Prólogo: Contexto Histórico

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Prólogo: Contexto Histórico

Mensagem por Samyaza em Ter 14 Fev 2017, 15:42

Sento-me, se houver cadeiras à disposição e se o General sentar-se primeiro, a fim de aguardar a apresentação de slides, fazendo uma nota mental de, ao final da exposição, perguntar ao General ou ao Coronel sobre onde, como e quem executou a primeira fase dessa operação, provavelmente me diriam que a informação é sigilosa, mas não custa tentar.
avatar
Samyaza
Admin

Mensagens : 1038
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 32
Localização : Franco da Rocha / SP

Ver perfil do usuário http://vingadornegro.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo: Contexto Histórico

Mensagem por Hugar em Ter 14 Fev 2017, 16:11

Daniel e Boris
Um número maior que o previsto de franceses não se junta a causa. Mulher e filhos são a principal desculpa. Isabelle parece um tanto decepcionado com os muitos que deixam o bar, taciturnos, pela adega.

- Não podemos os culpar. Eles ainda são leais a causa, e um dia se aliarão à nossa resistência! - Isabelle tenta passar uma falsa confiança - Aos que estão comigo, seremos todos partisans agora. Coronel Rémy executará um grande plano essa noite!

Todos se aproximam mais para o centro do bar, de modo que se possa falar mais baixo e que todos escutem. Um senso de companheirismo se desenvolve, exceto talvez nos soviéticos. Isabelle começa a explicar o plano:

- Coronel Rémy e seus tenentes vieram da Inglaterra a pouco tempo. Eles são agentes secretos da França Livre do General de Gaulle, apoiados pelos britânicos, e estão aqui para criar uma célula de resistência. Há pouco tempo, Rémy localizou um grande grupo de soldados franceses que não foi capturado pelos malditos nazistas. Estão escondidos aqui em Le Havre, em um hotel e, pelo que ele contou, são mais de uma centenas deles. Estão escondidos, disfarçados, aguardando pela forte liderança do Coronel. Mas seu armamento é pouco.

Alaric, um dos amigos de Isabelle, coloca desenhos rascunhados de Le Havre e arredores na mesa central. Isabelle aponta alguns pontos chaves.

- De Gaulle e os britânicos arranjaram um grande carregamento de armas, munições e explosivos. Um navio de bandeira falsa irá aportar em Honfleur em poucas horas, e todos pensarão que se trata de alimentos e roupas para os atingidos pela guerra. Precisamos auxilia-los, transportando secretamente a carga até o hotel em Le Havre, onde nos encontraremos com o Coronel Rémy. Façamos isso, e o Coronel Rémy nos incorporará a sua grandiosa confraria!

_________________
Best job I ever had...
avatar
Hugar

Mensagens : 653
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 23
Localização : Itajubá - MG

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo: Contexto Histórico

Mensagem por Maedhros em Ter 14 Fev 2017, 16:48

Respondo ao Capitão em posição de sentido e um pouco desconfortável com os conhecimentos pessoais de mim:

Pode me chamar como quiser, senhor. Fiquei amuado pois o Capitão ordenou manifestar apenas "quem aqui não tem as bolas para defender o interesse da nossa grandiosa nação e não quer sujar as mãos de sangue". Acredito então que aqueles que se manifestaram não possuem tais qualidades, senhor. - Nessa hora tento conter meu sorriso de dentes tortos - Por isso fiquei quieto, senhor. Tenho culhões e amo minha terra. Estou apenas esperando novas ordens, Capitão.

_________________
What the hell kind of name is Soap?

A cobra está fumando!
avatar
Maedhros

Mensagens : 271
Data de inscrição : 07/10/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo: Contexto Histórico

Mensagem por Blanchard em Qua 15 Fev 2017, 00:40

Se com os homens lá sabia que provavelmente estaríamos fodidos, sem eles...
Vejo os desenhos e me aproximo o máximo possível deles. Tento perceber as principais rotas entre os diferentes pontos e, se possível, as alternativas.

Depois aproximo-me dos russos e lhes estico meu maço de cigarro amaçado (inglês):
Experimentem nossos cigarros, enquanto os nazistas não desviam tudo para eles.

Aponto para as armas e digo (inglês):
Talvez vocês tenham uma pistola sem uso, não?

_________________
INFORMAÇÕES:
EH:24       ABSORÇÃO:11      EF:13      KARMA: 07
EQUIPAMENTOS: Alaúde, estojo de higiene, estojo de jogos, roupa nobre, botas de couro, capa, cinto e luvas, 3 cantis, lanterna, roupa para inverno, Barraca de lona, Algemas, Giz, Pederneira, Fumo, Ferramentas para manusear armadilhas, 3 garrafas de vinho, mochila com jóias (17 p.o.), gema (manga rosa). Gládio e Escudo Grande. 
CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento
EXPERIÊNCIA: 36xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
Blanchard

Mensagens : 661
Data de inscrição : 06/10/2013
Localização : [roll="D6"]x[/roll] [roll="d20"]1[/roll]

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo: Contexto Histórico

Mensagem por Hugar em Qua 15 Fev 2017, 19:13

Vieirinha e Sabão
Capitão Mourão Filho faz uma careta de desagrado com a resposta de Sabão. Se desagradar um cabo ou sargento já era má ideia, desagradar um capitão então já dava até dor de barriga. Mourão larga o cigarro, bate os punhos na tampa da mesa e se ergue subitamente da cadeira, apontando o dedo para Sabão.

- Eu devia mandar que o prendessem por sua insolência! Esta é uma missão da mais alta importância em solo estrangeiro, não se ache o esperto comigo sargento. - ele se ajeita novamente na cadeira e recupera o cigarro, tornando a falar calmamente - Mas eu tenho certeza de que tal punição não será necessária. Uma língua dessas torna a pólvora obsoleta, e será por isso que eu retiro sua arma. Você irá de cara aos alemães e ingleses e os malditos comunistas na Europa apenas com a sua língua, Sargento Francisco. Eu apenas autorizarei que o senhor pegue numa arma novamente quando retornar ao Brasil, fui claro? E ninguém aqui possuiu dúvidas que o soldado Vieira pode facilmente matar por dois.

O capitão abre uma gaveta e coloca papéis sobre a mesa, incluindo um mapa da Europa.

- Em dois dias um comboio naval sairá dos nossos portos com destino a França. Serão cinco embarcações carregadas com comida, roupas e remédios para os franceses atingidos pela guerra. "Ajuda humanitária" é o que dizem. Os 10 de vocês estarão no navio que vai para Caen. O que vão fazer com a carga não realmente me interessa. Eu quero que peguem uma coisa pra mim...

Tempo pra vcs reagirem se quiserem antes de eu continuar a cena.

_________________
Best job I ever had...
avatar
Hugar

Mensagens : 653
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 23
Localização : Itajubá - MG

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo: Contexto Histórico

Mensagem por Maedhros em Qua 15 Fev 2017, 20:15

Todo aquele jeito malandro some da minha cara. As brincadeiras de colegas de quartel não atingiram aquele homem. O assunto pelo jeito era sério demais para poder fazer sarro. E ainda somado a punição, só piorou a situação. Mais amuado, respondo sério ao capitão:

Como ordenar, senhor. E com todo respeito, capitão, o que deseja que busquemos na França.

_________________
What the hell kind of name is Soap?

A cobra está fumando!
avatar
Maedhros

Mensagens : 271
Data de inscrição : 07/10/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo: Contexto Histórico

Mensagem por Vieirinha em Qui 16 Fev 2017, 15:01

Segurando o sorriso pela ousadia do sargento "Sabão", Aníbal ouve atentamente as palavras do Capitão e demonstra um certo ar de satisfação quando ouve que terá que matar pelos dois... Ainda sem entender se pelo fato de ter que matar vagabundos como os nazistas ou pelo reconhecimento que estava recebendo naquela sala... Isso nunca havia acontecido antes, para todos ele sempre fora um contraventor, um assassino, agora era uma das esperanças da nação!!! Que virada de jogo da vida?!

Voltando para o que se passava então, o soldado estica o pescoço e observa atentamente os papeis sobre a mesa...

[Em off - Acredito que estamos próximos à mesa]

Quando o sargento "Sabão" pergunta "o que devemos pegar na França?", Aníbal com a cabeça ainda baixa na direção do mapa olha para o sargento e apenas erguendo as sobrancelhas volta os olhos na direção do capitão aguarda atentamente a resposta...

avatar
Vieirinha

Mensagens : 56
Data de inscrição : 02/02/2017
Idade : 40
Localização : Olímpia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo: Contexto Histórico

Mensagem por Vercenorax em Qui 16 Fev 2017, 23:09

Eu observo os homens que se acovardam e penso:
[Não têm culhões sequer para defender seu país e os seus, são piores que lixo!]

Vou ouvindo os planos e estudando os rascunhos. Quando o francês se aproxima oferecendo cigarros eu digo a ele:
Eu não fumo camarrrada, mas se quiserrr me oferrrecerrr um copo do vinho de vocês eu aceitarrria. Eu não possuo pistolas, e crrreio que meus camarrradas aqui não vão ficarrr felizes em cederrr alguma de suas arrrmas.

_________________
"Sete Anéis para os Senhores Anões em seus Rochosos Corredores"

"Se for pra acabar em fogo, todos queimaremos juntos!"


INFORMAÇÕES:
EH:62       ABSORÇÃO:15      EF:18       KARMA:0

EQUIPAMENTOS: corvo Roac.

EXPERIÊNCIA: 55xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
Vercenorax

Mensagens : 342
Data de inscrição : 07/10/2013
Idade : 23
Localização : Cachoeira de Minas/Lavras

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo: Contexto Histórico

Mensagem por arabedoido em Qui 16 Fev 2017, 23:47

Quando dão a ordem, sento juntamente com os outros. Havendo outros irmãos legionários, tento ficar junto com eles e caso não haja, vou me aproximar mesmo do outro alemão.

_________________
INFORMAÇÕES:
EH:15        ABSORÇÃO:0      EF:13      KARMA:7/12

EQUIPAMENTOS: manto com capuz, cinto, pederneiras, mochila de couro, pena e tinta, pergaminho e bracelete (focus).

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 28xp


FICHA DO PERSONAGEM:


Jetro:
avatar
arabedoido

Mensagens : 511
Data de inscrição : 05/10/2013
Idade : 41
Localização : São Paulo - SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo: Contexto Histórico

Mensagem por Blanchard em Sex 17 Fev 2017, 13:09

Jogo o maço para algum dos “camaradas” que mostre interesse pelos cigarros e respondo, enquanto saio para solicitar a garrafa de vinho e voltar a atentar-me para o plano do transporte (inglês):

Tudo bem, Nicolai, achei que se formos emboscados, o senhor preferiria ter ao seu lado um atirador de elite armado.

_________________
INFORMAÇÕES:
EH:24       ABSORÇÃO:11      EF:13      KARMA: 07
EQUIPAMENTOS: Alaúde, estojo de higiene, estojo de jogos, roupa nobre, botas de couro, capa, cinto e luvas, 3 cantis, lanterna, roupa para inverno, Barraca de lona, Algemas, Giz, Pederneira, Fumo, Ferramentas para manusear armadilhas, 3 garrafas de vinho, mochila com jóias (17 p.o.), gema (manga rosa). Gládio e Escudo Grande. 
CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento
EXPERIÊNCIA: 36xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
Blanchard

Mensagens : 661
Data de inscrição : 06/10/2013
Localização : [roll="D6"]x[/roll] [roll="d20"]1[/roll]

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo: Contexto Histórico

Mensagem por Hugar em Sex 17 Fev 2017, 19:17

Cristhian, Robert e Hans
Todos tomam assento na sala, com exceção do Coronel Passy que troca as diversas imagens no retroprojetor. General de Gaulle começa a transmitir os detalhes da Operação Caranguejo:

- Há algumas semanas eu enviei cinco agentes disfarçados para a França Ocupada. Tratam-se dos Tenentes Mansion, Saint-Jacques e Corvisart, do Sargento Cole, e do líder da missão, Coronel Rémy. Sua missão é estabelecer uma rede de inteligência e auxiliar na criação de células de resistência. Estas células irão, futuramente, nos fornecer informações sobre toda a movimentação inimiga na França, atuar com contra-propaganda nazista, incitar os civis, e finalmente sabotar infraestrutura e depósitos de armas.

Passy troca o slide, mostrando agora os cincos rostos dos agentes secretos.

Coronel Rémy

O General de Gaulle se levanta e escosta contra uma das paredes, aparentemente expondo seus pensamentos em voz alta em uma pausa na apresentação:

- Entendam: uma nova modalidade de guerra surge. Eu lutei na Grande Guerra, eu vi tudo com estes mesmos olhos. A minha amada França se preparou por décadas para um segundo conflito, acreditávamos que seria como o primeiro. A Linha Maginot parecia uma ideia brilhante. Investimos tempo e recursos em uma fortificação que se estende por quilômetros e que simplesmente não impediu ninguém de passar. As táticas e estratégias dos nazistas... não há nada como aquilo no mundo. Não se trata da guerra de trincheiras que eu vivi. Eles são rápidos, eles são versáteis, seu armamento, seus métodos... são superiores. - de Gaulle faz uma pausa, pensativo.

- O General previu isso - Coronel Passy complementar - Ao menos parcialmente. Ele pode experimentar suas novas táticas com tanques de guerra na Batalha de França e viu sua própria estratégia refletida no inimigo. De Gaulle conseguiu uma das poucas vitórias francesas contra os alemães mas, sem apoio aéreo, foi obrigado a recuar logo depois.

- Não foi o bastante. - de Gaulle interrompe Passy e volta a se sentar - Mas estas que vocês participarão, estas serão. Continue com o briefing.

Pausa pra vocês interpretarem ou reagirem.

_________________
Best job I ever had...
avatar
Hugar

Mensagens : 653
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 23
Localização : Itajubá - MG

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo: Contexto Histórico

Mensagem por Samyaza em Sab 18 Fev 2017, 18:48

Continuo a acompanhar os slides procurando memorizar o que me parecer realmente importante enquanto pergunto ao General:
"General, essa primeira equipe, eles já estabeleceram contato com Londres depois que chegaram na França?"
avatar
Samyaza
Admin

Mensagens : 1038
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 32
Localização : Franco da Rocha / SP

Ver perfil do usuário http://vingadornegro.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo: Contexto Histórico

Mensagem por Hugar em Seg 20 Fev 2017, 00:28

Daniel e Boris
O ambiente se inunda de mais fumaça, quando dois dos russos acendem os cigarros oferecidos por Blanchard, já que Boris não os reprimiu de fumar. A maioria dos franceses está muito intimidada com a presença dos soviéticos e suas armas expostas. Isabelle continua a passar os planos. Ele traça orientações sobre o mapa improvisado.

- Eu pedi a alguns de vocês que trouxessem caminhões, lonas, cordas, caixotes, pás e ferramentas agrícolas. Esses veículos estão escondidos em algumas garagens aqui em Le Havre. Sua parte no plano foi concluída e eu não poderia pedir por mais. Agora eu procuro voluntários para pilotar esses caminhões até Honfleur, até o porto, e outros muitos para ajudar a descarregar o navio e carregar os veículos.

Rapidamente, uma discussão contamina o bar. Há receio do que os alemães farão se os partisans forem pegos contrabandeando armas. Isabelle reforça:

- Os nazistas pouparam Honfleur! Não haverá riscos após cruzarmos o Senna! O vilarejo e seu pequeno porto não os interessa. Acreditem em mim, acreditem em Rémy! Ele cercou por todos os lados, não tem como os alemães descobrirem nosso plano. Para isso iremos disfarçados de camponeses a caminho das fazendas na outra margem do rio. Eu já consegui um documento falso que nos permitirá usar as balsas em Tancarville. Lá os alemães irão inspecionar os caminhões e encontrarão apenas nós nas caçambas cobertas, meros "homens do campo", necessários para prover alimentos a esses miseráveis. Quando a balsa chegar a outra margem estaremos seguros!

[Eu vou incluir um mapa aqui]

Vou dar um tempo para vocês reagirem se quiserem, antes de continuar.

_________________
Best job I ever had...
avatar
Hugar

Mensagens : 653
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 23
Localização : Itajubá - MG

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo: Contexto Histórico

Mensagem por Hugar em Seg 20 Fev 2017, 01:07

Sabão e Vieirinha
O Capitão Mourão Filho aperta a bituca do cigarro contra o cinzeiro e ergue as sobrancelhas na direção do Sargento Sabão.

- Papéis, sargento - ele responde em tom cínico - Eu quero que vocês busquem papéis para mim. Eles estarão muito provavelmente organizados em uma pasta de couro, onde se lerá palavras que não farão sentido nenhum porque estarão escritas em alemão. Segundo nossos informantes, o nome no cabeçalho deve ser "Unternehmen Seelöwe" - o Capitão não se esforça em imitar o idioma alemão - Ou, em bom português, "Operação Leão-Marinho". Tratam-se dos planos dos nazistas de invadir a ilha dos ingleses e, segundo todas as expectativas, isso deve ocorrer logo. Eu quero uma cópia desses planos.

O Capitão perde alguns minutos apontando no velho mapa para as regiões da França Ocupada e da França de Vichy, e onde estão os principais portos. Marselha, Brest, Le Havre, Dunkirk e Nice.

- O exército nazista controla todos os principais portos, por isso vamos ter que usar os menores. Toda a negociação com o governo de Hitler e Pétain já foi concluída e eles não tem motivo para suspeitar de nada. A maior parte da tripulação será de civis sendo vocês os únicos militares a bordo, e serão os próprios civis franceses que descarregarão as mercadorias. Apenas a Corveta Camaquã servirá de escolta até a Espanha, onde cada navio seguirá seu curso independentemente - ele traça riscos imaginários com o dedo no mapa, indicando as rotas e os portos.

Ele recosta na cadeira e prepara lentamente mais um cigarro para ser aceso. O capitão deixa o mapa no centro da mesa para que vocês possam apreciar as rotas e geografia.

_________________
Best job I ever had...
avatar
Hugar

Mensagens : 653
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 23
Localização : Itajubá - MG

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo: Contexto Histórico

Mensagem por eduardohis em Seg 20 Fev 2017, 03:33

Quando aqueles dois rapazes desceram do carro, Jens se lembrou de um dos inumeros resgates feitos a alpinistas nos Alpes. Percebendo que um atleta tinha sido perfurado por alguns pedaços de madeira e com poucas possibilidades de sobrevivencia, Jens deixou tranparecer ao paciente que a morte viria, o que podia ter acelerado seu óbito. Uma enfermeira, a minha menina, segurou nas mãos do paciente, olhando firmemente em seus olhos, com sua serenidade e palavras certas acalmou o paciente, não evitou sua morte, mas aliviou a alma. Uma lição: calma e firmeza devem andar juntas. Jens percebeu que em alguns momentos a expressão pode ser a mais valiosa arma. Naquele momento em que dois soldados se dirigiam a ele, imaginou algo semelhante, que a calma e a firmeza. A calma fez com que jens colocasse sua maleta no chão, olhasse firmemente para o soldado mais antigo e com firmeza esperou a abordagem. Entregou os documentos falsos e esperou a avaliação. Com olhar firme e sereno esperou. Se o documento enganasse, partiria com tranquilidade. Se algo parecesse suspeito, agiria com firmeza, lembraria ao soldado qual seria o dever de um médico alemão nas linhas avançadas. E em tom ameaçador diria ao soldado de sua petulancia ante um médico de dachau, da baviera. Antes disso pede ao outro soldado, um cigarro.
avatar
eduardohis

Mensagens : 2
Data de inscrição : 22/01/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo: Contexto Histórico

Mensagem por Maedhros em Seg 20 Fev 2017, 16:11

Dou uma olhada no mapa tendo ver qual será o porto mais provável de atracarmos. Depois falo:

Então essa será uma missão sem bandeiras, sem uniformes, senhor? E teremos algum tipo de apoio ou suporte em terra da parte da Inteligência? E por último, temos ideia de onde está a pasta que o capitão quer?

_________________
What the hell kind of name is Soap?

A cobra está fumando!
avatar
Maedhros

Mensagens : 271
Data de inscrição : 07/10/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo: Contexto Histórico

Mensagem por Hugar em Seg 20 Fev 2017, 20:05

Jens
Você mantem-se frio, mesmo com a abordagem dos soldados nazistas. A maleta fica no chão enquanto você entrega os documentos falsos ao soldado. Ele lança um demorado e ameaçador olhar em você, antes de voltar os olhos ao documento.

- Civil. Alemão, da Baviera. - Ele abre um sorriso de dentes podres, perverso - Ouvi dizer que o Führer gosta muita da região. - Ele ri para o outro soldado de pé,
que não esboça nenhuma reação, e então se vira para você com o mesmo rosto ameaçador de antes - Enviamos dezenas de prisioneiros para lá todos os dias. O que a porcaria de um civil está fazendo numa zona de guerra?

Você responde firmemente, indicando a maleta de médico, ainda no chão. Você pede um cigarro ao outro soldado mas ele ignora seu pedido, mantendo os olhos fixos em você. O soldado continua ofensivo, com seus documentos ainda em mãos. É então que você ameaça-o, na esperança de intimidá-lo.

- Eu não gostei do modo como falou comigo, civil. - Ele responde finalmente, exibindo os dentes podres - Entre os que enviamos para Dachau estão muitos alemães, sabia? Fugiram para cá antes da guerra, para não servir ao exército. Desertores. Não esperavam que tomássemos a França com tanta facilidade. - O soldado puxa o ferrolho do rifle ruidosamente, carregando a primeira bala. - Há quanto tempo você está em Le Havre, civil?

Sua última pergunta é dita lentamente.

_________________
Best job I ever had...
avatar
Hugar

Mensagens : 653
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 23
Localização : Itajubá - MG

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo: Contexto Histórico

Mensagem por †_Junior_† em Seg 20 Fev 2017, 20:35

Permaneço atento aos slides e decoro os rostos dos homens (se possível), ao serem mostrados seus nomes. Em certo momento levanto a mão, como de velho costume das aulas na faculdade para pedir permissão para falar e uma vez que esta for dada, digo:

Com licença General, qual o nível de confiabilidade das mensagens que forem enviadas? Se eles forem descobertos, haverá alguma maneira de termos conhecimento disso?


_________________
INFORMAÇÕES:
EH:41        ABSORÇÃO:0       EF:6       KARMA:0

EQUIPAMENTOS: Manto com capuz, gaita, mochila de couro, gládio, 20 metros de corda e escudo pequeno.

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 41xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
†_Junior_†

Mensagens : 312
Data de inscrição : 06/10/2013
Idade : 23
Localização : Recife PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo: Contexto Histórico

Mensagem por Blanchard em Ter 21 Fev 2017, 00:13

Escuto o plano e penso:
Os alemães se movimentam rapidamente, podem acabar por nos surpreender. Mas...
Olho para os soviéticos com um sorriso.

Quando Isabelle pergunta por voluntários para a pilotagem eu digo (inglês):
Eu posso assumir um dos caminhões e liderar um dos comboios.

Depois volto a atentar-me para o plano.

_________________
INFORMAÇÕES:
EH:24       ABSORÇÃO:11      EF:13      KARMA: 07
EQUIPAMENTOS: Alaúde, estojo de higiene, estojo de jogos, roupa nobre, botas de couro, capa, cinto e luvas, 3 cantis, lanterna, roupa para inverno, Barraca de lona, Algemas, Giz, Pederneira, Fumo, Ferramentas para manusear armadilhas, 3 garrafas de vinho, mochila com jóias (17 p.o.), gema (manga rosa). Gládio e Escudo Grande. 
CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento
EXPERIÊNCIA: 36xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
Blanchard

Mensagens : 661
Data de inscrição : 06/10/2013
Localização : [roll="D6"]x[/roll] [roll="d20"]1[/roll]

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo: Contexto Histórico

Mensagem por arabedoido em Ter 21 Fev 2017, 00:48

Ouço o briefing atentamente até o momento. Olho para os outros que estiverem por perto, caso olhem em minha direção e fico no aguardo da continuação, sempre com muita atenção.

_________________
INFORMAÇÕES:
EH:15        ABSORÇÃO:0      EF:13      KARMA:7/12

EQUIPAMENTOS: manto com capuz, cinto, pederneiras, mochila de couro, pena e tinta, pergaminho e bracelete (focus).

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 28xp


FICHA DO PERSONAGEM:


Jetro:
avatar
arabedoido

Mensagens : 511
Data de inscrição : 05/10/2013
Idade : 41
Localização : São Paulo - SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo: Contexto Histórico

Mensagem por Vieirinha em Ter 21 Fev 2017, 13:32

(Aníbal continua olhando o mapa enquanto o sargento "Sabão" elabora sua pergunta... Em seguida, balança a cabeça em sinal de concordância e completa...)

Com todo respeito Capitão, sou apenas um soldado mas acredito também que precisamos de um apontamento, algum contato ou pelo menos o local onde começarmos a procurar... Assim fica mais seguro de encontrarmos... Caso contrário seria como encontrar uma agulha num paiol!

Além do mais acredito que o local mais seguro para desembarcarmos seria mais ou menos por aqui (aponta para os arredores de Marselha) e mais... Quando partimos?



Última edição por Tullio Posella em Ter 21 Fev 2017, 14:15, editado 1 vez(es)
avatar
Vieirinha

Mensagens : 56
Data de inscrição : 02/02/2017
Idade : 40
Localização : Olímpia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo: Contexto Histórico

Mensagem por Hugar em Ter 21 Fev 2017, 14:11

Robert, Cristhian, Hans
Coronel Passy continua os slides. Coincidentemente, eles são correlatos as suas perguntas, agora respondidas por de Gaulle:

- Afirmativo, Tenente Locksley. O Coronel Rémy conseguiu capturar uma estação de rádio dos alemães e transmitiu e recebeu informações codificadas por intermédio de um teletipo sistematicamente todos os dias. Entretanto, as comunicações cessaram há 48 horas. Acreditamos que a estação foi comprometida e o Coronel teve de sabotar a instalação, conforme determinava as diretrizes da Operação Caranguejo.

O General de Gaulle se interrompe para ouvir Cristhian, atentamente, e então responde:

- A comunicação se dará por meio de equipamentos de teletipo, Sargento. A partir de um transmissor de ondas de rádio de longo alcance e, quando viável, de estações repetidoras de sinal. O teletipo poderá enviar mensagens de texto, assim como receber o sinal e transcrever em texto automaticamente. Para a segurança da informação, usaremos os códigos britânicos como criptografia.

Equipamentos de teletipo

O General corrige a postura para ficar de frente a vocês:

- É aí que o senhor entra, Sargento Theofilakis. Para a segunda fase da operação, enviaremos um transmissor de rádio de longo alcance e um teletipo, assim como um livro de códigos, com os senhores. Um dos objetivos da missão será restabelecer contato com Londres. O senhor foi selecionado para esta operação pelo seu conhecimento e habilidade em radiocomunicação. Será o especialista desta missão.

De Gaulle se levanta e vai até a mesa de Cristhian, ficando de pé bem a frente dele. O Sargento de Comunicações fica intimidado com a presença do General e seus quase 2 metros de altura. Cristhian repara que de Gaulle tem uma cicatriz antiga na mão esquerda, provavelmente ferimento a bala, e usa a aliança na mão direita. Ele percebe e comenta friamente em francês:

- Lembrança da Grande Guerra. Ansioso para ganhar uma também? - então ele volta para o inglês - Desta vez a estação de rádio deve ser segura. Os senhores deverão auxiliar o Coronel Rémy no que for necessário para estabelecer um posto seguro. Sente-se confiante para esta tarefa, sargento?

_________________
Best job I ever had...
avatar
Hugar

Mensagens : 653
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 23
Localização : Itajubá - MG

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo: Contexto Histórico

Mensagem por Samyaza em Ter 21 Fev 2017, 15:01

As palavras do General são ouvidas com certa preocupação que tento disfarçar, não teríamos apenas que invadir um território, o sucesso da missão dependeria, além da nossa tática, de mantermos Christian vivo. Esse tipo de escolta sempre complica as coisas. 

Observo se, e como o sargento vai responder ao General, vamos ver se estaremos escoltando um garoto ou um homem.


Última edição por Samyaza em Qui 23 Fev 2017, 15:51, editado 1 vez(es)
avatar
Samyaza
Admin

Mensagens : 1038
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 32
Localização : Franco da Rocha / SP

Ver perfil do usuário http://vingadornegro.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo: Contexto Histórico

Mensagem por †_Junior_† em Qua 22 Fev 2017, 21:53

Ao estar tão próximo do general, arrumo os óculos em sinal claro de nervosismo, mas mantenho a postura militar correta para essa ocasião, com o olhar fixo nos olhos do general. Ao ser questionado, começo a abrir a boca para falar, quando o segundo-tenente responde na minha frente. Não queria parecer, surpreso, mas levanto uma sobrancelha como que sem entender aquilo. Respondo inicialmente em Francês ao General após a interrupção:

Espero que as cicatrizes não sejam apenas físicas, mas mentais também. Para que me recorde com clareza quem temer e principalmente em quem confiar, General.

Faço uma pausa, não sabendo ao certo se deveria ter dito aquilo e completo, voltando ao inglês:

Sim, tenho confiança nas minhas capacidades e não poderia questionar seu julgamento em escolher esses homens. Se estão aqui, devem ser tão competentes quanto eu ou até mais. A força de um grande General só pode ser medida pela capacidade dos homens que coordena e sua confiança neles. Acredito que sua força seja imensa.

Permaneço em silêncio após isso, pensando comigo mesmo se não falei demais, costume vicioso da academia francesa.

_________________
INFORMAÇÕES:
EH:41        ABSORÇÃO:0       EF:6       KARMA:0

EQUIPAMENTOS: Manto com capuz, gaita, mochila de couro, gládio, 20 metros de corda e escudo pequeno.

CARACTERÍSTICAS GASTAS: Nenhuma até o momento

EXPERIÊNCIA: 41xp


FICHA DO PERSONAGEM:
avatar
†_Junior_†

Mensagens : 312
Data de inscrição : 06/10/2013
Idade : 23
Localização : Recife PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo: Contexto Histórico

Mensagem por Hugar em Qui 23 Fev 2017, 21:37

Sabão e Vieirinha
O Capitão expele fumaça do cigarro recém aceso em reprovação, como se pudesse escrever palavras no ar. Ele ri roucamente das considerações de Sabão e Vieirinha:

- Se eu soubesse onde esses planos estão eu não mandaria os senhores para lá, iria eu mesmo buscar - ele cospe as palavras, ousadamente - Marselha? O que é isso, soldado Aníbal? Isso é medo de encontrar os alemães? Já me faz questionar se eu elogiei o mesmo homem minutos atrás - o capitão passa o cigarro para a mão esquerda, de modo a levar a mão direita até a cidade de Caen, ao norte - Eu já lhes disse, senhores, vocês vão aportar em Caen, próximo a Le Havre. Se estes planos estão em algum lugar é nas mãos de quem irá executá-lo: as tropas que ocupam a costa do Norte, no Canal da Mancha. Meu Deus, Marselha?

Vocês se sentem um pouco reprimidos com a atitude do Capitão, mas estão acostumados com esse tratamento no exército.

- Não, não. Os senhores não precisam se preocupar com isto. O Primeiro Tenente Barca liderará a missão. O documento com o detalhamento desta missão está em posse dele. Agora ouçam bem todos vocês porque isto é importante - O Capitão Mourão se inclina sobre a mesa - O Tenente Barca é meu homem de confiança. Os senhores são soldados, e irão seguir o comando dele cegamente, inquestionavelmente, em toda e qualquer situação. Ele é muito mais capacitado para chefiar que qualquer um nesta sala, exceto eu. Eu não quero um incidente diplomático com o Hitler, ouviram bem? Não deve haver, de modo algum, evidências que associem as suas ações ao Estado Brasileiro! Espero que sua curiosidade esteja satisfeita, Sargento Francisco.

O Capitão se reclina na cadeira mais uma vez e puxa um longo trago do cigarro.

- Se os nazistas forem bem sucedidos nesta invasão, é muito provável que em um ou dois anos nós estejamos matando os malditos comunistas. E do lado de cada um de nós haverá um alemão com uma metralhadora matando mais comunistas ainda, se depender do alinhamento ideológico de Vargas. Por outro lado, os americanos querem construir uma base em Natal, e eu duvido que os alemães cruzariam o Atlântico para nos acudir se o Rooselvelt interpretar que escolhemos o lado errado...

O Capitão Mourão Filho se cala em seus pensamentos.

Pausa para vocês reagirem e perguntarem, se quiserem.

_________________
Best job I ever had...
avatar
Hugar

Mensagens : 653
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 23
Localização : Itajubá - MG

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo: Contexto Histórico

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum