Nona parte - Aranhas e elfos sombrios

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Nona parte - Aranhas e elfos sombrios

Mensagem por Samyaza em Ter 08 Out 2013, 22:38

Enviado por: Vercenorax - terça-feira, 13 de dezembro de 2011 14:04:54
Como Röac já retornou, se quiserem que prossigamos, devemos ir agora, mas quanto a esperar não temos todo o tempo que precisamos.

Enviado por: Ares - terça-feira, 13 de dezembro de 2011 14:10:49
-Vamos em frente aonde tem a trilha?
Quanto começarem a andar vou junto.

Enviado por: Maedhros - terça-feira, 13 de dezembro de 2011 15:21:02
Quando Connor fala de usar meus dons, digo:

Connor, não posso fazer mais nada à eles. Estou dando o melhor de mim e quanto a recuperar espiritualmente? És leigo nesse assunto, amigo... Não sou eu que faço os milagres, mas sou apenas uma ferramenta de Cruine, Uma ponte entre ele e o mundo dos vivos. Não sou eu que tem poderes curativos, mas sim, Cruine. depois me dirijo a Pammala É melhor que fique entre nós. Nem muito atrás, nem muito a frente. Para que fique protegida.

Depois me dirijo a Derin:

Percebi que olhava algo no chão, amigo. O que vistes?

Enviado por: Ares - terça-feira, 13 de dezembro de 2011 15:29:33
Falo para Benjen.
-Só vi uma trilha de terra molhada,mais ou fiquei na duvida.As minas não deviam ser feitas de rocha e não terra?Além do fato que algo tocável andou pelos tuneis.

Enviado por: Maedhros - terça-feira, 13 de dezembro de 2011 15:30:59
A seguimos então.

[E que os deuses nos ajudem...]

Enviado por: Vercenorax - terça-feira, 13 de dezembro de 2011 15:31:19
Pelo que visto, devemos ir agora, levenos pela trilha Derin!

Enviado por: Ares - terça-feira, 13 de dezembro de 2011 15:38:25
-Alguém fique de olho pra nada me atacar enquanto sigo as trilhas.
Pego a tocha e procuro de novo a trilha(tentar de novo,pagina 35 do Manual de Regras)
[1d20]
(Off:)

Enviado por: Samyaza - terça-feira, 13 de dezembro de 2011 16:11:08
DERIN:

Vc se abaixa observando o chão, olhando com mais calma vc oberva uma inconsistência, entre o chão de rocha e as pegadas de terra, outras marcas surgem, divisando além do que qualquer sem treinamento conseguiria, vc consegue discernir que as marcas são de botas, e vem e vão em direções opostas as das marcas de terra, vc consegue acredita que sejam, pelo menos duas pessoas. As marcas mais leves, seguem pelos dois caminhos, e apenas as de terra seguem em frente.


TODOS:
Decidam:
1 - Qual caminho seguir;
2 - A ordem de marcha;
3 - Qualquer outro detalhe que acharem pertinente.


OFF:
Derin não entendi a imagem, mas achei engraçada, tem como explicar? Aliás, valeu pela ajuda com a página, não precisei procurar.

Enviado por: Vercenorax - terça-feira, 13 de dezembro de 2011 16:18:12
Se for dois a dois proponho:
Faremos o seguinte iremos da seguite forma: Derin vai à frente seguindo os rastros, depois iremos Cletus e eu, Benjen e Pammala, Connor e Sam, os em condições protejam aqueles que não estão. Iremos pelo caminho que Derin achar o rastros mais frescos!

Enviado por: Ares - terça-feira, 13 de dezembro de 2011 16:18:35
Off:É um meme. http://pt.wikipedia.org/wiki/Memes_de_Internet
Este é o Fuck Yea - representação do resultado de algo que deu muito certo, geralmente devido a habilidade do personagem.
O que não deixa de ser verdade.

Enviado por: Samyaza - terça-feira, 13 de dezembro de 2011 16:21:02
OFF: Legal!!


Enviado por: Ares - terça-feira, 13 de dezembro de 2011 16:31:35
-Tenho uma noticia,alguém que usa botas já passou por aqui.Tem marcas de botas que vão pelos dois lugares,só que marcas de terra vão só pela frente.Então diria que a melhor estrategia é ir pela frente,aonde existem mais rastros e estes diferentes.Concordo com o Gloin quanto a ordem de seguirmos.
Penso um pouco e falo.
-E pelo jeito foram duas pessoas não muito pesadas que passaram por aqui,e como estavam usando botas se exclui pequeninos.
Espero todos se arrumarem e sigo pela trilha caso ninguém venha falar comigo fico quieto esperando.

Enviado por: Vercenorax - terça-feira, 13 de dezembro de 2011 18:02:46
Mostre-me onde estão estes rastros Derin!

[Elfos, só podem ser os malditos dos sombrios que Benjen falou.]

Enviado por: Ares - terça-feira, 13 de dezembro de 2011 18:14:48
-Venha aqui perto Gloin e se abaixe.
Pego a tocha e mostro primeiro a terra molhada e depois mostro o contorno que consegui notar das botas explicando.
-Pode ser meio difícil de perceber as botas sem um bom treinamento pra isto,tive muita sorte eu mesmo de ver elas.
E falo mais baixo para as pessoas não ouvirem.
-Existe alguma chance que uns tais elfos sombrios que Benjen comentou entra-sem aqui sem que os anões vissem?Ou eles precisariam de alguém pra ajudar eles?Ou na pior das hipóteses eles tem uma própria entrada em algum lugar desconhecido por qualquer outros.

Enviado por: Vercenorax - terça-feira, 13 de dezembro de 2011 18:25:01
Ao fazer força para ver as pegadas digo sussurrado:
São leves demais para serem de anões e muito estreitas, sim há a hipótese de serem aqueles vermes, mas se houver um traidor...

Enviado por: Ares - terça-feira, 13 de dezembro de 2011 18:45:29
-A lei dos anões para os anões!
Volto ao tom normal e me levanto.
-Sigamos por aqui então e fiquem preparados para qualquer coisa.Pois qualquer coisa pode acontecer.

Enviado por: Vercenorax - terça-feira, 13 de dezembro de 2011 18:51:31
Me aproximo de Cletus e lhe digo, para que apenas ele escute:
O que me conta sobre as inteções do concorrente de Rarurg, Vardem?

Enviado por: bcsaulo - terça-feira, 13 de dezembro de 2011 18:55:39
- Não sei se perceberam, mas dois dos nossos estão feridos, se continuarmos agora estaremos pondo suas vidas em risco.

Enviado por: Ares - terça-feira, 13 de dezembro de 2011 19:01:39
-E estes dois concordaram em seguir em frente,se quiserem não será desonra nenhuma voltar.Se eles quisessem voltar podem voltar,mais se todos concordarem de agora em diante não existe mais voltar atrás,pois isto só fara as coisas demorarem mais.

Enviado por: Vercenorax - terça-feira, 13 de dezembro de 2011 19:01:54
Vamos dar a eles o voto da decisão sobre si mesmos, se quiserem ir, que venham conosco, caso contrário voltem e espera no elevadpr com Náin. Temos de continuar, foi me encarregado, e se tiver de ir só eu irei.

Enviado por: bcsaulo - terça-feira, 13 de dezembro de 2011 19:07:38
Olho para Sam e depois para Pammala e digo - O melhor é que voltem e esperem nos elevadores, mas vocês decidem isso.

Enviado por: Samyaza - terça-feira, 13 de dezembro de 2011 19:32:51
GLÓIN:
Cletus se aproxima, apoioando uma das mãos sobre o braço ferido, chega bem perto e começa a falar na voz de pedra:
"O homem é uma raposa, tenta a todo custo tomar o poder, tem o olho grande nos bens de Rarug. Do seu passado, sabe-se pouca coisa, é daqui mesmo, de Lubliana, teve uma carreira política honesta, pelo menos aparentemente, mas desde que intencionou a liderança da Liga, sua ganância duplicou..."

Enviado por: †_Junior_† - terça-feira, 13 de dezembro de 2011 20:20:40
Falo animado:

- Estou bem Connor, não se preocupe tanto. A partir de agora estarei mais atento.

Enviado por: bcsaulo - terça-feira, 13 de dezembro de 2011 20:39:14
- Se está dizendo. Vamos leve a tocha. Não mais entrará em combate - Entrego a tocha pra ele, depois prendo o escudo nas costas pelo cinturão, e fico armado com os dois machados. Espero pela resposta da elfa e depois passo a caminhar.

Enviado por: Samyaza - terça-feira, 13 de dezembro de 2011 20:41:50
TODOS:
Não esqueçam de dizer se concordam ou não sobre a ordem de marcha, é a partir disso que darei seguimento, ok?

Enviado por: arabedoido77 - terça-feira, 13 de dezembro de 2011 21:27:36
Como disse antes, estou em uma missão. Preciso saber o que se esconde aqui, se são fantasmas ou o que quer que seja. Ainda mais agora que foram achados os rastros. Que eu saiba, fantasmas não deixam pegadas para trás. Quem será que se esconde por aí? A bem da verdade, não suportaria voltar sem ver o que as deixou. Vamos em frente.

Concordo com a formação proposta. Não sei lutar bem, mas ainda posso lançar uma magia ou duas.

Enviado por: Vercenorax - quarta-feira, 14 de dezembro de 2011 14:19:07
Ainda com Cletus:
Sim, compreendo!

Me viro aos demais e falo:
Levenos pela escuridão Derin, e que Blator nos proteja!

Enviado por: Maedhros - quarta-feira, 14 de dezembro de 2011 14:38:27
Me aproximo de Cletus e digo:

Não esqueci de você, anão. Deixe-me ver seus ferimentos.

(dado para medicina) [1d20]

Após ver os ferimentos de Cletus, falo:

Afrente então.


Enviado por: Samyaza - quarta-feira, 14 de dezembro de 2011 15:30:45
BENJEN:
Ao examinar o braço de Cletus vc percebe que pela cor escura que se manifesta no local da picada ele está envenenado, usando dos conhecimentos adquiridos ainda na Muralha Goguistpa, vc rapidamente rasga um pedaço da camisa de cletus e amarra ao redor do braço impedindo que o veneno atinja toda a corrente sanguínea dele. Como vc não possui sangue-sugas, vc toma o braço forte e peludo do anão pela mão, com sua boca vc começa a sugar o veneno, cuidando para não engolir, após alguns minutos vc cospe o veneno que já causava acidez na sua boca e pode desamarrar o braço de Cletus.

(Sistema, Medicina 2, tirou 15, laranja, médio, neutralizar um veneno na hora em que este é usado na vitima; estabilizar um paciente em condições desfavoráveis, manual de regras pg. 46)

DERIN:
As pegadas de terra seguem pelo corredor a frente, na direção dos outros corredores, vc aparentemente perde o rastro, se desejar procurá-los, teste novamente a habilidade de Seguir Trilhas.

TODOS:
Vc´s avançam aproximadamente uns 20 metros, seguindo o corredor a frente até chegarem num ponto onde ele se divide em 3 direções.

GLÓIN:
Após tratado por Benjen, Cletus, ainda sentindo dores no braço coloca a mão em seu ombro e sussurra na voz de pedra:

"O caminho em frente leva a uma área abandonada, só há restos de ferramentas e outros materiais, além de ratos, provavelmente o ninho das aranhas deve ser lá, a dieta delas deveria estar sendo a base de ratos, por isso estão tão famintas e atacando um grupo tão grande. Se houverem ovos, encontraremos guardiãs, e essas sim, são perigosas"


Enviado por: Vercenorax - quarta-feira, 14 de dezembro de 2011 15:35:13
Falo baixo a Cletus:
Vamos ver por onde derin acha os rastros, se os perdeu, voltamos pelo outro caminho.

Enviado por: Ares - quarta-feira, 14 de dezembro de 2011 15:35:49
-Alguém observe a volta pra não sermos surpreendidos de novo.
Seguir trilhas [1d20]

Enviado por: Vercenorax - quarta-feira, 14 de dezembro de 2011 15:37:39
Pammala, por gentileza, anote o caminho pelo qual seguimos.

(Off: Achei uma imagem para Röac, vejam só.)

Enviado por: Samyaza - quarta-feira, 14 de dezembro de 2011 15:54:20
DERIN:
Vc se abaixa, deitando todo o corpo no chão e coloca o rosto de lado, para tentar visualizar melhor. Vc nota um rastro muito fino, tênue e que, com certeza, foi ocultado propositalmente. O tempo que o rastro foi feito é menor do que o período passado desde que vc´s desceram. Eles seguem e corredores, indo e vindo, como os outros que vc encontrou.

(Sistema: Seguir Trilhas 4, tirou 18,. azul, muito dificil, poderia rastrear uma trilha feita entre quatro a sete dias atrás, manual de regras pg.50)


pff:
Legal!!! nosso mascote agora tem cara!!!
Que dados desgraçados, se caírem altos assim em combate, os inimigos tombarão facilmente!!!

Enviado por: Ares - quarta-feira, 14 de dezembro de 2011 16:00:22
Falo para os outros.
-Tem um rastro que foi ocultado e ele é mais recente que o anterior.

Off:
Duvido que vá ter tamanha sorte assim em batalha.
A trilha vai para qual corredor?

Enviado por: Maedhros - quarta-feira, 14 de dezembro de 2011 16:04:56
[não estamos sós...]

Os rastros vão para que direção, Derin?

Enviado por: Vercenorax - quarta-feira, 14 de dezembro de 2011 16:08:38
Sim de fato, por onde vão?!

Enviado por: †_Junior_† - quarta-feira, 14 de dezembro de 2011 19:51:56
Pego a tocha e ilumino o caminho atrás da gente, paro o caso de alguma coisa está espreitando por nossas costas. Depois, pergunto para Derin:

- Derin, se o rastro foi ocultado, ele não foi feito pelas aranhas, não? Não consigo imaginar uma aranha gigante "apagando" seus próprios rastros. Será que tem outras pessoas por aqui? Falta saber se são amigos ou inimigos.


Enviado por: †_Junior_† - quarta-feira, 14 de dezembro de 2011 19:52:58
Esqueci do dado para observar.

[1d20]

Enviado por: Ares - quarta-feira, 14 de dezembro de 2011 19:56:25
Esperando a resposta do Samyaza pra responder o Gloin e o Benjen.
Respondo pro Sam.
-Não foram aranhas,deste a encruzilhada anterior são rastros de botas.

Enviado por: Samyaza - quarta-feira, 14 de dezembro de 2011 20:08:03
OFF, DERIN
Tá respondido num topico acima

Enviado por: Ares - quarta-feira, 14 de dezembro de 2011 20:24:06
A pergunta de Benjen e Gloin respondo:
-Vão para a frente.Gloin ou Cletus,sabem o que poderemos enfrentar na mina?Que outros seres seria possível encontrarmos?

Enviado por: arabedoido77 - quinta-feira, 15 de dezembro de 2011 6:38:20
Vou seguindo e anotando tudo que estiver acontecendo. Também vou desenhando o labirinto.

Enviado por: Samyaza - quinta-feira, 15 de dezembro de 2011 11:27:23
DERIN:
Cletus olha para Glóin, como quem está pedindo autorização antes de falar, logo ele começa:
"Leva a uma área abandonada, só há restos de ferramentas e outros materiais."

OFF:
Pessoal, se vc´s forem continuar andando, é importante deixar isso claro, dizendo algo como "continuo andando" e tbm é importante dizer outros fatores, o ideal seria algo assim:

"continuo andando em frente, sempre carregando minha arma numa mão (se for um arco ou besta dizer se estão armados) e uma tocha (ou qualquer outra coisa que o personagem queira estar carregando), caminho olhando devagar, procurando ouro no chão (ou qualquer outra coisa que o personagem esteja procurando), apesar de caminhar pra frente, volta e meio olho pra trás (ou caminho pra frente, mas mantenho o rosto virado pra trás)"

Eu sei que é meio chato, mas desta forma, se eu disser que "enquanto vc olhava pra trás vc foi atacado" eu não vou estar mentindo ou inventando, afinal o proprio jogador declarou. Já deixo claro que, aquilo que o jogador não declara, eu me autorizo a dizer que ele está fazendo, ok?

Estou explicando isso, pq no último combate 2 quase tombaram, e se tivermos mais tocaias e alguém vir a perecer não quer me sentir culpado quanto a isso e muito menos ter que me justificar ao jogador que se considerar injustiçado, beleza?

OFF2:
Não equilibro combates pelo estágio da criatura, num ambiente selvagem e perigoso, as criaturas mais fortes não procuram inimigos que sejam tão ou mais fortes, geralmente ocorre o contrário, sempre procuram os mais fracos. É claro que terei um mínimo de bom senso e não colocar um dragão pra vc´s enfrentaram ainda, talvez no estágio 2, kkk

Enviado por: bcsaulo - quinta-feira, 15 de dezembro de 2011 11:34:23
- O que estamos esperando? Vamos em frente - Ainda seguro os dois machados de batalha, um em cada mão ávido por usá-los. Agora atento a tudo. Andando devagar e concentrado sempre, virando de um lado para outro, por vezes olhando também para trás, preparado para ouvir ou ver qualquer som ou imagem estranha que por ventura apareça.

Enviado por: †_Junior_† - quinta-feira, 15 de dezembro de 2011 13:16:27
Vou andando próximo de Connor, com a tocha em mãos. Me viro para os lados, iluminando sempre para onde olho. O escudo de Connor vou levando nas costas e empunho o gládio na outra mão.

(observar)

(off: aff dado...)

[1d20]

Enviado por: Ares - quinta-feira, 15 de dezembro de 2011 13:30:56
Vou andando na frente procurando a trilha direito com a tocha e o gladio nas mãos,enquanto o punhal esta no cinto para conseguir puxar ele rapidamente.Continuo olhando de perto os rastros pra não perder,com a ajuda da tocha para ver melhor o chão.
Dado pra observar o chão a procura de algo interessante e seguir trilhas se preciso,na ordem.

(Off:Caraka,estou muito bom em seguir trilhas ultimamente .19,18 e 20,mais outros dados não gostam de mim)

Enviado por: Maedhros - quinta-feira, 15 de dezembro de 2011 14:24:49
Como já disse, numa mão esta a espada e a outra o simbolo sagrado de ferro. E claro, atento a qualquer movimento.

Enviado por: Samyaza - quinta-feira, 15 de dezembro de 2011 14:32:47
OFF:
Estou no aguardo do Glóin para prosseguir.

Enviado por: Vercenorax - quinta-feira, 15 de dezembro de 2011 14:54:21
Quando Cletus olha paramim, assinto com a cabeça, vou seguindo, com o machado em mãos, atento a qualquer movimento, "farejando o ar".

Enviado por: Samyaza - quinta-feira, 15 de dezembro de 2011 15:41:12
TODOS:
Vc´s avançam pelo menos mais 15 metros a frente, o corredor se mantém estreito. As pegadas que Derin encontrou tornam-se agora tão visíveis que até mesmo os olhos não treinados do resto de vc´s conseguem distingui-los mesmo na pouca luz.

A frente, novamente o caminho divide-se em 3, as pegadas, muito mais nítidas, continham a seguir pelo corredor em frente.

1 - Qual o caminho vc´s escolherão?

2 - Todos vc´s rolem 2d20.


OFF:
Connor e Sam estão mais atrás pq suas velocidades bases são muito menores que o resto do grupo, se o grupo decidir aguardá-los para manter a marcha unida, o tempo que vc´s levarão aumentará em pelo menos 20%.

Enviado por: Maedhros - quinta-feira, 15 de dezembro de 2011 15:44:21
Vamos por onde vão as pegadas.

Benjen fica mais atento agora, vendo que o perigo se aproxima.

(os dados...)

(off: Samyaza, acho q todos nós estamos andando juntos, independente da velocidade. Pois se andarmos assim, aqueles q ficarem p traz serão alvos faceis do q quer q tenha aki. Acho q foi mais culpa nossa, por não ter avisado vc sobre issoAnxious )

Enviado por: Ares - quinta-feira, 15 de dezembro de 2011 15:44:32
-Continuemos em frente é nossa melhor opção.

Enviado por: Vercenorax - quinta-feira, 15 de dezembro de 2011 15:49:18
Sim de fato, vamos pela frente, mas antes esperemos por Sam e Connor. Agora meus caros, teremos de falar o mais baixo possível, em lugares como estes a rocha tem ouvidos!

Dados.

Enviado por: Samyaza - quinta-feira, 15 de dezembro de 2011 15:50:04
OFF:
Relaxa Maedhros se for isso mesmo,eu considero que estejam todos juntos nessa ação que passou.

Enviado por: Maedhros - quinta-feira, 15 de dezembro de 2011 15:51:02
(off: Valew...)

Enviado por: bcsaulo - quinta-feira, 15 de dezembro de 2011 16:11:14
(off: Não entendi pq fiquei pra trás na imagem)

Dados observar e escutar.

Enviado por: Samyaza - quinta-feira, 15 de dezembro de 2011 16:14:45
OFF:
Connor, sua velocidade base, depois de descontado os valores por carga, não é suficiente para acompanhar o resto do grupo.

Enviado por: †_Junior_† - quinta-feira, 15 de dezembro de 2011 17:05:23
os dados.

(nota: Não é querendo burlar o mapa, mas olhando o caminho da esquerda, não tem um desenho que parece uma aranha? uaheuaehuaehua. Enfim, ainda bem que não formos por lá.)

Tento me aproximar mais dos outros, empunhando a tocha para iluminar o caminho.


Enviado por: bcsaulo - quinta-feira, 15 de dezembro de 2011 17:22:56
(Off: To levando 1 cota de malha, 1 elmo, 1 escudo, 2 machados, 8 tochas e 1 mochila com equipamento de escalada, r dois odres. Tenho Força 3... O resto do pessoal tão levando nada não?).

Enviado por: arabedoido77 - quinta-feira, 15 de dezembro de 2011 20:34:40
Eu até que algo aconteça de diferente, vou seguindo o grupo, anotando e desenhando tanto o mapa como rascunhando alguns detalhes que considere interessantes do local para depois desenhar com mais calma.

Vamos aos dados:

(Off: Minha participação em todas as aventuras anda meio reduzida. Estou em treinamento na empresa e ontem tomei um porre desgramento aqui em casa pra variar um pouco. E já prometi uma vez que nunca mais postaria quando estivesse nesse estado etílico. Muito Feliz )

Enviado por: Samyaza - sexta-feira, 16 de dezembro de 2011 13:16:17
DERIN:
Vc segue as pegadas por mais uns 25 metros, a escuridão e o silêncio causado pela apreensão de todos torna o cenário amedrontador, com passos cuidadosos vc os guia escuridão adentro, cada um dos presentes confiou a própria vida em seus olhos e ouvidos aguçados e vc teme falhar. A preocupação faz com que vc comece a ver alguma coisa se movimentando na escuridão, alguma coisa oscila nas trevas a sua frente sem permitir-lhe distinguir o que seria. O silêncio é quebrado apenas pelo som que a tocha faz enquanto queima.

GLOIN:
Derin segue a passos lentos a sua frente, a ansiedade pelo combate é aumentada conforme o perigo cresce, vc não gosta de surpresa e dessa condição de iminência, vc sempre preferiu o combate direto, mas sabe que não pode avançar, vc não está sozinho e é o líder do grupo que o acompanha, aquele que tombar, tombará por sua causa, por que, num momento ou outro, vc falhou em alguma coisa. Enquanto é tomado por esses pensamentos, vc acredita ter escutado alguma coisa,um som rápido e abafado, sua mente vasculha uma semelhança para tentar prognosticar o que poderia ser e a única coisa que lhe vem a mente é que o som se parece um o de uma lâmina que é retirada da bainha. Forçando a vista, vc tem a nítida impressão de que algo está a frente do grupo, alguma coisa, aparentemente está imovel, oculta nas trevas, como uma sombra dentro da escuridão.

BENJEN:
Conforme o grupo avança vc cai em pensamento sobre a sua visão, os perigos que ela oferece e um sentimento de culpa, vc sabe que é sua obrigação estar ali, mas seus amigos o acompanham e vc teme que seja suas orações a conduzi-los aos reinos de Cruine, vc roga a seu deus que não seja vc, o sacerdote a ter que fazer isso. Quando se aproximavam uma curva à esquerda, vc enxerga alguma coisa na escuridão, alguma coisa se moveu, e, depois parou, bem a frente de vc´s, aguardando, silenciosa e traiçoiramente. Uma aura maligna, se apresenta a frente do grupo.

PAMMALA:
O grupo avança numa velocidade relativamente confortável pra vc conseguir rabiscar um mapa e outras anotações importantes, rodeada pelos seus amigos, vc se sente protegida, mesmo após o último ataque, o que tbm lhe traz um certo sentimento de culpa, debilitada, todos irão prestar a atenção em vc e vc teme que isso venha a atraplhar o grupo. Enquanto pensava, seus ouvidos treinados na corte para ouvir as fofocas sussurradas no mais baixo tom, percebem um som, vindo da frente, alguma coisa foi movida e outra foi esticada, como uma corda que vc puxa pra verificar se está firme.

SAM:
Vc caminha preocupado, está muito ferido e o grupo mal avançou nas minas, vc teme por sua vida e pela vida dos outros, chega ao ponto de se perguntar se deveria ou não ter saído de Magiara, questionando se seus pais passaram por coisas parecidas e até mesmo se vc voltaria a vê-losa escuridão das minas é muito mais amedrontador quando vc está nelas e não apenas imaginando em como seria, aqui vc sente o frio, a escuridão é quase palpável, o terreno fere seus pés e o cansaço e ferimentos deixam a respiração forçada. Súbito, vc escuta um som, muito semelhante ao que vc ouviu antes de serem atacados pelas aranhas, sons de pernas se movimentando, como um bater com a ponta da espada no chão, o som se aproxima e vem de trás do grupo.

CONNOR:
O grupo caminha numa velocidade reduzida para que vc possa acompanhá-los, vc não imaginava que trazer tantas coisas atrapalharia tanto, também lhe preocupa as vidas de Sam e Pammala, o pequenino é seu protegido e já deixou claro o quanto seu corpo é frágil, por pouco, vc não o perdeu. Pammala veio como voluntária, pq vc entrou na sala e ela ouviu tudo, vc poderia ter interferido, um local desses não é apropriado para uma dama como ela e ela tbm se feriu bastante, vc conclui que antes de partir pra um ataque desesperado, é melhor olhar ao redor e garantir que os mais indefesos estejam protegidos.

[1d20]


Enviado por: Ares - sexta-feira, 16 de dezembro de 2011 14:02:00
Paro neste momento e fico apoiado na perna da frente segurando o gladio numa mão e a tocha na outra,ficando meio de lado de forma que eu possa fazer um leve movimento de cabeça para o Gloin sem desviar a atenção do que esta a frente.Fico preparado para se qualquer coisa que venha pela frente atacar para que eu possa girar com o braço que segura a tocha de um lado pro outro e fazer o que quer que esteja vindo em direção ao grupo perder a concentração pela luz.

Enviado por: Vercenorax - sexta-feira, 16 de dezembro de 2011 14:50:26
[Malditos sejam... E que Blator e os deuses nos ajudem!]

Me viro a Cletus e ussurro:
Atento, e não aja, até que ordene, há uma silhueta a nossa frente.

Pego Röac e o entrego a Pammala, sussurrando:
Guarde-o para mim!

Inclino-me para trás e digo a Benjen num leve sussurro:
Estamos barrados, e sinto que não só pela frente, não deixe que a elfa morra, e transmita a Connor que se for convém vire-se de costa e não deixe Sam morrer.

Ponho a mão em Derin e aceno com a cabeça, depois levanto a voz e digo:
Mostre-se na luz, ser das trevas, pois se esta não o fere iluminá-lo ele há de fazer!

Enviado por: Maedhros - sexta-feira, 16 de dezembro de 2011 14:50:31
Estico a mão para que todos parem e digo para a "coisa":

Saia da escuridão, já te vimos.

Como já estou com a espada na mão, apenas fico preparado para qualquer eventualidade.

Enviado por: bcsaulo - sexta-feira, 16 de dezembro de 2011 16:35:50
Aperto os olhos afim de ver com quem estão falando, se eu conseguir perceber a localização de algo sussurro para Pammala na minha frente - Abaixe-se!

Teste de observar.

(Off: Thiago posso arremessar o machado por cima dos anões?)

Enviado por: Samyaza - sexta-feira, 16 de dezembro de 2011 17:02:01
OFF: CONNOR
Pode sim, se/quando vc for tentar, eu verifico alguma possível penalidade.


Enviado por: bcsaulo - sexta-feira, 16 de dezembro de 2011 18:02:08
(Off: Então eu vi algo Thiago?)

Teste de Luta às cegas.

Enviado por: arabedoido77 - sexta-feira, 16 de dezembro de 2011 18:21:08
Pego o corvo de Gloin e antes de me abaixar, conforme instruíram, digo:

Tomem cuidado. Ouvi o que parece ser uma corda sendo puxada. Como se alguém testasse se ela está firme. Deve ser alguma armadilha. Ou quem sabe, uma teia, já que há aranhas aqui.

Enviado por: †_Junior_† - segunda-feira, 19 de dezembro de 2011 9:17:17
[Droga... Isso está muito difícil! E nem começamos direito a explorar esse lugar. Será que meu pai também sentiu o que estou sentindo? Esse medo... será que sou um covarde?]

Falo nervosamente:

- Estou escutando sons de aranhas! Elas estão vindo de trás da gente!

Seguro o gládio firmemente e fico aguardando. Olho para cima e para os lados, procurando algum sinal delas.

[1d20]

Enviado por: Samyaza - segunda-feira, 19 de dezembro de 2011 11:50:46
DERIN:
Da escuridão a frente, pode-se apenas ouvir um zunido de alguma coisa vindo em sua direção, das trevas uma flecha voa em direção ao seu corpo, num ato de puro reflexo você movimenta seu corpo da cintura pra cima de lado, desviando da flecha que vinha em direção ao seu olho e bate na parede um pouco atrás de você e se quebra com a força do disparo.

(SISTEMA: L10-3=7+5 {ataque suepresa} = 12, tirou 14, vermelho, 75% = 16 de dano)

CONNOR:
Você força a sua visão na silhueta a frente e consegue perceber um movimento nas sombras antesa de flecha ser disparada, numa atitude de emergência vc arremessa o machado em direção a escuridão ouvindo-o bater no chão pouco depois de vê-lo entrar na escuridão.

SAM:
Sendo o único a manter a atenção na retaguarda vc percebe a aranha avançando em direção ao grupo pelo corredor.

TODOS:
Após a flecha bater na parede e se quebrar vc´s escutam algo parecido com um assovio, seguido de outro som de alguma coisa sendo puxada,além de perceberem que a silhueta se movimentou novamente, sem saberem ao certo para onde ela pode ter ido. Da escuridão um vulto começa a tomar forma, um elfo de pele escura, cabelos brancos e olhos vermelhos, armado com um arco, ele corre com uma flecha preparada no arco, parando a frente do grupo com um sorriso sarcástico ele olha pra vc´s enquanto assobia, e de cada lado do corredor, uma outra aranha.

Cletus, vira para vc´s e grita:
"Abaixem-se, estamos sendo caçados!!"

OFF:
Por gentileza rolar a iniciativa.

Enviado por: †_Junior_† - segunda-feira, 19 de dezembro de 2011 12:02:11
Me abaixo um pouco e tento atacar a aranha à minha frente na direção de suas pernas, numa tentativa de derrubá-la.

(iniciativa)


Enviado por: †_Junior_† - segunda-feira, 19 de dezembro de 2011 12:03:59
ataque.

[1d20]

Enviado por: Ares - segunda-feira, 19 de dezembro de 2011 12:11:42

Enviado por: bcsaulo - segunda-feira, 19 de dezembro de 2011 12:17:26
(Off: Eu errei o alvo? Nem joguei o ataque?! Tava esperando você dizer se eu vi ou não!)

Enviado por: Samyaza - segunda-feira, 19 de dezembro de 2011 12:23:13
PESSOAL, PODEM POSTAR AS AÇÕES JUNTO COM AS ROLAGENS DE INICIATIVA, E QUEM FOR ATACAR, PODE FAZER A ROLAGEM DE ATAQUE TBM, APENAS DEIXEM DISCRIMINADO A ORDEM PRA EU SABER O QUE É INICIATIVA E O QUE É ATAQUE OU QUALQUER OUTRO TESTE.

Enviado por: bcsaulo - segunda-feira, 19 de dezembro de 2011 12:34:50
Depois de arremessar o machado me viro de costas e procuro ficar na frente de Sam e Pammala para protegê-los de possíveis ataques. E quando vejo a aranha na retaguarda grito para o pequenino e a elfa - Escondam-se - Em seguida corro de encontro a aranha usando carga, segurando o machado com as duas mãos.

(Off: Thiago e meu arremesso do machado no elfo negro?)

Enviado por: Ares - segunda-feira, 19 de dezembro de 2011 12:47:25
"Ele é um arqueiro,ele é mais perigoso de longe do que de perto e terei que atacar ele de perto"
Começo a correr em direção ao elfo sombrio com o punhal e o gladio em mão.O punhal com o dedão no pomo e o gladio de forma convencional.
Ao chegar perto dele com a mão que seguro o gladio para cima do ombro oposto e começo a girar ele horizontalmente com uma leve inclinação com objetivo de acertar no braço dele e dificultar o uso do arco.
Com o punhal giro de baixo do braço em que seguro o gladio num outro corte horizontal planejando acertar ele no umbigo e fazer um corte profundo.
Usando ambidestria.
Gladio e Punhal.

Enviado por: Samyaza - segunda-feira, 19 de dezembro de 2011 13:07:27
OFF: CONNOR:
Vc fez o teste quando disse que ia usar lutas as cegas (usar lutas as cegas não exige teste, por isso considerei o ataque, mas, se quiser rolar o ataque eu considero o 5 como teste de luta as cegas invalidado.)

Enviado por: Samyaza - segunda-feira, 19 de dezembro de 2011 13:12:27
INICIATIVA DO ELFO E DAS ARANHAS

Enviado por: bcsaulo - segunda-feira, 19 de dezembro de 2011 13:20:40
(Off: Blz Pensei que Lutas às cegas fosse teste, e em caso de sucesso cancelasse o redutor da escuridão, mas acabei de ler aqui e tem dizendo que só funciona com ataques de perto. Toca pra frente!)

Enviado por: arabedoido77 - segunda-feira, 19 de dezembro de 2011 13:58:46
Já havia me abaixado, como os outros me ordenaram antes. Fico ali cuidando do corvo e observando o que acontece durante a batalha. Se for possível de minha posição e isso não for ferir os outros, lanço uma bola de fogo na aranha que vem por trás.

Quando o elfo aparece, comento:

Então, os sombrios realmente estão por aqui...

Peço para os outros:

Tentem capturar esse sombrio vivo. Ele precisa responder algumas perguntas. Acho que posso convence-lo a falar.

Enviado por: arabedoido77 - segunda-feira, 19 de dezembro de 2011 14:00:13
A iniciativa, se for preciso.


Enviado por: Vercenorax - segunda-feira, 19 de dezembro de 2011 14:19:49
Vendo o desenrolar da situação digo:
Cletus, fique com Connor e ajude-o para com a aranha da retaguarda. E faça-a merejar sangue! Benjen, vamos!
Com o machado em punho, lanço-me contra a aranha. Se possível utilizar carga, por favor considerara as colunas.

Iniativa.[1d20]

Enviado por: Vercenorax - segunda-feira, 19 de dezembro de 2011 14:22:14
Ataque. [1d20]

Enviado por: Maedhros - segunda-feira, 19 de dezembro de 2011 14:34:32
Digo a Pammala assim que vejo o elfo sombrio:

Se proteja e não entre em combate. Connor, proteja nossa retaguarda.

E avanço sem falar nada em direção ao elfo com a espada paralela ao chão e com sua ponta dirigida ao elfo.

Iniciativa.

[1d20]

Enviado por: Maedhros - segunda-feira, 19 de dezembro de 2011 14:45:23
Ataque no elfo sombrio:

[1d20]

(off: putz! 20!Dancing hahahahahaha, quem disse q eu to com azar?! hahahahaha...)

Enviado por: Samyaza - segunda-feira, 19 de dezembro de 2011 15:09:57
OFF:BENJEN:
rola outro d20 pra fazer a verificação na tabela benjen.
(adeus meu elfo sombrio)

Enviado por: Maedhros - segunda-feira, 19 de dezembro de 2011 15:19:18
(off: foi mal se fosse pro combate durar mais um poucquinho! kkkkkkkkkkk...)

(dado)[1d20]

(off: hahahahahaha... olha os dados! hahahahahahahaha...)

Enviado por: Ares - segunda-feira, 19 de dezembro de 2011 15:22:28
(Morreu agora,tchau tchau elfo sombrio.KKKKK)

Enviado por: Samyaza - segunda-feira, 19 de dezembro de 2011 15:53:31
A ORDEM DAS INICIATIVAS É A SEGUINTE:
Aranha 2 = 22
Benjen = 19 (achei que ningué ia notar se eu pulasse o cara que teve um crítico, rsrs)
Gloin = 10
Sam = 9
Aranha= 1
Derin = 7
Cletus = 6
Connor = 5
Pammala = 5
Elfo Sombrio = 4

Abaixo, segue os dados de ataque da aranha 2, aranha 1 e do elfo sombrio


Enviado por: Maedhros - segunda-feira, 19 de dezembro de 2011 15:56:22
E cada eu? kkkkkkkkkkkkk...

Enviado por: Samyaza - segunda-feira, 19 de dezembro de 2011 17:40:38
ARANHA 2
Saindo do corredor à esquerdade vc´s a aranha sobe pela parede lateral e de lá pula jogando-se encima de Derin. A criatura se prende ao seu corpo, dando golpes com as patas para distraí-lo, até que ele enfia suas presas no seu corpo, atravessando o couro que o protegia e rasgando-lhe a pele. Com um impulso de desespero vc a empurra para longe de si, desprendendo-a do corpo.
(Sistema: L7-3 = 4, tirou 9, amarelo, 25% do dano = 9 pontos de dano na EF *energia herica = 0*)

BENJEN:
Vc avança em direção ao elfo sombrio sem manter nenhum tipo de cautela, com um único pensamento na cabeça, vc precisa guiar as almas daqueles que morrerão na mina e não será um elfo que o impedirá disso, com bençãos de Cruine vc avança e o acerta com um violento golpe no tronco, quebrando o arco do elfo, perfurando sua armadura, rasgando-lhe a carne e quebrando seus ossos. O elfo sombrio cai uns 3 metros a sua frente, com quase metade da sua espada enterrada no corpo dele quase até a metade, ele grita como um animal que agoniza em dor e desespero.
(Sistema: M3-3 = 0, tirou 20, cinza,crítico, rolou 17, vermelho 75% do dano = 17 + efeito)

GLÓIN:
OFF: vc não poderá usar a carga nessa rodada: Manual de Regras pg.78: "Para usar a manobra Carga, o atacante tem que
estar correndo há pelo menos uma rodada antes do ataque."
Vc avança com o machado em direção a aranha que Derin derrubou no chão golpeando-a com força enquanto ela tenta se proteger. Com um movimento pra trás a aranha evita o pior golpe e seu machado acerta uma das pernas deixando um grande rasgo e o muco esverdeado de outrora mancha novamente a lâmina do machado.
(Sistema: L4-2 = 2, tirou 17, vermelho, 75% do dano = 18)

SAM:
Agachado vc atada com um golpe de baixo pra cima, que obriga a aranha a fica apenas sobre 2 pares de patas para não ser atingida, nessa posição ela prepara um ataque em sua direção.
(Sistema: L8-2=6, tirou 11, laranja, 50% do dano= 9)

Aranha 1
A aranha cai com as patas sobre vc cercando-o abaixo dela, onde vc seria um alo fácil para suas quelíceras, ela avança com voracidade, dando-lhe tempo apenas de esquivar-se pras trás e evitar o golpe.
(Sistema: L7-5=2, tirou 9, 25% do dano, 9 pontos de dano na EH)

DERIN:
OFF: vou considerar que vc ataca a aranha, já que o elfo está indefeso.
Avançando sobre a aranha que o atacou vc´s parecem estar dançando, paras e lâminas giram no ar tentando, cada um tentando acertar o outro, num dos giros seu gládio passa próximo o suficiente da aranha para fazê-la distrair-se e vc conseguir acertá-la com o punhal que penetra fundo na cabeça da criatura, fazendo-a se debater em espasmos descontrolados.
(sistema: gladio: L6-2=4, tirou 2, errou o ataque)
(sistema: punhal: L5-2=3, tirou 18, azul, 100% do dano, perde um nivel por ambidestria, 75% do dano = 13 )

CONNOR:
OFF: idem a Gloin.
Vc vira-se para se posicionar protegendo Sam e Pammala, porém, nota que o pequenino já se engalfinhava com a aranha, temendo que ele se machuque vc avança, distraído, muito mais preocupado em protegê-lo do que em matar a aranha, realizando um ataque que só a afasta e protege o pequenino, sem atingi-la.
(sistema: L3-2=1, tirou 5, falha)

PAMMALA:
Seus pedidos parecem que foram atendidos, Benjen consegue derrubar o sombrio e deixá-lo fora de combate, restam agora, apenas as aranhas.


Enviado por: Ares - segunda-feira, 19 de dezembro de 2011 17:56:23
Tinha acertado aranha e no calor do combate era melhor garantir a morte dela.Giro o gladio na mão de forma que o pomo fique encostando no dedão e com as duas armas dou um pulo e faço um giro de cima pra tentando fincar o punhal e o gladio na aranha.

-MORRE SER DAS TREVAS!

(Off:Missão despedaçar a aranha-Completa!!.rsrsrs)

Enviado por: †_Junior_† - segunda-feira, 19 de dezembro de 2011 23:08:32
Me esquivo por baixo da aranha e recuo. Já que Connor está na minha frente, tento ir pelo lado de Connor enquanto a aranha está distraída com ele e atacá-la oportunamente.

(se for possível, uso ataque oportuno)

[1d20]

(OFF: Ei Samyaza, você tem usado o sistema de iniciativa para jogar 1d20? Pq notei que a aranha 2 e benjen tiveram iniciativa 22 e 19 respectivamente e eu tive iniciativa 9. No caso de Benjen pelo que entendi, ele jogou 1d20 e tirou 17, e tem agilidade 2. No meu caso, eu joguei 1d10, tirei 5 e somou 4 da minha agilidade e fikei com 9. Não que isso tenha mudado muito nesse combate, mas eu não tinha notado que era pra jogar 1d20. Só isso Muito Feliz )


Enviado por: bcsaulo - terça-feira, 20 de dezembro de 2011 1:16:22
Ergo o machado sobre a cabeça segurando com as duas mão e golpeio no meio da criatura.
(off: Ai gente os dados não estão indo com a minha cara não!)

Enviado por: Samyaza - terça-feira, 20 de dezembro de 2011 11:46:23
DERIN:
Vc salta e penetra com as duas armas na aranha que se debatia, já de volta ao chão vc mantém as armas presas na aranha até que ela para de se debater morta.
(Sistema: a aranha já estava fora de combate)

SAM:
Vc passa por baixo da aranha e se posiciona bem o suficiente para poder atacá-la com tranquilidade, com outro golpe de cima pra baixo vc finca seu punhal no traseiro da aranha, ao puxá-lo de volta, do buraco escorre um muco esverdeado e fedorento.
(Sistema: L8-2=6+3 *ataque oportuno* = 9, tirou 10, laranja, 50% do dano = 9)

CONNOR:
Com o ataque de Sam, a aranha salta na direção dele tentando proteger-se, com o salto, ela desvia do seu ataque.
A aranha sobe pela parede lateral e vai até o teto, por onde ela passa fica um rastro esverdeado do seu muco, do alto do teto, ela salta na direção de Sam.
(Sistema: L3-2=1, tirou 6, branco, falha)

ATAQUE DA ARANHA
[1d20]

Enviado por: Samyaza - terça-feira, 20 de dezembro de 2011 11:50:25
TODOS:
Pessoal, acabei pulando algumas ações, não considerem essa última postagem como permanente, ela será editada de acordo com as ações dos demais jogadores. Agirão antes de Sam: Benjen e Glóin, depois a aranha1, depois antes de Connot, ainda temos Derin e Cletus e depois de Connor temos Pammala. Assim que todos postarem suas ações eu edito a postagem, ok?

Enviado por: arabedoido77 - terça-feira, 20 de dezembro de 2011 13:28:04
Só vou ficar lá me protegendo mesmo, uma vez que os outros não parecem precisar de ajuda. Quando o lugar ficar seguro, vou lá tentar falar com o sombrio que está caído. Já havia pedido para que os outros não o matassem, imagino que vão atender.

Depois que as aranhas forem vencidas, digo para os outros:

Deixem-me tentar falar com ele, pode ser? Para nos atacar assim sem motivos, deve estar seguindo ordens de alguém.

E vou me aproximando do sombrio com uma expressão calma, tentando não assustá-lo.

Enviado por: Maedhros - terça-feira, 20 de dezembro de 2011 14:37:17
(off: considere este post, caso o combate tenha acabado. Caso não, desconsidere-o...)

E quando Pammala fala em interrogar o elfo, levanto a mão e digo sem rodeios:

Ainda não. Este é um problema meu.

Me dirijo ao elfo, agaicho-me e começo a fala num tom sem calor:

Teu nome e teu propósito aqui, elfo... Diga-me. Sei que conhece nosso dialeto.

Benjen não deixará ninguém se aproximar, Samyaza. Ok?

Enviado por: Vercenorax - terça-feira, 20 de dezembro de 2011 14:47:00
Se ainda houver uma aranha viva, arremesso a machadinha nela.
[1d20]
Depois me viro e digo a Benjen:
Estes vermes são problemas seu, fora das minas, aqui são problemas dos anões, estão deixe-me ouvir o que tem a dizer.
Junto o elfo pela gola e digo:
Lixo e escória, por onde entrou neste lugar?

Enviado por: bcsaulo - terça-feira, 20 de dezembro de 2011 14:51:41
Depois da morte das aranhas peço uma tocha a Sam e vou à procura de meu machado.

(Off: As aranhas já tombaram???)

Enviado por: arabedoido77 - terça-feira, 20 de dezembro de 2011 15:24:16
Quando Gloin passar por mim, digo para ele:

Deixe-me pelo menos tentar falar com ele?

(cochicho)

Sei uma magia que pode fazer com que ele me considere sua melhor amiga. Isso somado a uma certa técnica, digamos mais delicada, pode funcionar. Mas como prometi, somente com sua autorização.

Enviado por: Vercenorax - terça-feira, 20 de dezembro de 2011 17:37:19
Venha e tente. E obrigado por proteger Röac. Agora, pode me dá-lo.

Enviado por: arabedoido77 - terça-feira, 20 de dezembro de 2011 21:22:03
Devolvo o corvo a Gloin.

Claro. Tome-o aqui.

Enquanto entrego o corvo, me aproximo e cochicho:

Por favor, dê-me cobertura, caso ele tente alguma coisa.

Me aproximo devagar do sombrio, abaixo ao lado dele e se ele permitir, levanto a cabeça dele. (magia Amizade) Digo, em élfico, com uma voz gentil, olhando-o nos olhos com expressão meiga:

Tenha calma, sim? Levamos um susto com sua flecha, mas acho que foi um grande mal-entendido, não foi? (passo a mão pelo cabelo dele, delicadamente) Pode me dizer como chegou aqui e quem facilitou sua entrada? Posso ajudá-lo se me ajudar.

Se ele ficar receptivo e não tentar atacar, me sento no chão e apoio sua cabeça em meu colo e espero a resposta dele.

Dado para Sedução.

[1d20]

(off: já vi que em sedução pelo menos, falhei miseravelmente.)

Enviado por: Ares - terça-feira, 20 de dezembro de 2011 22:01:54
Após terminar de trucidar a aranha pego uma tocha e vou procurar alguma trilha de onde o elfo sombrio veio,antes quanto passo por Gloin falo.
-Não se esqueça de revistar o elfo,vou procurar uma trilha de onde ele veio.
Guardo o gladio no cinto e vou com a tocha e o punhal na mão.Também observo o local a procura de algo que o elfo tenha deixado no chão.
dados seguir trilhas e observar.

[Off:Ninguem pode com meus olhos de águia Dancing ]

Enviado por: arabedoido77 - terça-feira, 20 de dezembro de 2011 22:14:00
(Off: Esses dados tão viciados mesmo, hein?)

Enviado por: Ares - terça-feira, 20 de dezembro de 2011 22:16:08
(OFF:Viciados pra bem ou viciados pra mal,mais sempre viciados.Ainda me lembro dos três 1 seguidos '-')

Enviado por: Samyaza - quarta-feira, 21 de dezembro de 2011 14:27:58
BENJEN:
Enquanto vc sacudia o elfo, ele apenas demonstra uma expressão de cinismo e deboche enquanto vc fala com ele.

GLÓIN:
Com uma velocidade surpreendete vc saca a machadinha e a arremessa,fincando-a na cabeça da aranha, que se debate em desespero.
(Sistema: L4-2 = 2, tirou 14, laranja, 50% do dano = 11)

SAM:
Vc passa por baixo da aranha e se posiciona bem o suficiente para poder atacá-la com tranquilidade, com outro golpe de cima pra baixo vc finca seu punhal no traseiro da aranha, ao puxá-lo de volta, do buraco escorre um muco esverdeado e fedorento.
(Sistema: L8-2=6+3 *ataque oportuno* = 9, tirou 10, laranja, 50% do dano = 9)

DERIN:
Vc salta e penetra com as duas armas na aranha que se debatia, já de volta ao chão vc mantém as armas presas na aranha até que ela para de se debater morta.
(Sistema: a aranha já estava fora de combate)

A trilha do sombrio passa por vários locais, provavelmente, trata-se de um patrulheiro. Vc percebe,com o Sombrio,no meio das manchas negras de sua pele, um amuleto, provavelmente o focus que ele utiliza para suas magias além de uma tatuagem, feita a fogo, no braço direito dele, a tatuagem se parece com uma runa.

CLETUS:
CLetus se aproxima e diz, já com sua arma em punho, vamos matá-lo e acabar logo com isso!Esse desgraçado matou parentes e amigos!

CONNOR:
Vc avança na escuridão e encontra seu machado caído no corredor. Ele precisará de reparos.

PAMMALA:
Quando vc se aproxima do Sombrio e fala com ele, vc percebe em seus´olhos vc percebe raiva, ódio e desespero. Ao utilizar sua magia, vc consegue conceder-lhe alguns minutos de paz, e por um instante, vc o considera não um inimigo, mas um irmão corrompido pelo poder e pelos anos e arrogância e preconceito que acompanham os elfos.
Quando pede que ele lhe fale, ele apenas murmura alguma coisa e depois abre a boca e vc percebe que sua língua fora arrancada e sua boca queimada por dentro.







Enviado por: Vercenorax - quarta-feira, 21 de dezembro de 2011 14:38:16
Espere Cletus não tardará e será o que vamos fazer. Pammala o que ele tem?
Dita a resposta, vou até a aranha morta, pego minha machadinha e limpo-a na aranha morta colocando-a de volta no cinto.

Enviado por: bcsaulo - quarta-feira, 21 de dezembro de 2011 14:39:19
Junto o machado do chão, volto até o grupo e devolvo a tocha a Sam dizendo - É muito corajoso Sam, mesmo ferido ter enfrentado a aranha. Mas na próxima vez cuide do papagaio de Glóin assim como fez a elfa, certo? - Se eu ouvir o comentário de Cletus digo - Concordo, arranquem-lhe logo a cabeça, será mais fácil de carregar. À proposito nossa missão já foi cumprida, já descobrimos o mal que assombra as minas. Agora é trabalho da milícia expulsar os invasores. Vamos sair antes que tenhamos uma perca maior.

Enviado por: Ares - quarta-feira, 21 de dezembro de 2011 14:45:43
Ao ver o amuleto pense.
"O focus dele?"
Pego o amuleto com a mão(usando luvas) e entrego pra Benjen.
-Que me diz sobre isto?E ele possui uma tatuagem a fogo no braço direito.
Após entregar o amuleto a Benjen me dirijo a Gloin e falo pra ele.
-A trilha passo por varios locais,ele era um batedor pelo visto.Estas aranhas possuem inteligencia pra trabalhar junto com os elfos ou será algum tipo de magia?

Enviado por: Vercenorax - quarta-feira, 21 de dezembro de 2011 14:55:07
Devem ser controladas magicamente. E quanto a ser um batedor precisamos compreender quem os troxe aqui?

Enviado por: Ares - quarta-feira, 21 de dezembro de 2011 15:13:32
Respondo a pergunto do Gloin.
-Isto eu já não sei.

Enviado por: arabedoido77 - quarta-feira, 21 de dezembro de 2011 15:15:42
Continuo junto ao elfo e falo para Gloin:

Ele não conseguiu falar nada, teve a língua removida e queimada por dentro. Está mudo...

tento me recuperar do choque de ter visto a queimadura. Quando Connor fala em ir embora, abano a cabeça e respondo:

Não é tão simples quanto parece. Se eles estão aqui, é porque tiveram ajuda de alguém. É preciso descobrir quem os está ajudando e relatar para o governante de Marana. Ele me deu ordens expressas de relatar tudo que descobrisse para que pudesse tomar as contramedidas necessárias. Vemos agora que a situação é mais grave do que simples fantasmas.

Na verdade, já havia desconfiança de que os sombrios estivessem por aqui, mas nenhuma certeza. Agora, não há mais nenhuma dúvida.

Olho para o elfo caído, ainda em meus braços.

Este já não pode fazer mal a ninguém. Pelo menos, deixemos-no com o que resta de sua dignidade. Não consigo vê-lo como alguém mau, já foi um elfo comum como qualquer outro, apenas foi vítima das vicissitudes que todos temos em graus diferentes.

Viro para ele:

Diga-me, mesmo que por gestos, o que prefere. Quer que o deixemos aqui, ou em algum outro lugar?

Enquanto falo, olho para ele, tentando reconhecer a tatuagem, o amuleto e qualquer sinal que o identifique ou algo nele que chame a atenção.

E assim que puder, também anoto o desenho da tatuagem, do do amuleto e o que mais encontrar para futura referência.

[1d20]

Enviado por: †_Junior_† - quarta-feira, 21 de dezembro de 2011 15:18:45
Sento ofegante no chão, pego de volta a tocha e respondo a Connor:

- Há! Eu não ia amarelar, mestre Connor! Além do mais, ninguém havia visto aquela aranha. Se eu desse o pé pra trás, ela acabaria atacando o senhor pelas costas. Tenho que protegê-lo também como seu escudeiro.

Levanto, ainda sentindo o cansaço da batalha e ando na direção do elfo sombrio e pergunto aos demais:

- Isso é um elfo? Foi ele que nos atacou com aquela flecha?


Enviado por: Ares - quarta-feira, 21 de dezembro de 2011 15:20:36
Ao ouvir o que Pammala diz respondo.
-Será que ele não pode escrever?

Enviado por: arabedoido77 - quarta-feira, 21 de dezembro de 2011 15:21:29
Falo para Sam:

Sim e provavelmente pode ter até sido um elfo como eu. Acabou sendo seduzido e vitimado por forças malignas que o deixaram assim. Acontece com alguns de nós que buscam poder rápido e fácil.

Sigo a sugestão de Derin. Entrego um pergamihno em branco para o sombrio e um dos carvões para desenho. Falo, em élfico:

Consegue escrever? Diga-nos algo. Já disse que posso ajudá-lo se puder me ajudar também. (olho-o novamente com expressão de súplica) Por favor?

Dado para Sedução novamente.

[1d20]

Enviado por: Vercenorax - quarta-feira, 21 de dezembro de 2011 15:26:56
Sim, ele pode escrever, dêem-lhe um pedaço de papel e terá uma morte rápida.

Enviado por: arabedoido77 - quarta-feira, 21 de dezembro de 2011 15:27:08
O resultado sumiu... Vai de novo a jogada.

[1d20]

(Off: Só me f... com as rolagens de sedução... Brick wall )

Enviado por: Samyaza - quarta-feira, 21 de dezembro de 2011 17:04:03
PAMMALA:
Vc acredita que a tatuagem possa se alguma runa de identificação.

TODOS:
Ao pedir que o Sombrio escreva, ele olha assustado para glóin, murmurando num desespero e agonia tão grandes que lhes retiram a calma.

Quando lhe entregam o carvão e o papel, ele escreve, em élfico antigo, de forma pouco organizada:

"...nova noite..."
"...morte e escravidão ..."
"...mundo conhecido..."
"...analiom..."[/1]
"...reinos corrompidos...reis e generais escravos ..."
"... Irvem Calard..."
[i]"...sacríficio..."

Enviado por: Ares - quarta-feira, 21 de dezembro de 2011 17:12:51
Como não domino a linguá dos elfos pergunto a Pammala.
-Que ele escreveu?

Enviado por: bcsaulo - quarta-feira, 21 de dezembro de 2011 17:14:33
Me aproximo de Glóin e falo em tom baixo a língua dos anões:

Sie als Führungskraft können nicht zulassen, dass weiterhin. Wir haben bereits mehr als konkrete Anhaltspunkte, was hier. Geben Sie den Befehl zum Rückzug und retten Leben.

(off: Ele vai entender!)

Enviado por: arabedoido77 - quarta-feira, 21 de dezembro de 2011 17:56:21
Digo para gloin:

Por favor, não o assuste. Ele está tentando ajudar, conforme estou pedindo a ele.

Passo novamente a mão no cabelo dele, tento deixa-lo confortável, aind a apoiando-o. Falo para ele em élfico, mum tom mais íntimo:

Posso traduzir isso para eles? Algo mais que queira dizer ou pedir? Prometo que farei o melhor para que o atendam.

Faço um gesto para que os outros esperem mais um pouco e aguardo o sombrio tesponder.

Enviado por: Vercenorax - quinta-feira, 22 de dezembro de 2011 14:49:26
Respondo a Connor:
Ja in der Tat ist es was ich tun werde. Lassen Cletus.

Viro-me para Pammala e digo:
Deve se sentir assustado, como todos os de sua raça deverão. Depois que formos, diga-me o que ele escreveu.

Enviado por: bcsaulo - quinta-feira, 22 de dezembro de 2011 15:02:34
Aceno positivamente com a cabeça depois da resposta de Glóin. Então pergunto a Pammala - Ele vai sobreviver?

Enviado por: arabedoido77 - quinta-feira, 22 de dezembro de 2011 15:32:31
Olho para Glóin e Connor e discretamente faço um aceno positivo para Glóin.

Depois, respondo para Connor:

Não sei, ele está muito ferido e extremamente abalado. Não tenho treinamento em curas, então não posso dizer nada com certeza sobre isso. (tento colocá-lo em posição mais confortável junto a mim) Ele está tentando colaborar comigo, deu algumas informações e agora estou esperando que ele responda se tem algo mais que queira me dizer ou pedir. Não sei o que pretendem fazer, mas considerem que ele está nos ajudando.

Volto novamente a atenção para o sombrio. Continuo a ampará-lo e a acariciar seu cabelo. Digo calmamente, novamente em élfico:

Vamos, o que mais quer me dizer? Em quantos estão? É esse Irvem que os está ajudando por aqui? Há algo que posso fazer para ajuda-lo?


Enviado por: Maedhros - quinta-feira, 22 de dezembro de 2011 15:48:09
(off 1: putz! quanto post! vamo com calma ae gente.)

(off 2:Samyaza, em nenhum momento disse q estava segurando o elfo e o sacudindo. Mas como já estamos adiantados...)

Vendo que ele não reponde nada, me afasto e me encosto num canto escutando o que os outros dizem. Quando digo a Pammala:

Pergunte o que fazia aqui. Senão, penso que chegou a hora dele.

Caso ninguém faça mais nada com ele, puxo minha espada do peito dele e murmuro:

Cruine lhe chama.

E desfiro um golpe, arrancando a cabeça.

(off 3; Ae galera! Num vai dar pra eu postar até segunda. Ok? É que num vo ter condição de entrar na net, falow? Valeu...)

Enviado por: Vercenorax - sexta-feira, 23 de dezembro de 2011 15:21:57
Vigiava caro Benjen!

Depois me aproximo de Pammala e sussurro-lhe:
Pergunte se rechonece e nome Vardem.

Enviado por: †_Junior_† - sexta-feira, 23 de dezembro de 2011 16:00:54
[Eita! Pelo visto o negócio está sério com esse elfo sombrio...]

Fico perto dos demais, mas falo nada. Com a tocha, ilumino as coisas, ainda atento para o caso de aparecer outro ser.

(observar)

[1d20]

Enviado por: arabedoido77 - sexta-feira, 23 de dezembro de 2011 21:25:33
Faço um gesto afirmativo para Glóin. Acrescento para o sombrio, em élfico:

Pediram para perguntar também se reconhece o nome Vardem. Sabe de algo?

(Off: Me abaixei e estou abraçando o sombrio. que está deitado apoiado em mim. Acho que ficaria difícil o Benjem decapitar o cidadão sem me machucar.)

(Off2: Não, não tá rolando clima Muito Feliz . Já vão ver o que tenho em mente.)

Enviado por: Maedhros - segunda-feira, 26 de dezembro de 2011 15:19:27
(oof: se vc ver noi meu post, eu disse q daria um fim no elfo, depois q vcs terminassem. Claro q não iria brandir a espada sem ver né?! Seria pior q briga de foice no escuro.)

Enviado por: Ares - segunda-feira, 26 de dezembro de 2011 15:22:06
(Off:Entreguei o amuleto que estava com o elfo pro Benjen no post #568)

Enviado por: Maedhros - segunda-feira, 26 de dezembro de 2011 15:28:58
(off: foi mal ae Ares Triste Aquele post passou batido, nem vi d'oh! )

Samyaza, como estou de luvas, pego o amuleto. Sei alguma coisa sobre o amuleto? E a tatuagem?

Enviado por: †_Junior_† - segunda-feira, 26 de dezembro de 2011 18:48:25
Me aproximo curioso de benjen e observo o medalhão também.


Enviado por: Samyaza - quarta-feira, 11 de janeiro de 2012 13:24:03
OFF:
Aos usuários de magia, o FOCUS de um personagenm é um amuleto que o personagem deve carregar consigo para recuperar Karma. O FOCUS serve como catalizador do karma e impede que a absorção cause ferimentos ao corpo frágil de um ser humano (ou de outra raça). Sem ele, o processo de recuperação de karma é muito mais lento e perigoso (dúvidas consultem o manual de regras página 91)

DERIN:
O amuleto que o sombrio carregava parece ter o mesmo objetivo do item que vc carrega consigo para conjurar suas magias.
Role 1d20 por gentileza.

CONNOR:
Pela resposta de Pammala vc deduz que a melhor pessoa para diagnosticar o estado do sombrio seria Benjen.

PAMMALA:
O sombrio segura-a pelo vestido e inclina a cabeça em direção aos seus ouvidos e então sussurra em élfico:

...Já começou, não há mais esperança para os demais, apenas vc´s irmãos expurios terão a chance de conversão...

...Como baratas eles andam, batendo cabeças e perdidos com seus próprios erros, não enxergam a verdade a um palmo de si...

...Irmã, não lute contra sua natureza, vc é superior a todos eles, aceite sua condição, exija o que lhe é por direito, eles não passam de assassinos sanguinários, cheios de vícios e adoradores de guerra, eles lutam e matam toda a criação, Palier e Maira lamentam sua existência e esperam que façamos algo, é hora de tomar o poder, converta-se...

...Preocupam-se com peões, mas sua rainha cairá e seus reis estão em xeque...

...todos os seus amigos já estão mortos...não acaba agora, minha morte, é apenas o início...Agora Cruine me guiará até as terras de Palier e nosso amado deus me receberá, de braços abertos, por minha fidelidade a ele...

GLOIN:
Quando Pammala faz a pergunta sobre Vardem o sombrio sussurra algo nos ouvidos da dourada.

BENJEN:
O amuleto parece ser apenas um objeto usado como focus do sombrio. A tatuagem, vc já viu algumas semelhantes em outros sombrios que ocasionalmente vc enfrentou na época de vigia da muralha goguistá.
Faça um teste de misticismo.
Role 1d20 por favor.

SAM:
Não trata-se especificamente de um medalhão mas sim das garras de alguma animal de grande porte, enfeitadas em sua parte menos pontuda por fios que podem ser cabelos ou pêlos, como a crina de um cavalo.

Enviado por: †_Junior_† - quarta-feira, 11 de janeiro de 2012 13:29:43
[Que coisa! Porque o sombrio carrega um negócio desse?]

Pergunto ansioso para Benjen:

- Sacerdote, para que serve essa garra?


Enviado por: arabedoido77 - quarta-feira, 11 de janeiro de 2012 14:39:26
Tento anotar da melhor maneira as coisas que ele sussurrou para mim, para futura referência. Continuo abraçando-o junto a mim e digo para ele em élfico:

Obrigada, irmão. Guardarei seus conselhos. Tenha certeza de que nosso amado Palier o receberá, como um pai que recebe seu filho que pensava estar perdido para sempre e que subitamente retorna à casa. Agora fique em paz, eu serei sua companhia até que a próxima jornada termine.

Abraço o sombrio um pouco mais forte, olho para os outros e abaixo a cabeça com uma expressão de tristeza e um início de choro, esperando que eles entendam a mensagem.

Desculpem. É a primeira vez que presencio algo assim... Ele diz que Cruine o guiará para junto de Palier. Isso pode mesmo acontecer, Sacerdote? Pode fazer algo para que a alma deste pobre elfo descanse em paz?

Enviado por: bcsaulo - quarta-feira, 11 de janeiro de 2012 15:03:08
Fico a andar de um lado para outro demonstrando já impaciencia. E ao ouvir as palavras de Pammala, digo - Vamos Benjen acabe com o sofrimento deste, senão eu mesmo faço.

Enviado por: Ares - quarta-feira, 11 de janeiro de 2012 15:11:07
Ao ver o Focus do sombrio me lembro de quanto ganhei o meu e acabo me perdendo em lembranças.

Me lembro que era o primeiro dia do verão e eu completava 10 anos em poucos dias,meu mestre havia me chamado para o encontrar no inicio da floresta antes do raiar do Sol,havia acordado antes dos galhos cantarem e segui em direção a floresta e olhei em volta sem ver meu mestre. Mais ao me virar ele estava atras de mim segurando um pequeno colar na mão.Este era feito de uma corda trançada com uma garra de urso pendurada neste.
Olhei para ele e mesmo por sua aparência jovem sabia que era um elfo verdadeiramente velho pela profundidade de seu olhar,ele me encarrou e me entregou o colar e me explicou para que servia e disse que seu nome era Focus,que recuperava as energias magicas de meu corpo e que meu treinamento nas artes misticas havia começado.
Ele naquele mesmo dia me explicou que não seria um grande mago e que meus poderes viriam da própria energia da natureza e para isto a deveria proteger.

Enquanto estava perdido em minhas lembranças seguro meu colar que havia ganhando de meu mestre e por isto tinha que sair vivo deste lugar e destruir todos estes demônios.
Já havia terminado o combate e nada mais poderia ser feito naquele lugar.Me dirijo ao Gloin e digo.
-Irei seguir poucos metros a frente e procurar alguma trilha,se puder me acompanhar pois terei que me concentrar para achar a trilha com maior facilidade.
Pego alguma tocha e após limpar o punhal o guardo,andando com a tocha e o gladio em mãos na direção de onde o sombrio veio.Esperando que Gloin venha comigo caminho até 7 metros do grupo na direção de onde o sombrio veio e uso a magia Rastreamento 1(pag. 104 do Livro de Magias).

Dados pro que precisar.

Enviado por: Maedhros - quarta-feira, 11 de janeiro de 2012 15:26:02
Olho para Sam e digo:

Um amuleto profano. Usado para praticar feitiçaria.

Quando Pammala me pergunta, falo num tom sem calor puxando meu capuz para a cabeça:

Não sou eu que julgo, elfa. Mas os deuses podem ser piedosos... [Ou não.] Mas se já terminou, a hora deste chegou.

Pego a espada do peito do elfo sombrio, retiro-a num movimento rápido. Coloco a espada na vertical, e sussuro o nome da espada:

Valar Morghulis.

E desfiro um golpe arrancando a cabeça do elfo.
avatar
Samyaza
Admin

Mensagens : 1079
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 32
Localização : Franco da Rocha / SP

Ficha do personagem
Nome: Robert Locksley
Posto: Segundo Tenente
Especialidade: Franco-Atirador

Ver perfil do usuário http://vingadornegro.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum