Baelor Sismus

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Baelor Sismus

Mensagem por Maedhros em Seg 07 Out 2013, 13:01

Nome: Baelor Sismus
Profissão: Sacerdote
Idade: 29 anos
Altura: 1,90 m
Peso: 80 kg
Terra natal: Bosquenegro (Marana)
Deus: Blator

Baelor nasceu no vilarejo de Bosquenegro na parte oeste de Marana. Teve uma infancia normal, trabalhando no campo como qualquer camponês. Aos dezeseis se juntou a uma comitiva de viajantes que passava por lá. O grupo era formado por cinco membros: Vymons Mendel, cabeça do bando; Sir Arstan Brus, grande cavaleiro andante; Norne Cabeleira-de-Prata, anão religioso do grupo; Vramir Spelus, mistico; e Idran Cibrilion, elfo e eximio arqueiro.
Baelor viu neles a oportunidade de viajar pelo mundo e conhecer outros lugares, além do bosque da aldeia e outros lugares proximos. Com isso se juntou ao grupo com a permissão deles, sendo Norne aquele que mais queria sua presença. Algo que Baelor estranhou, já que nunca vira o anão em sua vida.
Baelor familiarizou muito com os membros da comitiva, mas ainda sim desconfiava do mago. Sempre fora educado para manter-se longe de magia e outras coisas do tipo.
Durante uma curta viajem para um vilarejo, foram surpreendidos por alguns orcs que não mostram problema para os guerreiros experientes, mas para Baelor sim, já que nunca participara de um combate que dependia sua vida. Depois de alguns segundos de combate o orc toma vantagem pela experiencia e consegue desferir um poderoso golpe no torax de Baelor. Ele afasta gemendo de dor enquanto vislumbrava o sorriso de satisfação do orc. Aquilo o encheu de furia e com uma força tirada de não se sabe onde, golpeou o orc arremessando a cabeça deste a metros de distancia com sua maça. Ao perceber, viu que o combate havia acabado e os outros com nenhum ferimento, apenas cansados. Todos olhavam-no com os olhos esbugalhados, menos Norne que esboçava um grande sorriso. Mas Baelor não entendia por que, até que viu que seu ferimento havia sumido como magica. O primeiro a aproximar foi Norne, dizendo:
- Eu sabia desde o encontrei, mas queria que descobrisse sozinho! Hof!Hof!Hof!Hof! Filho, tem muitas coisas a aprender! Hof!Hof...
E com isso, Baelor descobriu que era abençoado com alguns dons cedidos a ele, por Blator.
Em outras dessas viagens, na cidade de Magiara, houve um caso de assassinato de um sacerdote da fé de Selimon. Mas não era um assassinato normal, os orgãos do sacerdote foram arrancados! E como a cidade fechara os portões devido o caso, não puderam sair da cidade. Mas com uma curiosidade, Baelor começou a investigar o caso por si proprio e descobriu que Vramir era o culpado. Na verdade ele era uma necromante que disfarsara os poderes e intenções do grupo.
Quando todos estavam reunidos numa taverna, Baelor lhes disse tudo, para a ira de Vlamir. O mago esconjurou duas criaturas estranhas que avançaram para Baelor, mas os seus companheiros o defenderam, mas Vlamir avançou pessoalmente sobre Baelor entoando em uma lingua desconhecida, que ele sabia ser magia. Porém Norne se entrepos entre ele e o mago e também começou a recitar palavras em uma lingua estranha, mas diferente de Vlamir. E assim se segui até que os guerreiros deram cabo das criaturas e avançassem para Vlamir que, percebendo que iria perder, fez um gesto com as mãos e sumiu sob uma cortina de fumaça roxa.
Baelor disse a Norne que lhe devia a vida e que faria de tudo para qyitar a divida, mas Norne recusou a gentileza e disse que era o que devia ser feito. Mas Baelor ainda considera-se em divida com Norne.
Os membros da comitiva lhe disseram que devia ficar tranquilo, que o protegeriam até suas mortes (que era o que Baelor temia), pois era um amigo deles. Mas ainda naquela noite, Baelor fugiu da cidade e de seus amigos para que não estejam em perigo. Desde de aquele dia, Baelor passou a viajar por Marana e Filanti, vagando de aldeia em aldeia ajudando camponeses com problemas como orcs, goblins e outras criaturas que podem ser feridas a aço.
Tempos se passaram e Baelor nunca mais viu o mago Vlamir Spelus, assim como seus amigos. Mas o mais provavel é que Arstan e Vymons já tenham morrido, pois já tinham certa idade quando se juntou ao grupo. Idrian e Norne certamente estavam vivos, mas não sabia onde encontra-los e Vlamir... este esperava nunca mais encontrar.

Item Mágico: O Berrante dos Heróis
Baelor carrega consigo um berrante mágico chamado O Berrante dos Heróis. Um item muito antigo criado na guerra da Seita para auxiliar no combate. Foi criado por cinco sacerdotes diferentes (Blator, Crisagom, Parom, Cruine e Selimon) e os poderes se concentram nas joias ao longo do berrante. Porém com o fim da guerra o berrante foi sendo usado levianamente e os sacerdotes criadores separaram as joias, enfraquecendo o item. Quando se usa o poder da trompa, as runas brilham de acordo com a pedra em que o poder esta sendo usado.(Ex: a pedra de Blator é um rubi, então as runas brilharam em vermelho.)
Baelor o encontrou quando estava viajando para Filanti e se escondeu em algumas ruinas para conseguir abrigo de uma tempestade. Mas com o vento forte, uma das vigas caiu e quebrou parte de uma parede revelando-se uma passagem que descia em uma escada em espiral. Descendo as escadas, Baelor descobriu um tumba e sobre esta tumba estava o berrante. Logo percebeu que era a tumba de Joramund, o ultimo portador do berrante. E em uma parede com varios relevos estava escrito: Quando as cinco irmãs se juntarem, o verdadeiro poder se libertará ao portador da justiça. Baelor já sabia da lenda do berrante, mas nunca acreditara até encontra-lo. Lendo mais sobre a trompa, descobriu que o proprio berrante dava-lhe a localização das outras joias, porém não sabia como fazer isso. O berrante até agora só possui uma joia: o rubi de Blator que já estava nele quando achado. O que Baelor quer mesmo é reunir todas as joias e usa-lo para encerrar a guerra entre Verrogar e Dantsen que começa a espalhar para Marana.

As joias e seus seguintes deuses:

-Rubi vermelho: Blator (runas vermelhas)
-Safira: Crisagome (runas azuis)
-Ambar: Parom (runas douradas)
-Diamante negro: Cruine (runas prateadas)
-Esmeralda: Selimon (runas verdes)

Obs: O berrante somente dara uma visão (dica) de onde esta as outras joias se o portador fizer um ato de heroismo que fica a cargo do mestre.
O Berrante dos Heróis tem 1,10 m de comprimento feito de chifre branco, com runas em todo corpo e com lacunas onde estavam as joias.

Caracteristicas ; Herança magica, O Berrante dos Heróis (4); Deve Favores [deve favor a Norne](-1); Inimigo menos poderoso que quer matar o personagem [Vlamir Spelus](-1); Herança Pequena [maça de armas] (2);

FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
Maedhros

Mensagens : 262
Data de inscrição : 07/10/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Baelor Sismus

Mensagem por Samyaza em Ter 08 Out 2013, 00:25

Por favor logar no forum e ir em perfil>>>assinatura e copiar e colar o código abaixo:

Código:

[spoiler="INFORMAÇÕES"][b]EH:[/b]23        [b]ABSORÇÃO:[/b]06       [b]EF:[/b]19       [b]KARMA:[/b]6

[b]EQUIPAMENTOS:[/b] símbolo sagrado de ferro, manto com capuz, cinto, pederneiras, mochila, armadura de couro rígido, maça de armas, berrante dos heróis.

[b]CARACTERÍSTICAS GASTAS:[/b] Nenhuma até o momento

[b]EXPERIÊNCIA:[/b] 15xp[/spoiler]

[spoiler="FICHA DO PERSONAGEM"][img(700px,500px)]http://i1109.photobucket.com/albums/h426/trodurizen/baelorsismus_zps584a6dc9.jpg[/img][/spoiler]
avatar
Samyaza
Admin

Mensagens : 1032
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 32
Localização : Franco da Rocha / SP

Ver perfil do usuário http://vingadornegro.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum