempo. Vamos primeiro saber qual será nossa missão e depois falaremos sobre isso. Agora isso não vai acrescentar nada, estamos apenas nos conhecendo aqui.

Então, termino, me dirigindo a todos os demais:

Espero que possamos todos nos dar bem. Como costumamos dizer, quando um grupo sai junto em missão, todos precisam ser os melhores amigos uns dos outros para sobreviver.

_________________
INFORMAÇÕES:
EH:15        ABSORÇÃO:0      EF:13      KARMA:7/12

EQUIPAMENTOS: manto com capuz, cinto, pederneiras, mochila de couro, pena e tinta, pergaminho e bracelete (focus).

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 28xp


FICHA DO PERSONAGEM:


Jetro:
avatar
arabedoido

Mensagens : 511
Data de inscrição : 05/10/2013
Idade : 41
Localização : São Paulo - SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por bcsaulo em Ter 03 Mar 2015, 20:31

Quando chego ao local marcado fico a observar o ambiente a procura dos Senhores Dourados de Siltam. Quando sou levado a mesa pelo Servo Humano dos Vardamir recuso-me a sentar com os não elfos. Fico a observá-los enquanto falam, seus nomes e trejeitos até o modo de se vestir e armar-se, logo sussurro ao pé do ouvido de Agrippa:

- Vê esses inglórios? Temos que ter cuidado ao se tratar com esse tipo de gente, não são elfos. Suas palavras não possuem valor algum. São mutáveis como o fogo! Observe aos dois homens... do deserto vide as roupas e armas. O que está bem vestido, de aparência mais velha deve ser o chefe! O outro um parente ou criado. Veja o pequeno, é o mais perigoso, vê como controla a cabeça do pobre homem? Sua língua deve ser vigiada. O único que não sei o que dizer é sobre o sacerdote de Plandis, Valandil deve ter algum plano para ele, afinal é um sabio conhecedor de muitas coisas...

Quando Jon começa a me apresentar, pigarreio para chamar sua atenção, enquanto intrometo-me desamarrando os cordões que prendiam a bainha da montante as minhas costas e empurrando para as mãos do meio elfo:

- Menos criatura... Segure minha arma enquanto apresento-me formalmente. Pigarreio novamente - Eu sou Gáldor Tinúviel, neto de Laimion Tinúviel, mestre da arte da guerra selvática, bem feitor dos semi elfos de Siltam, Senhor da Guarda da Patrulha da Muralha de Goquistá, filho caçula de Erestor Tinúviel primeiro comandante da infantaria dragonete do Vale Vandril e Senhor da Torre Dourada de Marna.

Então olho para Jon e o repreendo:

- Não vim ajudar ao regente! Para isso ele tem seus... seus... respiro - Semi elfos. Vim fazer em favor de um antigo aliado de minha família.





_________________
INFORMAÇÕES:
EH: [58] [-9 -20] = 29     ABSORÇÃO: = 22      EF: 20 =      KARMA: 0     DEFESA P2/P4

EQUIPAMENTOS: Couraça Parcial, Elmo Fechado, Escudo Grande, 2 Machados de Batalha, 1 Montante, Ração para viajantes (Frutas, pães e carne seca), Cantil com água e 11 moedas de ouro e 5 moedas de prata.

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 35xp


FICHA DO PERSONAGEM - A SOMBRA:


FICHA DO PERSONAGEM - A FLORESTA DO SILÊNCIO:

avatar
bcsaulo

Mensagens : 514
Data de inscrição : 07/10/2013
Localização : [roll="d20"]x[/roll]

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por †_Junior_† em Ter 03 Mar 2015, 21:41

Pego a montante e encosto tranquilamente numa cadeira, fazendo apoio para que não caia. Depois que ele se apresenta longamente, digo aos demais:

Como eu disse, super soldado élfico.

Quando Jethro se apresenta, fico confuso quando ele aponta um lugar vazio e "apresenta" um tal de Boifrano. Falo:

Prazer Jethro... Mas onde está esse seu amigo Boifrano mesmo?


_________________
INFORMAÇÕES:
EH:41        ABSORÇÃO:0       EF:6       KARMA:0

EQUIPAMENTOS: Manto com capuz, gaita, mochila de couro, gládio, 20 metros de corda e escudo pequeno.

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 41xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
†_Junior_†

Mensagens : 308
Data de inscrição : 06/10/2013
Idade : 23
Localização : Recife PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por Maedhros em Ter 03 Mar 2015, 21:52

Quando o hobbit começa a falar olho e apenas escuto o que diz. Assim vejo as apresentações. Quando o ultimo elfo se apresenta pomposamente, digo:

Muito bem crianças, sou Kharrazan Abi-Salan, isso na sua língua seria como... deixe eu ver... Filho das Areias, mas podem me chamar de Salan. Acreditem ou não, não sou dessas terras úmidas! HAHAHAHA! Agora terão que adivinhar de onde eu vim. Coço minha barba e continuo. Bem, vejo que nosso anfitrião não é tão educado assim. Que tipo deixa os convidados a esperar? Ainda bem que temos fartura a mesa. Pena não servirem tâmaras e cordeiro assado acompanhado de licor. Nada melhor que isso.

_________________
What the hell kind of name is Soap?

A cobra está fumando!
avatar
Maedhros

Mensagens : 264
Data de inscrição : 07/10/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por arabedoido em Ter 03 Mar 2015, 23:23

Acho graça quando Jon me pergunta sobre Boifrano. Então aponto para a cadeira a meu lado e digo.

Ora ele está bem aqui, sentado a meu lado. Mas não se preocupe, nem todos conseguem vê-lo eu sei. Antigamente isso me incomodava muito, mas hoje não tenho mais problemas com isso. Acreditam que por pouco não fui parar em uma casa de loucos por causa das brigas em que me metia por causa dele?

_________________
INFORMAÇÕES:
EH:15        ABSORÇÃO:0      EF:13      KARMA:7/12

EQUIPAMENTOS: manto com capuz, cinto, pederneiras, mochila de couro, pena e tinta, pergaminho e bracelete (focus).

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 28xp


FICHA DO PERSONAGEM:


Jetro:
avatar
arabedoido

Mensagens : 511
Data de inscrição : 05/10/2013
Idade : 41
Localização : São Paulo - SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por Vercenorax em Ter 03 Mar 2015, 23:58

Olho todo este povo muito estranho e diria até afeminado, ouço suas conversas e apresentações, mas por fim eu me apresento:
Bem eu me chamo Fin, simples assim. Creio que um tipo que esteja fazendo coisas mais importantes, Salan, mas tudo bem, ele nos deixou as suas custas.

Me viro para trás e grito ao taverneiro:
Costelas assadas e um bom vinho meu amigo, se nos foi dada a oportunidade de gastarmos em seu nome, que não a percamos, não é Salan? HAHAHAHAHAHA.

Comento por sobre a fala Galdor, mas para o grupo todo sentado à mesa:
Bem Salan, nós dois aqui creio que estejamos pelo melhor motivo, lucro próprio, já que desta forma podemos debandar a hora que formos prejudicados. mas aqueles que estão presos por outros motivos estes são os piores.

_________________
"Sete Anéis para os Senhores Anões em seus Rochosos Corredores"

"Se for pra acabar em fogo, todos queimaremos juntos!"


INFORMAÇÕES:
EH:62       ABSORÇÃO:15      EF:18       KARMA:0

EQUIPAMENTOS: corvo Roac.

EXPERIÊNCIA: 55xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
Vercenorax

Mensagens : 334
Data de inscrição : 07/10/2013
Idade : 23
Localização : Cachoeira de Minas/Lavras

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por Lordlorenz em Qua 04 Mar 2015, 12:21

Observo atentamente cada um deles, levando em consideração as palavras do mestre Tinúviel, a quem aceno apenas com a cabeça em reconhecimento. Após um ouvir as apresentações de todos, me dirijo ao taverneiro e digo em voz baixa e calma:

- Por favor senhor Zanirato, sirva-me uma boa caneca de vinho.

Espero pacientemente enquanto continuo a fitar cada um dos presentes nos olhos. Agradeço ao taverneiro com mais um aceno de cabeça e me dirijo à mesa onde todos estão. Chegado lá, continuo a olhar para aquelas pessoas por alguns segundos e digo com voz forte:

- Eu sou Agrippa.

Tomo um trago de meu vinho e me recosto em uma das paredes mais próximas a mesa, onde continuo a analisar e ouvir os presentes.
avatar
Lordlorenz

Mensagens : 60
Data de inscrição : 21/02/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por Samyaza em Qua 04 Mar 2015, 20:17

Aperto a mão de Jon sorrindo educadamente:
"É um prazer Jon de Amien, o que poderia nos contar de sua terra, além é claro dos prováveis feitos do seu primo"

Estendo a mão para Jetro, curioso em ver como ele fala com a cadeira e prossigo:
"Plandis tem mesmo servos estranhos,hããã, imagino que esse seu amigo, Boifrano? Deve ser um manipulador arcano poderoso para caminhar entre tantos de forma que não possa ser visto, correto?"

Encosto-me na cadeira cruzando os braços sobre a cabeça e digo a Galdor:
"Se está aqui cumprindo favores, então sou forçado a imaginar, por especulação lógica, mas obviamente por conveniência sovina, que não teremos que partilhar espólios com alguém tão nobre e altruísta que sangra para cumprir favores, posso estar errado, e devo estar, mas espero que não, mas obviamente que dirá isso é vc, claro, que esperamos que a aparente honra, ou pompa, ou orgulho, que trazes consigo não permitirão, ou pelo menos não deveriam, mas talvez o façam, que suas palavras não sejam contraditórias aos atos, claro, longe de mim supor isso de alguém que gasta daqui até o denégrio de títulos em em seu nome."

Digo para Salan quando ele fala sobre adivinhar sua terra natal:
"Nobre seco, presumo, e gostaria de estar correto, que o convite seja um jogo, sendo feito a mesa, todos poderíamos jogá-lo, e isso é bem vindo, pois nos aproximaria e iríamos além de apresentações formais mais pertinentes a grandes salões e não a tavernas. Então pergunto, se me permitido for, apesar de já tê-lo feito: sendo um jogo, o que se ganha e o que se perde caso adivinhamos ou não sua terra de origem?"

Respondo a Fin:
'Um bom pedido, se me permite observar"

Respondo a Agrippa:
"nós, obviamente que não somos"

Voltando-me para o servo de Plandis:
"Uma casa de loucos? Deixe-me dizer o que é uma casa de loucos. Há na Lutrúcia, uma cidade verrogari uma prisão, dizem que lá a tortura e que prisioneiros que morrem de fome ou doença viram alimento dos que ainda tem os dentes e a força para mastigar, e o pior, há aqueles prisioneiros que rezam para morrer assim, pois entre as muitas torturas que seu sádico administrador faz cumprir no local, uma dela é cruzar cavalos com homens!

Algumas pessoas até disseram que certa vez arrancaram as bolas de um prisioneiro e deram para os porcos comerem enquanto o desgraçado ainda estava vivo e assistindo tudo, dizem que ele foi solto, mas sem aquilo que fazia dele um homem, tornou-se uma meretriz no prostíbulo local, obviamente que essa parte não deve ser verdade.

Por isso eu sempre digo: que os deuses me livrem da Lutrúcia!"
avatar
Samyaza
Admin

Mensagens : 1032
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 32
Localização : Franco da Rocha / SP

Ver perfil do usuário http://vingadornegro.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por arabedoido em Qua 04 Mar 2015, 20:54

Aceito gentilmente o cumprimento de Fineas e respondo ao final:

Na verdade, não tenho muita certeza. Manipulador arcano sei que ele não é, afinal esteve comigo durante todo o treinamento e nunca conseguiu aprender a usar o karma para realizar milagres e morre de medo de lutar. Mas eu posso vê-lo, ouvi-lo e senti-lo. Ao menos para mim ele é real e aprendi com os Estudiosos da Mente a considerá-lo como uma bênção que Plandis gentilmente me agraciou. Para ser sincero, não ligo para tais detalhes. Aprendi com os outros sacerdotes que a loucura nada mais é do que uma forma maior de lucidez. E que o aparente caos neste mundo pode ser também uma manifestação de uma ordem muito maior que escapa a nosso entendimento e que não nos foi revelada pelos deuses.

Já no que diz respeito a essa casa de loucos, ainda não estive nesse lugar, mas o que me parece é ser mais uma casa de torturas. Nas casas dirigidas pelos sacerdotes da Ordem, o tratamento dado aos "loucos" é bem diferente. Eles são ensinados a conviver com sua loucura, aceitá-la e tê-la sob controle. Nada de maus tratos, nunca em todos os anos em que vivi entre eles presenciei algo assim. Creio que tive sorte em ser encontrado por um sacerdote dessa Ordem antes que meu pai me internasse em uma casa desse tipo. Acredito que além de me abençoar com meu melhor amigo, Plandis me protegeu de um destino muito sombrio.

_________________
INFORMAÇÕES:
EH:15        ABSORÇÃO:0      EF:13      KARMA:7/12

EQUIPAMENTOS: manto com capuz, cinto, pederneiras, mochila de couro, pena e tinta, pergaminho e bracelete (focus).

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 28xp


FICHA DO PERSONAGEM:


Jetro:
avatar
arabedoido

Mensagens : 511
Data de inscrição : 05/10/2013
Idade : 41
Localização : São Paulo - SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por bcsaulo em Qua 04 Mar 2015, 22:44

Quando o pequenino fala comigo, olho-o de soslaio como se estivesse querendo um local para sentar-se e o único local seria um banco sujo, então digo para Jon:

- Meu porta voz, diga a criaturinha que antes de dirigir a palavra a minha pessoa, que ele use a palavra mestre ou senhor, antecedendo seus questionamentos mesquinhos.

Então dessa vez falo olhando-o diretamente:

- Minha dívida é com ele, provavelmente irei com vocês para garantir que o quer que ele procure chegue até suas mãos. Quanto aos espólios que você fala, só tomarei para mim aquilo que eu julgar ter direito. Então não confunda os feitos dos meus antepassados, com os meus futuros feitos, ou acha que eles conseguiram glorificar minha família deixando as riquezas encontradas em suas andanças para oportunistas como você?


Caminho para próximo de Agrippa e tomo o copo de sua mão, dou um gole enquanto escuto sua história sobre a prisão em Lutrúcia, por fim respondo:

- Esse prisioneiro deve ter sido alguém muito perigoso, talvez até um inimigo de Verrogar. Digo isso porque já matei Verrogaris e sei o quanto são vingativos. Provavelmente este homem fez grandes feitos, talvez assassinado alguém ou quem sabe alguns, deveras muito importante para merecer tal crueldade. E se ele esta vivo, reze para que não escute que você está espalhando que perdeu sua masculinidade, sabe-se lá, ele pode fazer de você uma pequena boneca para provar-lhe que estava errado.

_________________
INFORMAÇÕES:
EH: [58] [-9 -20] = 29     ABSORÇÃO: = 22      EF: 20 =      KARMA: 0     DEFESA P2/P4

EQUIPAMENTOS: Couraça Parcial, Elmo Fechado, Escudo Grande, 2 Machados de Batalha, 1 Montante, Ração para viajantes (Frutas, pães e carne seca), Cantil com água e 11 moedas de ouro e 5 moedas de prata.

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 35xp


FICHA DO PERSONAGEM - A SOMBRA:


FICHA DO PERSONAGEM - A FLORESTA DO SILÊNCIO:

avatar
bcsaulo

Mensagens : 514
Data de inscrição : 07/10/2013
Localização : [roll="d20"]x[/roll]

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por †_Junior_† em Qua 04 Mar 2015, 23:57

Faço um aceno positivo após as palavras de Jethro e digo:

Vai ser bom ter um abençoado de Plandis em nossa jornada então!

Falo para Fineas após as palavras de Galdor:

Bom, não há muito a se dizer sobre meu primo, ele mesmo já demonstra muito, como você pode ver. Âmien é um local incrível, porém acho que não posso falar sobre seus segredos para pessoas de fora, desculpe.

Quando Salan fala, olho com interesse e digo:

Filho das Areias? Obviamente deve ter vindo de algum deserto ou próximo de um. Veio das terras selvagens senhor? Pode nos contar algum feito seu? Parece alguém com grandes conhecimentos.




_________________
INFORMAÇÕES:
EH:41        ABSORÇÃO:0       EF:6       KARMA:0

EQUIPAMENTOS: Manto com capuz, gaita, mochila de couro, gládio, 20 metros de corda e escudo pequeno.

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 41xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
†_Junior_†

Mensagens : 308
Data de inscrição : 06/10/2013
Idade : 23
Localização : Recife PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por Lordlorenz em Qui 05 Mar 2015, 10:38

Enquanto compartilho a caneca de vinho com Tinúviel, digo a ele em voz baixa:

- Meus senhor, deixe que o pequeno falastrão solte a língua; afinal, é bem provável que ele atraia o tipo de encrenca que estou procurando.
avatar
Lordlorenz

Mensagens : 60
Data de inscrição : 21/02/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por Blanchard em Qui 05 Mar 2015, 16:15

O taverneiro Carlos Zanirato se permite rir da situação. Ele que normalmente costuma atender pedidos de agricultores, ouviu nesses últimos dias muitas histórias de lugares dos mais distantes e diferentes possíveis. Sua taverna tornou-se um ponto de encontro cosmopolita, o que gerou pequenos desentendimentos, mas que não chegaram a causar-lhe maiores problemas.

Ele entrega o vinho nas mãos de Agrippa e depois de ouvi-los, ele não se importará em ouvi-los e parece que vocês também não, ele rapidamente lhes entrega garrafas de vinhos, uma garrafa de licor, uma jarra com água e pede-lhes licença para conduzir o prepara da comida. Ele certamente é amigo de Cirdan, mas como bom comerciante, não perde a oportunidade de aumentar um pouco seus lucros. No balcão fica um meio elfo jovem, de cabelos negros e lisos que vão até os ombros, atendendo e entretendo os poucos que estão a beber sozinhos.

A explicação do sacerdote sobre Boifrano só lhes deu uma certeza: ele não é um arcano usando algo como uma alta magia de invisibilidade. Estaria o sacerdote amaldiçoado ou assombrado? Ou estaria com o efeito de alguma substância usada nos mosteiros? Ou ele poderia ver mais que os outros? Ou ele é mesmo pirado? Ainda é difícil compreender a situação, mas bem... deve-se respeitar um sacerdote.

Com exceção do caótico Fineas e do meio-maluco Jetro, todos percebem o olhar de Jon para Fin. Este último, que costuma ter uma visão aguda, soube muito bem o que o meio-elfo pretendeu.

Numa mesa próxima, estão a beber um elfo, abraçado com uma humana, não muito bonita, e um humano de cabelos castanhos. O humano olha para os elfos e diz para seus companheiros de mesa, em alto e bom som:
Veja Terry, em minha terra, as pessoas que ficam assim em pé são as que estão à procura de trabalho.

O meio-elfo lhe repreende dizendo:
Não seja bobo, continue tomando seu vinho, Dilinguer.

Enquanto a humana responde, colocando as mãos sobre o rosto:
Ele sempre, seeempreeee tem que nos envergonhar...


Última edição por Blanchard em Seg 09 Mar 2015, 22:22, editado 1 vez(es)

_________________
INFORMAÇÕES:
EH:24       ABSORÇÃO:11      EF:13      KARMA: 07
EQUIPAMENTOS: Alaúde, estojo de higiene, estojo de jogos, roupa nobre, botas de couro, capa, cinto e luvas, 3 cantis, lanterna, roupa para inverno, Barraca de lona, Algemas, Giz, Pederneira, Fumo, Ferramentas para manusear armadilhas, 3 garrafas de vinho, mochila com jóias (17 p.o.), gema (manga rosa). Gládio e Escudo Grande. 
CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento
EXPERIÊNCIA: 36xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
Blanchard

Mensagens : 654
Data de inscrição : 06/10/2013
Localização : [roll="D6"]x[/roll]

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por arabedoido em Sex 06 Mar 2015, 01:10

Acho graça no trio da outra mesa e comento com os mais próximos:

Eis aí um bom exemplo de quem sabe viver. Me parece que aqueles três são grandes amigos. Espero que este grupo tão diferente que estamos formando chegue a esse nível de amizade.

Depois, meio pensativo:

Só assim podemos sobreviver por aí nesse mundo cheio de perigos... Vai saber o que nos aguarda por aí.

Então, meio que mudando de assunto, pergunto ao taverneiro ou a alguém que se aproximar:

Teria um pouco de noz-moscada? Meu amigo e eu gostamos de colocar um pouco no vinho.

_________________
INFORMAÇÕES:
EH:15        ABSORÇÃO:0      EF:13      KARMA:7/12

EQUIPAMENTOS: manto com capuz, cinto, pederneiras, mochila de couro, pena e tinta, pergaminho e bracelete (focus).

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 28xp


FICHA DO PERSONAGEM:


Jetro:
avatar
arabedoido

Mensagens : 511
Data de inscrição : 05/10/2013
Idade : 41
Localização : São Paulo - SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por †_Junior_† em Sex 06 Mar 2015, 11:17

Concordo com Jethro:

Sim, é bom que nos tornemos bons amigos.

Olho para a outra mesa e tento distinguir melhor quem está lá. Como se vestem e o que portam.


_________________
INFORMAÇÕES:
EH:41        ABSORÇÃO:0       EF:6       KARMA:0

EQUIPAMENTOS: Manto com capuz, gaita, mochila de couro, gládio, 20 metros de corda e escudo pequeno.

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 41xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
†_Junior_†

Mensagens : 308
Data de inscrição : 06/10/2013
Idade : 23
Localização : Recife PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por Lordlorenz em Sex 06 Mar 2015, 11:49

Ao perceber que os aventureiros naquela mesa se referiam aos elfos, fico carrancudo e digo:

- Não sei muito sobre amizade, mas sei um pouco sobre boas maneiras!
avatar
Lordlorenz

Mensagens : 60
Data de inscrição : 21/02/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por Blanchard em Sex 06 Mar 2015, 16:25

Jon, teste observar e indique a vítima. Se quiser indicar a mesa, as informações, mesmo com sucesso, devem ser parciais.

_________________
INFORMAÇÕES:
EH:24       ABSORÇÃO:11      EF:13      KARMA: 07
EQUIPAMENTOS: Alaúde, estojo de higiene, estojo de jogos, roupa nobre, botas de couro, capa, cinto e luvas, 3 cantis, lanterna, roupa para inverno, Barraca de lona, Algemas, Giz, Pederneira, Fumo, Ferramentas para manusear armadilhas, 3 garrafas de vinho, mochila com jóias (17 p.o.), gema (manga rosa). Gládio e Escudo Grande. 
CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento
EXPERIÊNCIA: 36xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
Blanchard

Mensagens : 654
Data de inscrição : 06/10/2013
Localização : [roll="D6"]x[/roll]

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por †_Junior_† em Sex 06 Mar 2015, 23:14

Olho primeiramente pro humano que falou alto.

†_Junior_† efetuou 1 lançamento(s) de dados d20 (Imagem não informada.) :

_________________
INFORMAÇÕES:
EH:41        ABSORÇÃO:0       EF:6       KARMA:0

EQUIPAMENTOS: Manto com capuz, gaita, mochila de couro, gládio, 20 metros de corda e escudo pequeno.

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 41xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
†_Junior_†

Mensagens : 308
Data de inscrição : 06/10/2013
Idade : 23
Localização : Recife PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por †_Junior_† em Sex 06 Mar 2015, 23:15

Vou lançar um "tentando novamente" para observar.

†_Junior_† efetuou 1 lançamento(s) de dados d20 (Imagem não informada.) :

_________________
INFORMAÇÕES:
EH:41        ABSORÇÃO:0       EF:6       KARMA:0

EQUIPAMENTOS: Manto com capuz, gaita, mochila de couro, gládio, 20 metros de corda e escudo pequeno.

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 41xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
†_Junior_†

Mensagens : 308
Data de inscrição : 06/10/2013
Idade : 23
Localização : Recife PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por Vercenorax em Sab 07 Mar 2015, 16:42

Vou acompanhando a situação toda e me divirto bastante com tudo. Ao perceber o olhar de Jon eu penso:
[Eu vou cortar isso pela raiz e não demora muito.]

Quando as bebidas chegam e os estranhos da outra mesa comentam por sobre os elfos, Galdor e Agrippa, eu comento:
Bem Salan agora temos licor e vinho, dizem que o vinho daqui é muito bom. Boas maneiras eu não sei se eles têm, mas o senso de humor é ótimo. HAHAHAHAHAHAHA.

Digo ao hobbit:
Fineas, creio que o elfo ali já não gostou muito de você, e mais ainda que você vai continuar a tratá-lo da mesma forma.

Digo agora para Galdor:
Exigir de um mercenário lhe tratar como senhor ou mestre sem lhe pagar, eu digo ser meio impossível. Por experiência própria, já que sou um mercenário.

_________________
"Sete Anéis para os Senhores Anões em seus Rochosos Corredores"

"Se for pra acabar em fogo, todos queimaremos juntos!"


INFORMAÇÕES:
EH:62       ABSORÇÃO:15      EF:18       KARMA:0

EQUIPAMENTOS: corvo Roac.

EXPERIÊNCIA: 55xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
Vercenorax

Mensagens : 334
Data de inscrição : 07/10/2013
Idade : 23
Localização : Cachoeira de Minas/Lavras

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por Maedhros em Sab 07 Mar 2015, 21:58

Respondo apenas Fin:

Sim, amigo. A melhor de todas as coisas se faz presente na mesa. Dou um gole do licor e digo: HAHAHAHA! Se as palavras dele assim forem como todas as outras, deve ter uma tendência a ser mercenário como tu.

Olho para aqueles da outra mesa e digo:

Vejo que também não são deste reino. Então por que se perder neste fim de mundo como nós? Estão junto de nossa empreitada ou apenas vieram para nos bajular? HAHAHAHA...

_________________
What the hell kind of name is Soap?

A cobra está fumando!
avatar
Maedhros

Mensagens : 264
Data de inscrição : 07/10/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Uma pequena vingança

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 22 1, 2, 3 ... 11 ... 22  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum