Parte 3 - Sombras na escuridão

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Parte 3 - Sombras na escuridão

Mensagem por Samyaza em Sex 11 Out 2013, 00:37

Enviado por: Mingo - quarta-feira, 26 de dezembro de 2012 14:33:10
pego o texto para ler, a curiosidade dos estudos fazem com que eu imediatamente me interesse pelos anéis e pelo texto.

Dado caso precise [1d20]

Enviado por: arabedoido77 - quarta-feira, 26 de dezembro de 2012 15:03:03
Também vou tentar fazer a leitura do texto, juntamente com Uther.

[1d20]

Enviado por: Samyaza - quarta-feira, 26 de dezembro de 2012 18:09:20
UTHER E PAMMALA:
Os itens são os seguintes:
o pergaminho possui a magia Raio Elétrico 5, só pode ser usado uma vez;
o anel leve possui as magias Telecinese 2 e Levitação 2 e possui 6 pontos de karma;
o anel pesado possui a magia Manipular Luz 5 e pode ser usado 3 vezes ao dia.
o vidro contém a magia Curas Heróicas 3, só pode ser usado uma vez.

Enviado por: Maedhros - quarta-feira, 26 de dezembro de 2012 20:24:48
Se já sabem do que se trata cada coisa, vamos então, pois o tempo corre.

Depois digo:

Ha! Se puderem, usem somente o necessário. Sei que as senhoras colocaram a nosso dispor tais bens, mas não usem levianamente.

Enviado por: Samyaza - quarta-feira, 26 de dezembro de 2012 22:06:40
OFF: amanhã to viajando pro RJ é provável que não poste até o dia 05, até lá podem ir postando, s houver necessidade intervenho e aviso de onde a ação deve ser interrompida (pelo menos dou uma folga de encher o saco do mingo).

Enviado por: Mingo - sexta-feira, 28 de dezembro de 2012 9:31:37
(Off: to precisando de umas férias mesmo...)

Olho para Pammala e digo

Oq temos aqui é interessante, pode nos ajudar mto. Como faremos a divisão desses objetos?

Enviado por: arabedoido77 - sexta-feira, 28 de dezembro de 2012 9:42:05
Digo para Uther:

Não sei. Imagino que quem for descer ao porão pode vir a precisar dos objetos e alguém precisa ficar aqui para qualquer eventualidade.

Se estiver de acordo, fique com o anel que tem a magia de luz e o frasco. Pode ficar perigoso lá embaixo. Imagino que se for ficar por aqui poderia ficar com o outro anel e o pergaminho para cobrir a retaguarda, caso alguém apareça no meio-tempo.

E se for com ele, por favor não se arrisque demais. Não quero ser viúva antes mesmo de casar.


Enviado por: Blanchard - segunda-feira, 31 de dezembro de 2012 9:44:46
Percebendo a situação do cavaleiro, deixo minhas coisas perto de uma árvore, saco meu gládio improvisado e tento correr até ele. Caso me aproxime o suficiente, tento puxá-lo para o chão.

Enviado por: Samyaza - segunda-feira, 31 de dezembro de 2012 13:40:22
SEMPRE FICO FELIZ EM VER AS POSTAGENS ENQUANTO ESTOU FORA, VC´S JOGAM MELHOR SEM MIM!
MAIS UM ANO VAI ACABAR E AINDA ESTAMOS JOGANDO JUNTOS SEM MATARMOS UNS AOS OUTROS (CERTO SAULO?) E FICO FELIZ DE VER QUE A MAIORIA NÃO ABANDONOU, ESPERO QUE AINDA ESTEJAM GOSTANDO E QUE NÃO ESTEJAM JOGANDO SÓ POR JOGAR.

FELIZ ANO NOVO A TODOS (DESSA VEZ ATÉ PRO SAULO - NÃO QUE ELE NÃO SEJA CHATO) E QUE VC´S TENHAM MUITOS 20´S ANO QUE VEM!!

Enviado por: Samyaza - terça-feira, 8 de janeiro de 2013 19:12:42
CALION:
Vc se aproxima com o máximo de furtividade que lhe é possível mas logo percebe que tal ação é desnecessária, a figura montada parece ser um humano e está quase inconsciente. No lombo do cavalo um volume, pelo tamanho poderia ser confundido com uma criança mas é muito mais robusto, até mesmo que um humano.

Vc segura o humano pela roupa na altura do peito e com facilidade joga-o ao chão. O tombo faz com que o cavalo se afaste um pouco mas parece que o cansaço vencera até o animal. A queda faz com que o humano se assuste e recobra um pouco da consciência, ele cruza os braços tendo as mãos abertas perto do rosto tentando se proteger do ataque enquanto diz extremamente cansado, quase sem forças:
Por favor, não! Não me mate, sou amigo, venho de Lubliama e preciso chegar até o castelo de Lorde Horicius.

UTHER, PAMMALA E BAELOR:
Por favor digam quem vai descer, o que estão levando e como pretendem fazer isso.

Enviado por: Mingo - quarta-feira, 9 de janeiro de 2013 9:14:36
Eu vou descer junto de Baelor, levarei oq a Pammala mandou (não vou contrariar a futura esposa)

Enviado por: arabedoido77 - quarta-feira, 9 de janeiro de 2013 9:48:47
Uma vez que ele concordou, fico na parte de cima cuidando das crianças e se for possível conciliar as duas coisas, faço a ponta de lança na entrada que eles vão usar.

Enviado por: Maedhros - quarta-feira, 9 de janeiro de 2013 18:38:38
Peço que entrem furtivamente. Levarei somente o armamento e a corneta mágica. Pretendo ir na frente.

Enviado por: Blanchard - quarta-feira, 9 de janeiro de 2013 21:20:57
Guardo o Gládio. Enquanto ajudo a levantá-lo digo:

Desculpe-me, não sabia que era um servidor de nosso generoso nobre. Agora conte-me, como estão as coisas em Lubliana? (Amizade 2)

Bato em seu ombro, esperando por alguma resposta.

Enviado por: Samyaza - quarta-feira, 9 de janeiro de 2013 23:51:41
CALION:
Vc reconhece as vestes do humano como as roupas usadas pela guarda de Lubliama, o homem, que aparenta ter uns 30 anos está exausto e a beira da inconsciência, esticando o braço na direção do cavalo ele fala com uma voz tão fraca que é quase inaudível:
O senhor Rarurg...líder da liga.......ele...precisa de..ajuda

Vc caminha até o cavalo duvidando do que o homem dizia mas se surpreende ao ver que o corpo no cavalo trata-se mesmo de Rarurg. O estado do anão é lastimável, ele e está muito ferido e falta-lhe o olho esquerdo. O direito parece estar no lugar mas um inchaço enorme e um arroxeamento devido a muitas pancadas impede uma análise melhor, enquanto observa com tristeza a cena o homem caído começa a falar:
A atitude de Náin foi o estopim para dividir os anões, ele já havia perdido a confiança quando desistira de comandar a cidade para salvar a vida de vc´s, com a morte de Cletus uma guerra começou entre eles, poucos guardas tentaram interferir mas pouco fizeram diante as disputas. A sra Najila está no Templo sob proteção de Norne, Rarurg tentou conversar mas não teve escolha.

UTHER, PAMMALA E BAELOR:
Marale e Marane decidem ficar no quarto mas Hared, inspirado pela coragem de vc´s decide acompanhá-los na empreitada. Antes que vc´s saíssem do quarto as filhas do lorde Horicius lhes pediram para poupá-lo pois mesmo diante as mudanças de humor que ele vem sofrendo elas ainda o amam e respeitam como pai.

Vc´s quatro caminham pela casa descendo os andares, Hared ia na frente com um pequeno castiçal afastando poucos empregados curiosos e corajosos o suficiente para tentar descobrir que movimentação era aquela.

A casa parece muito mais fria e assustadora com a noite já avançada e as luzes todas apagadas, as sombras parecem tremeluzir como criaturas vivas que os ameaçam a cada passo que dão. Vc´s fazem uma parada no primeiro andar para Hared pegar um molho de chaves numa espécie de escritório.

A jornada continua até o térreo, quando vc´s atravessam o pequeno castelo de uma ponta a outra chegando numa porta pesada de madeira com uma fechadura robusta, apesar de velha. Hared, com apreensão nítida nas palavras, diz:
É aqui, atrás essa porta há um corredor cujo final leva até as masmorras. Há uma outra entrada, pelo lado externo, mas há muito foi bloqueada pelo meu pai.

Ele fica alguns instantes segurando o molho de chaves enquanto olha para a porta como se estivesse recuperando a coragem, com um impulso forçado ele abre a porta. Um corredor estreito e escuro se apresenta, Hared usa o castiçal para acender uma tocha presa na parede e vc´s percebem que o corredor se inclina para baixo, provavelmente penetrando abaixo da terra, existe pelo menos 10m de corredor a frente.

Façam um teste de Ações Furtivas todos os que forem entrar no corredor.

Ações Furtivas de Hared [1d20]

Enviado por: arabedoido77 - quinta-feira, 10 de janeiro de 2013 8:46:06
Falo para os outros:

Ficarei aqui cuidando da entrada. Desejo até os ossos ir junto, mas preciso me conter. Tentem não se arriscar demais e por favor, façam o possível para atender o que as garotas pediram. Se minhas desconfianças estiverem corretas, pode ser que encontrem sombrios. Então, cuidado redobrado, tudo bem?

Preciso de algum teste para resistir à tentação de ir com eles? (Caracterização Curiosidade).

Enviado por: Mingo - quinta-feira, 10 de janeiro de 2013 8:54:02
sigo em silêncio e concentrado, essa é a oportunidade de mostrar um pouco de valor para Pammala...

[1d20]

Enviado por: Blanchard - quinta-feira, 10 de janeiro de 2013 14:17:36
Rapidamente dou um cantil de água para o soldado. Tento ajudá-lo a ter maior equilíbrio enquanto digo:
Venha soldado, sua tarefa está quase cumprida. Nosso senhor precisa dos poderes do sacerdote, imediatamente.

Como sou leve, tento subir no cavalo sem nenhum peso. Digo:
Cuide de meus pertences, este cavalo fará um esforço final. Descanse um pouco, depois siga ao castelo do Lord.

Cavalgo o mais rápido possível, dizendo em élfico repetidamente:
Vamos amigo, vamos amigo...

Enviado por: Samyaza - quinta-feira, 10 de janeiro de 2013 14:23:35
CALION:
Um teste de Montar Animais por gentileza.

Enviado por: Blanchard - quinta-feira, 10 de janeiro de 2013 15:20:53
Teste solicitado:
[1d20]

Enviado por: Maedhros - quinta-feira, 10 de janeiro de 2013 15:46:18
Digo para as filhas de Horicius:

Farei o possível pela vida de seu pai. Talvez lorde Horicius tenha se tornado desse jeito por uma influência maligna contra sua vontade. não percam a espeança, pois teu velho pai ainda pode estar lá.

Depois digo a Pammala para que somente ela escute:

Mantenhas as garotas aqui. Também tenha cuidado, pois sua segurança ainda é de minha conta.

Assim, sigo Hared até as masmorras. Antes de passarmos pela última porta, penso:

[Que os deuses nos acompanhe e a sorte também.]

(off: Teste de Ações Furtivas)

[1d20]

Enviado por: Samyaza - sexta-feira, 11 de janeiro de 2013 13:30:23
teste de ataque da sombra em Baelor [1d20]

Enviado por: Samyaza - sexta-feira, 11 de janeiro de 2013 13:33:38
CALION:
A sorte parece estar do seu lado e o cavalo obedece aos seus comandos mesmo estando cansado. Galopando de forma rápida e segura em pouco tempo vc retorna ao pequeno castelo de Lorde Horicius. A noite já está avançada e não parecer haver nenhum empregado por perto. Dada a urgência de socorrer Rarurg vc decide entrar por conta própria na casa.

Vc atravessa o salão principal da casa em direção aos quartos já agradecendo por ter sido obrigado e retornar pois, apesar das adversidades, vc ainda prefere uma cama macia e quente do que dormir ao relento.

Procurando pelos quartos vc se depara com as filhas de lorde Horicius num dos quartos e começa a reclamar mentalmente com a ironia do destino de ter duas jovens sozinhas num quarto e vc não ter tempo de desfrutar dos seus corpos.

As moças se assustam com sua entrada e ficam observando o corpulento anão que vc arrasta:
Senhor elfo, quem é esse que vc traz?

UTHER, PAMMALA E BAELOR:
Citação:
Sistema> M6+3-2=7, tirou 7, amarelo, 25% do dano, 4 pontos de dano na EH de Baelor (ataque surpresa)-

Pammala fica na porta do corredor enquanto os outros avançam até quase a metade dele. O corredor é feito de pedra e não há janelas ou qualquer outra abertura senão as duas portas que se opõem na saída e na entrada do corredor.

Um fio percorre suas espinhas quando vc´s se sentem observados, as sombras bruxuleiam com o fogo da tocha que Hared carrega parecendo ter vida. Súbito da parede uma figura humanóide, feita de sombras, um pouco maior que um humano salta em direção a Baelor tentando tocar-lhe com as mãos.

O sacerdote se surpreende e consegue apenas abaixar-se um pouco para evitar ser atingido.

OFF: vou considerar como iniciativa a ordem das postagens de vc´s, quem desejar segurar a ação é só avisar, quem não for agir nessa rodada por favor tbm avisar.

Enviado por: Mingo - sexta-feira, 11 de janeiro de 2013 13:54:02
Uso misticismo nível 3 para tentar identificar do que se trata a sombra.

Dado [1d20]

Enviado por: Maedhros - sexta-feira, 11 de janeiro de 2013 20:36:01
(off: Samyaza, por acaso minha magia Esconjuração funciona contra ele?)

Enviado por: Blanchard - sexta-feira, 11 de janeiro de 2013 23:09:35
Por um momento deixo o nobre anão no chão e finjo que ainda estou com todas as minhas forças (mesmo estando acabado):

Jovens damas. Agora que estamos por aqui, não precisam de formalidades. Me chamem somente de Calion, o desejado.

Digo isso na verdade para poder respirar um pouco. Depois continuo (apressado, mas sem tentar mostrar ansiedade):

Por favor, me digam se o sacerdote está em algum quarto, ou assistindo ao cavalo ou fazendo qualquer outra coisa.

Enviado por: Samyaza - sábado, 12 de janeiro de 2013 23:16:40
UTHER:

A criatura trata-se de uma sombra menor, vc sabe que são criaturas feitas de sombras que podem se materializar e atacam sugando a energia vital da pessoa quando a tocam e que eles temem a luz.

CALION:
As moças, ainda assustadas e sem entender direito pq aquele ser estava com vc falam quase que ao mesmo tempo, as palavras saem misturadas e confusas e consegue discernir algumas coisas:

Masmorras, Hared, Pammala, livro, Horicius.

Percebendo que não estava ajudando Marale se aproxima e o ajuda com Rarurg levando alguns panos para tentar cobrir o ferimento enquanto Marane explica:

Hared os levou até as masmorras onde nosso pai as vezes fica trancado, eles suspeitam que meu pai faça algo maligno lá e pretendem investigar, venha comigo eu lhe mostro o caminho.

Assim que termina a frase a jovem passa por vc e atravessa a porta do quarto aguardando que vc e Marale que agora o ajuda a carregar Rarurg a acompanhem.

BAELOR:
Vc precisaria de um teste de Religião (Fácil) para saber.

Enviado por: Maedhros - segunda-feira, 14 de janeiro de 2013 11:44:40
(off: entao la vai o dado do teste.)

[1d20]

Enviado por: Samyaza - segunda-feira, 14 de janeiro de 2013 23:44:43
Ataque da Sombra em Hared. [1d20]

Enviado por: Samyaza - segunda-feira, 14 de janeiro de 2013 23:49:12
CALION:

Marane vai a frente enquanto vc e Marale tentam carregar Rarurg pelo casarão, vc já começa a lamentar ter que descer escadas que com tanto esforço vc acabou de ter que subir e começa a pensar se não seria melhor deixar Rarurg no quarto e buscar sozinho por Baelor.

OFF: preciso segurar um pouco sua ação para fazer as rodadas do grupo enfrentando a Sombra.

UTHER, PAMMALA E BAELOR:
OFF: Baelor vc sabe que a criatura é uma sombra, criada com a fusão de um espirito humano com energias demoníacas, portanto, sua magia funciona com a criatura.

A sombra passa por cima de Baelor que desvia por pouco. Após errar o ataque ela visualiza Hared, um alvo nitidamente mais fácil de ser atingido. Com um salto ela na direção do jovem colocando as pernas sobre seu peito e segurando seus ombros com suas mãos, o jovem cai no chão se contorcendo e gritando por ajuda enquanto a criatura solta um chiado como um grito de prazer. A tocha que ele carregava ameaça apagar-se.

Pammala, sem compreender direito o que está acontecendo vc vê que a iluminação no corredor diminui, fazendo-a imaginar que, ou eles se abaixaram ou alguém caiu. Sua intuição lhe diz que algo de errado está acontecendo quando vc ouve os gritos de Hared pedindo por socorro.

Pammala, Uther e Baelor quais serão as ações de vc´s?

Enviado por: Mingo - terça-feira, 15 de janeiro de 2013 8:24:34
Usarei a magia manipulação de Luz nível 1.... Dado se vc achar necessário. [1d20]


Vendo a criatura surgir e atacar meus companheiros eu me concentro e começo a invocar o meu karma utilizando, peço que Palier me ajude a conjurar a luz no corredor para de alguma forma ajudar os outros.

Enviado por: Maedhros - terça-feira, 15 de janeiro de 2013 14:23:57
Retiro o simbolo sagrado da ordem e avanço rapida em direção a sombra dizendo:

Suma daqui, criatura vil! Volte para as sombras!

Uso Esconjuração na criatura.

Enviado por: Samyaza - terça-feira, 15 de janeiro de 2013 14:37:30
PAMMALA, UTHER E BAELOR:
A luz conjurada por Uther faz com que a criatura imediatamente se afaste de Hared, recuando alguns passos. Nesse instante Pammala vc consegue verificar de onde vc ficou o que está acontecendo.

Quando Baelor avança sobre a criatura ela recua desesperadamente até a porta do outro lado do corredor, lá ela se desmaterializa se transformando numa sombra no chão e passa pelas frestas da porta.

CALION:
vc chega com as moças e Rarurg até a entrada de um corredor onde vc pode avistar Pammala.

Enviado por: arabedoido77 - terça-feira, 15 de janeiro de 2013 14:40:40
Me aproximo um pouco de onde os outros estão, de forma que possam me ouvir sem que eu faça barulhos e pergunto:

Estão bem? Alguém se feriu?

Enviado por: arabedoido77 - terça-feira, 15 de janeiro de 2013 14:41:55
Sem que eu faça barulhos não (Salvatore estúpido) sem que eu precise falar alto.

Enviado por: Maedhros - terça-feira, 15 de janeiro de 2013 23:05:43
Me aproximo de Hared, dizendo:

Como está, Hared?

Fico muito tenso com a aparição da sombra. Deixando-me ainda mais atento.

Enviado por: Mingo - terça-feira, 15 de janeiro de 2013 23:10:30
Olho para trás e a principio me incomodo com a presença de Pammala, era para ela estar em segurança lá no quarto das garotas e não aqui....

Estamos bem, volte para o quarto e proteja as meninas

Enviado por: Blanchard - terça-feira, 15 de janeiro de 2013 23:57:59
(Off: Tranquilo)

Ouvindo Pammala, digo baixo para as jovens:
Voltem para o quarto, senhoritas. Prometo-lhes uma visita antes do fim da noite, como recompensa.

Ao perceber que Pammala está com a atenção voltada para o corredor, me aproximo dela silenciosamente. Quando me aproximo, pego em sua cintura enquanto digo (em élfico):
-Rápido Pammala, o senhor Rarurg precisa de nossa ajuda.

Depois aponto para onde ele estiver e saco o gládio, tentando visualisar o que acontece no corredor.

Enviado por: arabedoido77 - quarta-feira, 16 de janeiro de 2013 13:55:09
Digo para Uther e Calion (imagino que ambos falaram comigo quase ao mesmo tempo):

Tudo bem, já vou voltar para a entrada. Só tomem cuidado e voltem bem.

Volto para meu posto, continuando minha ponta de lança.

Enviado por: arabedoido77 - quarta-feira, 16 de janeiro de 2013 14:00:35
A anta aqui esqueceu do anão deixado no chão também)

Aproveito para ver se posso fazer algo por Rarurg enquanto estou ali por perto e ninguém chega. Ao menos para deixá-lo mais confortável.

Enviado por: Samyaza - quarta-feira, 16 de janeiro de 2013 14:27:56
PAMMALA:
Assim que vc se aproxima vc vê Hared caído no chão, o jovem não aparenta estar ferido mas treme e está muito suado.

Uther a trata de forma fria e disciplinadora, vc não recebe muito bem o gesto, está acostumada a ser cortejada e não comandada. Uma pequena faísca de raiva aparece dentro de vc mas some quando sente uma mão sobre sua cintura, o toque de Calion é acolhedor e te traz conforto. Súbito vc se surpreende pensando nessas coisas, não deveria, fosse Uther um ditador ou não, vc está prometida a ele. Seus pensamentos são interrompidos quando Calion cita Rarurg, o que estaria o líder da liga de forjadores de Lubliana fazendo ali? Ainda mais ferido.

Observando o corpo do anão caído vc percebe que ele respira fracamente, falta-lhe um olho no rosto que está muito inchado como se tivesse levado muitas pancadas. O resto do corpo possui cortes e escoriações, sendo os mais violentos nos braços, provavelmente usado nus para se defender de algum ataque. É nítido que ele precisa de cuidados médicos.

BAELOR:
Quando vc fala com Hared ele estende-lhe a mão, o jovem treme muito e suas roupas começam e ficar molhadas de suor. O toque da mão do rapaz é frio como se a criatura tivesse retirado-lhe todo o calor do corpo.

CALION:
Faça uma rolagem de 1d20.
AS moças assustadas se retiram rapidamente, a mais velha por um instante pensa em ficar mas é logo puxada pela irmã que lhe diz:
Vamos, eles cuidarão do Hared.


Enviado por: Maedhros - quarta-feira, 16 de janeiro de 2013 16:49:14
Dou uma rápida avaliada em Hared para ver se meus dons são necessários ou se ele consegue se recuperar sozinho:

Hared, o que sente? Diga-me para ajudá-lo

Sem olhar para traz, digo:

Senhora Pammala, seria melhor se as garotas ficassem em seus quartos. Acompanhe-as até lá e guarde-as, por gentileza.

Enviado por: Blanchard - quarta-feira, 16 de janeiro de 2013 21:50:21
Teste solicitado
[1d20]

Enviado por: arabedoido77 - quarta-feira, 16 de janeiro de 2013 22:14:58
Falo para o sacerdote:

Tudo bem, vou levá-las. Se for possível, olhe o anão que está aqui, ele está muito mal e temo pela vida dele. Parece que foi espancado.

Tento me desdobrar para cuidar das tarefas que me deram. Viro para as meninas:

Por favor, obedeçam o sacerdote. As coisas podem ficar perigosas aqui.

Se as meninas obedecerem, espero um pouco para ver se alguém vem olhar o estado de Rarurg, senão fico por perto, em meu posto.

Enviado por: Samyaza - quinta-feira, 17 de janeiro de 2013 12:58:36
TODOS:

As meninas já foram para o quarto, Pammala está na porta de entrada do corredor avaliando Rarurg.

Uther, Calion e Baelor estão no meio do corredor.

Hared se levanta com dificuldade sendo ajudado por Baelor o rapaz reclama do frio e sente-se fraco, suas pernas bambeiam e ele mal consegue segurar a espada, usando-a muito mais como muleta do que como arma.

Preciso saber o que cada um fará.

Enviado por: Maedhros - quinta-feira, 17 de janeiro de 2013 15:43:12
Digo para Uther:

Uther, leve-o para fora para perto de Pammala. Irei continuar, cortarei o mal pela raiz o mais rapido possivel.

Continuo em direção a porta com a tocha em mãos.

Enviado por: Samyaza - sexta-feira, 18 de janeiro de 2013 15:55:17
Estou aguardando as ações de Uther, Pammala e Calion.

Enviado por: arabedoido77 - sexta-feira, 18 de janeiro de 2013 16:01:49
Eu estou num mato sem cachorro. Só me resta ficar junto à porta como mandaram mesmo, esperando.

Enviado por: Mingo - sexta-feira, 18 de janeiro de 2013 16:26:10
Certo.

Apoio o corpo de Hared e o levo até o quarto, entrando deixo ele confortável, olho de relance para Rarurg e volto correndo pelo caminho tentando ser silencioso.

Dado de novo para ações furtivas [1d20]

Enviado por: Blanchard - sexta-feira, 18 de janeiro de 2013 21:03:40
Deixo o sacerdote na vanguarda e fico para trás. Não me aproximo do fogo e pretendo caminhar silenciosamente, afinal, nem sei o que está acontecendo.

Caso precise de furtividade [1d20]
avatar
Samyaza
Admin

Mensagens : 1038
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 32
Localização : Franco da Rocha / SP

Ver perfil do usuário http://vingadornegro.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum