Cena 2: O Dia das Cinzas

Página 28 de 28 Anterior  1 ... 15 ... 26, 27, 28

Ir em baixo

Re: Cena 2: O Dia das Cinzas

Mensagem por Vercenorax em Sab 12 Maio 2018, 15:40

Vendo o desenrolar da situação eu digo:
Vamos em frrrente! Serrremos destrrruídos se ficarrrmos aqui! Wolff! Vá e dê coberrrturrra parrra Frrrancisco! Eu sigo atrrrás!

Grito:
Frrrancisco alveje ele, non podemos esperrrarrr!

_________________
"Sete Anéis para os Senhores Anões em seus Rochosos Corredores"

"Se for pra acabar em fogo, todos queimaremos juntos!"


INFORMAÇÕES:
EH:62       ABSORÇÃO:15      EF:18       KARMA:0

EQUIPAMENTOS: corvo Roac.

EXPERIÊNCIA: 55xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
Vercenorax

Mensagens : 441
Data de inscrição : 07/10/2013
Idade : 24
Localização : Cachoeira de Minas/Lavras

Ficha do personagem
Nome: Boris Andravitch
Posto: Primeiro Tenente
Status: 1 Lesão

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 2: O Dia das Cinzas

Mensagem por Maedhros em Qui 17 Maio 2018, 13:08

Assim que vejo o ocorrido só penso:

[Ele devia ter atirado de dentro do prédio antes. São Cristóvão!! Não deixe esses merdas levarem mais um.]

Assim que chego na frente do caminhão, olho para trás para saber onde está meus companheiros e o outro pelotão inimigo. Assim que recebo a ordem de combate, me jogo no chão e me deito de modo a atirar no alemão por baixo do caminhão com a minha pistola.

(off: tenho "Oportunidade 1" se puder fazer uso da habilidade me avise.)

Maedhros efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :

_________________
What the hell kind of name is Soap?

A cobra está fumando!

avatar
Maedhros

Mensagens : 335
Data de inscrição : 07/10/2013

Ficha do personagem
Nome: Sabão
Posto: Segundo Sargento
Status: 1 Lesão

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 2: O Dia das Cinzas

Mensagem por †_Junior_† em Qui 17 Maio 2018, 22:01

[Mas que droga...]

Eu pego a pistola que me entregaram (se entregaram) e tento aproveitar o momento que o alemão sair de trás do caminhão para abatê-lo com um tiro preciso. Depois disso, tentarei seguir os demais, apesar dos ferimentos. Olharei para trás e tentarei raciocionar se há algo na rua que possa atrapalhar a movimentação do pelotão de trás (pelotão 22) de nós e retardar sua chegada até nós. (off: bem estilo 007, atirar num varal e derrubar roupa nos caras kkkkkkkkkkkk)

(dado de ataque pra quando o cara se expor levemente)

†_Junior_† efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :

(dados de raciocínio)

†_Junior_† efetuou 3 lançamento(s) de dados (D6.) :
, ,

_________________
INFORMAÇÕES:
EH:9        ABSORÇÃO:12      EF:14       KARMA:8

EQUIPAMENTOS: Punhais, Roupa Tingida, Flauta de Madeira, Calçado e Luvas, Capa, Cachecol, Par de Botas, Cinto, Mochila de Couro e Cantil.

EXPERIÊNCIA: 0xp


FICHA DO PERSONAGEM:


avatar
†_Junior_†

Mensagens : 390
Data de inscrição : 06/10/2013
Idade : 23
Localização : Recife PE

Ficha do personagem
Nome: Cristhian Theofilakis
Posto: Primeiro Sargento
Status: 2 Lesões / 4 Ferimentos

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 2: O Dia das Cinzas

Mensagem por Vieirinha em Sex 18 Maio 2018, 17:43

"Arrrgh! DESGRAÇA!"

Grita o soldado enquanto cai...

De repente tudo rodou e a pancada de suas constas contra o chão faz perceber que nada do que planejaram deu certo...

Ele tenta puxar o braço mas o mesmo não responde, o corpo todo treme, a dor é tão aguda que nem mesmo consegue se movimentar, seu corpo só se contorce e remexe no chão, instintivamente, sem o menor controle...

O gosto de sangue começa a emergir na boca como uma golfada em uma tosse carregada e gorgolejante...

"Caramba... Deu muito errado o plano..."

É a única coisa que consegue pensar antes da sua cabeça começar a girar novamente. De súbito, começa a se lembrar dos tiros que levara no interior de São Paulo, o que o faz pensar que os projéteis de calibre 22 pareciam chumbinho perto dos cartuchos do rifle que o alvejaram...

Que dor! O ouvido está zunindo, a cabeça girando. A vista escurece por uma fração de segundos e o soldado consegue ver a campina da sua casa, na fazenda no interior do Estado, enxerga de longe, na varanda da casa, sua irmã abraçada à uma boneca de louça, debruçada sobre o parapeito, olhando para o por do sol... Quanta saudade...

"Eu fiz o bem maninha, todos eles mereceram, todos eles tiveram o que mereceram..."

Lágrimas começas a escorrer do rosto do soldado, do assassino, do justiceiro, lágrimas que há muito tempo não banhavam aquele rosto, junto com um sorriso...

De repente um grito: "Frrrancisco alveje ele, non podemos esperrrarrr!"

É o suficiente pra trazer o soldado de volta para o inferno... Tudo doi, os braços esfolados, os tiros anteriores e os que o derrubaram para uma morte certa... Ele pensa em xingar o russo mas a dor é muito intensa...

"Eu não quero morrer aqui como um porco sangrando no chão... Preciso tentar me acalmar e fazer alguma coisa pra pelo menos esse bando de fodidos sairem daqui..." - pensa o soldado


_________________
INFORMAÇÕES:

EH:22     EF:36    KARMA: 0
EQUIPAMENTOS: nenhum
EXPERIÊNCIA: 0xp


FICHA DO PERSONAGEM:




"A morte é só uma questão de perspectiva...
De quem mata...
e de quem morre...
"

Soldado Aníbal Vieira

"A paz queremos com fervor
A guerra só nos causa dor
Porém, se a Pátria amada
For um dia ultrajada
Lutaremos sem temor"

Canção do Exército
Exército Brasileiro
avatar
Vieirinha

Mensagens : 175
Data de inscrição : 02/02/2017
Idade : 41
Localização : Olímpia

Ficha do personagem
Nome: Aníbal Vieira
Posto: Soldado
Status: 4 Lesões / 4 Ferimentos

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 2: O Dia das Cinzas

Mensagem por Constâncio em Sab 19 Maio 2018, 20:03

- Nãããããããão!!! - Grita o sargento enquanto alveja o maldito alemão...
Enquanto os outros estão observando e dando cobertura, Wolff arrasta Vieira para perto dos companheiros.
- Você tá bem, Vieira. Você ja suportou coisa pior antes, vai passar. Respira fundo irmão! - O Sargento tenta fazer um trabalho psicológico no soldado para que ele ficasse mais tranquilizado e não acelerasse o inevitável. Poderia acontecer o que fosse, Dinho não poderia o deixar para tras, não depois de tudo o que Vieira fez pelo País e principalmente por seus aliados.
- Sabão!! Não perde essa chance, cara. Passa esse galego filho da puta e vamos sair desse lugar. Vai ficar tudo bem, Vieira. Você ta com a gente -.

_________________
" Quem não vive para servir, não serve para viver! "
avatar
Constâncio

Mensagens : 34
Data de inscrição : 17/11/2017
Idade : 24
Localização : Olímpia - SP

Ficha do personagem
Nome: Wolff
Posto: Primeiro Sargento
Status: 2 Lesões

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 2: O Dia das Cinzas

Mensagem por Hugar em Dom 20 Maio 2018, 14:30

Dificuldade do teste de Resistência de Vieira: Hugar efetuou 3 lançamento(s) de dados (D6.) :
, ,
Ataque do Soldado 1: Hugar efetuou 1 lançamento(s) de dados (d20.) :
Dificuldade do teste de Investigação de Cristhian: Hugar efetuou 3 lançamento(s) de dados (D6.) :
, ,

_________________
Best job I ever had...
avatar
Hugar

Mensagens : 878
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 24
Localização : Itajubá - MG

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 2: O Dia das Cinzas

Mensagem por Hugar em Dom 20 Maio 2018, 15:29

Vieira, Boris, Sabão, Cristhian e Dinho
Resultado dos Testes:
Resistência (Vieira) 13+4-4 vs Dificuldade 14+0. Falha.
Investigação (Cristhian) 8+2-2 vs Dificuldade 10+2. Falha.
Resultado do Combate:
Soldado 1 ataca Sabão
Poder Ofensivo = Sorte (14) + Rifle (3) + Queima-Roupa (5) = 22
Poder Defensivo = Exposição Mínima (15) = 15
Poder de Ataque = Poder Ofensivo (22) / Poder Defensivo (15) = 1
Sabão recebe 1 Lesões

Sabão ataca Soldado 1
Poder Ofensivo = Sorte (10) + Pistola (3) + Queima-Roupa (5) - Lesões (1) = 17
Poder Defensivo = Exposição Mínima (15) = 15
Poder de Ataque = Poder Ofensivo (17) / Poder Defensivo (15) = 1

Cristhian ataca Soldado 1
Poder Ofensivo = Sorte (17) + Pistola (8) - Lesões (2) = 23
Poder Defensivo = Exposição Mínima (15) + Retardo (5) = 20
Poder de Ataque = Poder Ofensivo (23) / Poder Defensivo (20) = 1

Soldado 1 recebe 2 Lesões e continua em combate.
Dinho arrasta Vieira pela rua de pedra, abraçando o companheiro pelas costas e andando de ré até o muro da Tenência. As mãos do sargento se ensopam de sangue quente. Vieira não consegue parar de gritar de dor, seu corpo retorce desesperadamente. O soldado sente como se suas entranhas queimassem. Vieira respira ofegante, feito um nadador que sobrevive a um afogamento. Ainda assim, ele sente que o ar não é o bastante. Sua camisa cola no peito, empapada do próprio sangue. Ele tenta por a cabeça no lugar para reagir, mas não consegue.

Sabão obedece a ordem do russo e se joga no chão para atirar no soldado inimigo por baixo do caminhão, é surpreendido ao ver que o alemão adiantou seu movimento e estava com o rifle apontado para o brasileiro no mesmo instante! Sabão rola para a esquerda no último momento, e é atingido de raspão por um tiro do karabiner 98k no braço. A esta distância, o barulho do disparo pareceu ensurdecedor. Sabão reage e atira duas vezes em resposta, sem chance de mirar, e acredita que tenha acertado pois ouviu um gemido do inimigo. Sabão se esconde atrás da roda direita do caminhão, enquanto que o soldado adversário se levanta e se joga na parte detrás da carroceria.

Cristhian pega o revólver de Isabelle a força e atira contra o inimigo tão logo vê um braço ou uma perna. Os tiros perfuram a lataria do caminhão, mas o francês não consegue ter certeza se acertou alguma coisa. A carroceria do veículo sacode com o movimento na parte detrás, coberta por lona. Cristhian ainda tenta olhar para trás buscando uma maneira de bloquear o avanço do outro pelotão, mas Isabelle continua empurrando-o para frente e não tem chance de examinar corretamente. Não repara em nada além dos prédios de um único lado da rua e carros estacionados.

- Por que vocês estão parados?! - Isabelle grita várias vezes, misturando palavras de vários idiomas - Wolff, Boris, atirem! Se movam!

Balas zunem pelas suas costas. Um dos pelotões começa a abrir fogo. As balas acertam as paredes dos prédios e da Tenência perigosamente próximos a vocês.


Caminhão Opel Blitz. Sabão se esconde atrás do motor (roda direita) enquanto que o inimigo se jogou na caçamba.


Sabão em Verde, Dinho em Azul, Boris em Laranja, Cristhian em Rosa, Vieira em Amarelo-Queimado.

_________________
Best job I ever had...
avatar
Hugar

Mensagens : 878
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 24
Localização : Itajubá - MG

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 2: O Dia das Cinzas

Mensagem por Vieirinha em Seg 21 Maio 2018, 09:02

Teste do Vieira...
Caramba!

_________________
INFORMAÇÕES:

EH:22     EF:36    KARMA: 0
EQUIPAMENTOS: nenhum
EXPERIÊNCIA: 0xp


FICHA DO PERSONAGEM:




"A morte é só uma questão de perspectiva...
De quem mata...
e de quem morre...
"

Soldado Aníbal Vieira

"A paz queremos com fervor
A guerra só nos causa dor
Porém, se a Pátria amada
For um dia ultrajada
Lutaremos sem temor"

Canção do Exército
Exército Brasileiro
avatar
Vieirinha

Mensagens : 175
Data de inscrição : 02/02/2017
Idade : 41
Localização : Olímpia

Ficha do personagem
Nome: Aníbal Vieira
Posto: Soldado
Status: 4 Lesões / 4 Ferimentos

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 2: O Dia das Cinzas

Mensagem por Samyaza em Seg 21 Maio 2018, 09:02

O membro 'Vieirinha' realizou a seguinte ação: Lançar dados


'D6' :

Resultado :

_________________
INFORMAÇÕES:
EH:41        ABSORÇÃO:0       EF:14       KARMA:0

EQUIPAMENTOS: Manto com capuz, gaita, mochila de couro e gládio.

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 41xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
Samyaza
Admin

Mensagens : 1285
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 33
Localização : Franco da Rocha / SP

Ficha do personagem
Nome: Robert Locksley
Posto: Segundo Tenente
Status: 2 Lesões / 1 Ferimento

Ver perfil do usuário http://vingadornegro.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 2: O Dia das Cinzas

Mensagem por Mingo em Seg 21 Maio 2018, 09:55

Nate está assustado com a cena da tortura, ele entende o que seu superior quer fazer mas ao mesmo tempo não quer acreditar que o ser humano chegue a tal nível de baixeza na guerra.

-Senhor, esse prisioneiro está sob minha responsabilidade, precisamos manter o mínimo de dignidade.

_________________
INFORMAÇÕES:
EH:17        ABSORÇÃO:3       EF:19       KARMA:2

EQUIPAMENTOS: cinto, pederneira, par de botas, capa, par de luvas, aljava com 20 flechas, faca, arco e armadura de couro leve

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 4xp


FICHA DO PERSONAGEM:

Mingo

Mensagens : 86
Data de inscrição : 07/10/2013
Idade : 31
Localização : Osasco/SP

Ficha do personagem
Nome: Nate
Posto: Aspirante
Status: 1 Lesão

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 2: O Dia das Cinzas

Mensagem por Samyaza em Seg 21 Maio 2018, 10:14

Jogo o soldado no chão com raiva e me afasto o suficiente para que ele não possa me ouvir, então chamo o médico:

"Vamos ver meus ferimentos!"

Assim que ele começar o tratamento me certifico de que o soldado não possa ouvir:

"Preciso da sua ajuda com o prisioneiro, a raiva dele vai fazer com que ele busque amparo com alguém, é uma forma natural de reagir, se aproxime dele e arranque informações, se ele realmente era um cozinheiro deve ter ouvido muitas conversas de oficiais que ele nem deve saber que são valiosas. Faça com que ele tenha mais medo e raiva de mim, vamos conduzir esse teatro por dois ou três dias e ver o que ele fala, eu aperto de um lado, vc afrouxa do outro.

Quanto aos papéis faça primeiramente uma leitura rápida mas fique atento a coisas como quantidades, de soldados, armas, mantimentos; localizações, mensagens e ordens.


Aguardo o final do tratamento.



avatar
Samyaza
Admin

Mensagens : 1285
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 33
Localização : Franco da Rocha / SP

Ficha do personagem
Nome: Robert Locksley
Posto: Segundo Tenente
Status: 2 Lesões / 1 Ferimento

Ver perfil do usuário http://vingadornegro.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 2: O Dia das Cinzas

Mensagem por Mingo em Seg 21 Maio 2018, 15:07

Nate acompanha seu tenente, e começa a fazer o tratamento médico, enquanto ouve as instruções.

- Senhor, não sei alemão.

Dados para medicina

_________________
INFORMAÇÕES:
EH:17        ABSORÇÃO:3       EF:19       KARMA:2

EQUIPAMENTOS: cinto, pederneira, par de botas, capa, par de luvas, aljava com 20 flechas, faca, arco e armadura de couro leve

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 4xp


FICHA DO PERSONAGEM:

Mingo

Mensagens : 86
Data de inscrição : 07/10/2013
Idade : 31
Localização : Osasco/SP

Ficha do personagem
Nome: Nate
Posto: Aspirante
Status: 1 Lesão

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 2: O Dia das Cinzas

Mensagem por Samyaza em Seg 21 Maio 2018, 15:07

O membro 'Mingo' realizou a seguinte ação: Lançar dados


'D6' :

Resultado :

_________________
INFORMAÇÕES:
EH:41        ABSORÇÃO:0       EF:14       KARMA:0

EQUIPAMENTOS: Manto com capuz, gaita, mochila de couro e gládio.

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 41xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
Samyaza
Admin

Mensagens : 1285
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 33
Localização : Franco da Rocha / SP

Ficha do personagem
Nome: Robert Locksley
Posto: Segundo Tenente
Status: 2 Lesões / 1 Ferimento

Ver perfil do usuário http://vingadornegro.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 2: O Dia das Cinzas

Mensagem por Hugar em Seg 21 Maio 2018, 17:58

Dificuldade do teste de Investigação de Thierry: Hugar efetuou 3 lançamento(s) de dados (D6.) :
, ,
Dificuldade do teste de Medicina de Nate: Hugar efetuou 3 lançamento(s) de dados (D6.) :
, ,

_________________
Best job I ever had...
avatar
Hugar

Mensagens : 878
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 24
Localização : Itajubá - MG

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 2: O Dia das Cinzas

Mensagem por Hugar Ontem à(s) 22:43

Thierry, Robert e Nate
Resultado dos Testes:
Investigação (Thierry) 9+4 vs Dificuldade 13+2. Falha.
Medicina (Nate) 10+8 vs Dificuldade 14+2. Sucesso.
O prisioneiro é reatado para evitar uma possível fuga e um minuto depois está desacordado, todo esparramado na cadeira. Thierry estava correto, a perda de sangue o conduziu à inconsciência. Com o devido tratamento, deve se recuperar dentro de uma semana. Robert vai para a enfermaria improvisada, onde afrouxa a roupa para ser examinado e ter as feridas tratadas. Tábuas velhas são dispostas sobre pedras de forma a montar um leito e alguns assentos. Todos os recursos médicos trazidos com Thierry, com os soldados britânicos e aqueles recuperados do planador devastado cabem em uma maleta de mão.

Enquanto Nate executa suas tarefas, Thierry põe-se a examinar os papéis trazidos pelo tenente. São muitos e estão terrivelmente misturados. Alguns sofreram um pouco de deterioração por umidade e amassados, mas não devem significar um grande impedimento. Thierry não consegue se concentrar nos papéis, preocupado ora com os procedimentos médicos sendo realizados a poucos metros a sua frente por um médico de campo naquele ainda misterioso tenente, ora pela inquietação dos seus compatriotas. Os franceses agora apenas cochicham entre si, e nem Thierry consegue entendê-los, mas suas feições revelam descontentamento com a missão. Ele próprio preocupa-se em encontrar seu alvo, Alaric. Ao final, Henry gastou pouco do seu alemão, e priorizou separar os documentos em três pilhas: aqueles escritos em francês, provavelmente papéis de escritório; aqueles escritos em alemão, com maior chance de serem registros militares; e aqueles que não pode se decidir o que eram por falta de concentração.

Nate ainda sente o corpo cansado, mas fica satisfeito em ser útil ao seu (cada vez mais contraditório) superior. Inicialmente, Nate executa uma avaliação visual em Robert e limita-se a indagá-lo se ele se lembrava das circunstâncias em que havia sido ferido. Posteriormente, identificadas as maiores lesões, o médico limpa cuidadosamente os ferimentos com água e esponja, esterilizando-os na sequência por sulfonamida, e costurando alguns pontos. Aplicadas faixas, gases e esparadrapos, Starbuck administra uma dose moderada de antibiótico em Robert e alerta o tenente para o risco de diarreia pelos próximos dois dias.

Neste momento, antes que Robert tivesse tido a chance de vestir a camisa de volta, um soldado soviético adentra o estábulo. A insignia e identificação em seu uniforme foram danificados, mas Robert se lembra de Boris tê-lo chamado pelo nome de Dimitri. O soldado é muito alto, tem a barba e o cabelo recém-raspados, e o corpo magro e atlético. Ele carrega uma pistola-metralhadora pela bandoleira, e a posição do fogo seletor não pode ser lida. Em suas mãos, ele termina de comer uma lata de carne de porco e a deixa cair despreocupadamente no chão. Dimitri examina o local com o deboche estampado no rosto e se aproxima do prisioneiro desmaiado, perigosamente interessado. Em momento nenhum ele cruzou olhares com Nate ou Robert.


Submetralhadora usada por Dimitri.

_________________
Best job I ever had...
avatar
Hugar

Mensagens : 878
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 24
Localização : Itajubá - MG

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cena 2: O Dia das Cinzas

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 28 de 28 Anterior  1 ... 15 ... 26, 27, 28

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum