Segunda parte - Viagem a Fontenova

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Segunda parte - Viagem a Fontenova

Mensagem por Samyaza em Dom 06 Out 2013, 23:00

GARRUK:

"Imagino a dor de vc´s, mas preciso lembrá-los que ainda estamos vivos, e temos muitas coisas a fazer, deixá-lo em Fontenova ou Seviala será apenas o começo, agora quero descobrir quem e porque fizeram esse ataque? como uma tropa inteira passou despercebida pela ultima cidade? Como o tio de Baltazar sabia do ataque e porque ele não fez nada?

Se nos rendermos ao cansaço e ao medo e não abrir-mos nossos olhos para o que está ao nosso redor, seremos presas fáceis,então, por favor senhores, animai-vos diante da jornada que se inicia senão, ela não será mais longa do que nossa atrapalhada fuga da cidadela."

Após dizer essa frase, a expressão de ânimo desaparece do rosto de Garruk e ele segue em silêncio.

Enviado por: Baltazar - quinta-feira, 6 de outubro de 2011 16:42:30
Não disse nada por vários minutos.
- Tenho minhas perguntas também... quase todas as mesmas que você, Garruk.
Deu uma pausa.
-Eu sei, mas é que meu karma está praticamente nulo. Não é fácil para um mago permanecer assim...
(Uma pergunta: Como um mago recupera seu karma? Comendo?)
-Nós temos que ser unidos... se não, morreremos.
O jovem consegue produzir um sorriso.
-E...E o corpo... de Cibele?
Perguntou.

Enviado por: Samyaza - quinta-feira, 6 de outubro de 2011 16:54:58
BALTAZAR:

Manual de Regras pg91:

"Mesmo usando tal item é preciso dormir ou
descansar para se recuperar a Força Mágica. Caso o
método escolhido seja o sono, a recuperação se faz
da seguinte maneira: Se o descanso for de uma
noite bem dormida e sem interrupções abruptas, o
Karma será recuperado em 100%. Caso o descanso
seja interrompido abruptamente ou caso a noite
não seja tranqüila a recuperação será de apenas
50%, como por exemplo: sob pressão de uma
batalha iminente, no meio de um local
desconhecido e sob perigo de ataque de algo ou
alguém. Caso o descanso seja inferior a 4 horas de
sono, nada é recuperado. Valores fracionários
resultantes deste cálculo são arredondados para
cima.
O simples descanso também permite a reposição da
Força Mágica, embora isto se faça de forma muito
mais lenta. Enquanto estiver descansando, o
místico ganha 1 ponto de Karma a cada 4 horas
descansadas."

Enviado por: Baltazar - quinta-feira, 6 de outubro de 2011 16:58:54
(Ok...Obrigado ^^)

Enviado por: Leonardo - quinta-feira, 6 de outubro de 2011 17:00:13
Vamos descansar um pouco... por aqui, fora da estrada é melhor, mas acho que não devemos acender fogueira.

Levo eles um pouco pra dentro da mata em algum local bem escondido onde não possam nos ver mas onde possamos escutar se alguém passar...

Enviado por: Baltazar - quinta-feira, 6 de outubro de 2011 17:08:05
-Não, não devemos...
Sigo ele.
-Alguém deve ficar um pouco de vigia, com o primeiro turno.

Enviado por: Leonardo - quinta-feira, 6 de outubro de 2011 17:21:34
Garruk, de anão para anão, posso confiar em voce para fazer o primeiro turno?? não estou em condições no momento. Quatro horas de vigília já é o bastante.

Depois deito no chão duro como sempre gostei e durmo.

Enviado por: Baltazar - quinta-feira, 6 de outubro de 2011 17:23:08
-Se quiserem, eu posso fazer o primeiro turno...
Falo.
-Não estou com muito sono... depois dos últimos acontecimentos...

Enviado por: Samyaza - quinta-feira, 6 de outubro de 2011 18:05:32
BALTAZAR:


Garruk se prepara para deitar, fazendo de sua mochila um travesseiro, já deitado mas antes de pegar no sono ele diz:

"Acorde-me daqui umas duas horas Baltazar, deixemos Alastor descansar pois está ferido e cansado e vc tbm poderá descansar e recuperar suas energias, sem o martelo de Alastor, só nos restará suas magias e a lâmina do meu punhal em caso de perigo, sei que Alastor não hesitará, porém, quero poupá-lo de entrar num combate desarmado."

Enviado por: Baltazar - quinta-feira, 6 de outubro de 2011 18:08:46
-Está bem... É, eu também prefiro isso.
Falou o jovem mago, se sentando.

Enviado por: Baltazar - quinta-feira, 6 de outubro de 2011 20:26:44
Após duas horas em seu primeiro turno, Baltazar vai até Garruk para acordar o mesmo.
-É sua vez, amigo.

Enviado por: Samyaza - sexta-feira, 7 de outubro de 2011 11:40:34
BALTAZAR:

Durante as duas horas de sua vigília vc pode observar a fumaça negra subindo forte da cidadela e como vagarosamente ela vai reduzindo tornando-se cinza e fraca. Vc acorda Garruk, sem falar muito ele assume o posto.



TODOS:

Vc´s estão dormindo, um cheiro de cozido invade seus narizes, Garruk está bocejando enquanto com um pedaço de pau ele mexe numa pequenina panela sob uma fogueira, ao ver que vc´s acordam ele sorri:

"Hehehe! bom dia rapazes, guardei algumas coisas pra viagem na mochila, é o suficiente pra hoje, mas amanhã teremos que encontrar comida e água, venham comer, temos batatas e cenouras!!"

A noite havia sido tranquila externamente, nada incomodou o sono, senão os pesadelos com os acontecimentos da última noite.

Enviado por: Leonardo - sexta-feira, 7 de outubro de 2011 12:41:17
Isso é um banquete! Mas não acha perigoso fazer fumaça enquanto tentamos evitar aqueles lagartos???

Sento perto do fogo e como com os outros.

Depois de comermos acho bom seguir viagem, e também acho que não devemos deixar vestígios de que estivemos aqui.

Enviado por: Baltazar - sexta-feira, 7 de outubro de 2011 13:07:29
Acordo com o cheiro bom, e me sento.
- Putz...
- Bom dia.
-Ok
Vou até eles para comer também.
- Concordo com Alastor. Temos que tomar cuidado e apagar os vestígios.

Enviado por: Samyaza - sexta-feira, 7 de outubro de 2011 13:56:36
BALTAZAR, ALASTOR:



Garruk se levanta arrumando as coisas e com cara de despreocupado diz:

"Espero que eles não vejam nossa fogueira e se alguém ver, que pensem que sejam vestigio da destruição da noite anterior.
Podem ir terminando de comer enquanto arrumo as coisas. Alastor, a partir de agora vc é nosso guia."



ALASTOR:

A trilha segue o tempo todo paralela à estrada principal, porém, sempre mais acima da estrada principal o que dificulta as chances de uma patrulha os observarem, portanto, deverá ser uma viagem relativamente tranquila, salvo, se alguam coisa for feita que possa chamar a atenção das criaturas.

Enviado por: Baltazar - sexta-feira, 7 de outubro de 2011 14:22:21
-Ok, vou arrumar.
Baltazar vai ajudar Alastor a arrumar as coisas para partirem.

Enviado por: Leonardo - sexta-feira, 7 de outubro de 2011 14:34:18
Termino de comer e olho o mapa:
Vamos por aqui, essa trilha parece ser tranquila, mas vamos tentar fazer o mínimo de barulho possível pra não chamar atenção indevida, portanto vamos falar o minimo possível e baixo durante o trajeto.

Me levanto se sigo viagem.

Enviado por: Samyaza - sexta-feira, 7 de outubro de 2011 16:43:59
Alastor, role 1d20 por favor

Enviado por: Leonardo - sexta-feira, 7 de outubro de 2011 23:29:29
[1d20]

(dados)

Enviado por: Samyaza - segunda-feira, 10 de outubro de 2011 12:37:38
TODOS:


Vc´s iniciam a caminhada com uma manhã quente, logo após o café. Após caminhar por uma trilha cheia de pedras durante quase 6 horas, vc´s se deparam com um barranco, uma cratera se formou entre dois lados da trilha, uma árvore grande e ressecada está bem próxima da beirada da cratera, suas raízes ressecadas se expõem fragilmente sobre o solo.

Pelo mapa, essa cratera não deveria existir.

Enviado por: Leonardo - segunda-feira, 10 de outubro de 2011 16:41:48
Qual a profundidade da cratera??

Como esse arvora está com parte da raiz de fora, ela é fácil ser derrubada??

Enviado por: Samyaza - segunda-feira, 10 de outubro de 2011 18:23:16
ALASTOR:

Olhando pela beirada da cratera vc estima uns 12 metros, a árvore pode sim ser derrubada com um uso de determinada força, ela é alta o suficiente, para, se derrubada, ser usada como ponte.

Enviado por: Baltazar - segunda-feira, 10 de outubro de 2011 18:33:50
-Caraca, tenso...
Diz Baltazar.

Enviado por: Leonardo - segunda-feira, 10 de outubro de 2011 23:46:26
Pois é, parece que eu vou ter que me encarregar da nossa travessia, mas fara um alarde dos diabos!!! Oque acha de eu empurrar essa arvore até ela despencar pra podermos passar, mas devo precisar da ajuda de vcs???

Enviado por: Baltazar - terça-feira, 11 de outubro de 2011 18:16:53
- Vamos, vamos ter que ajudar caso queiramos passar.
Baltazar se moveu para perto de Alastor.

Enviado por: Leonardo - terça-feira, 11 de outubro de 2011 19:46:54
Vamos Garruk, vou precisar também da sua força do povo da pedra.

Encosto as costas no tronco da arvore e faço força pra traz com as pernas.

(se precisar de algum teste só avisar)

Enviado por: Baltazar - terça-feira, 11 de outubro de 2011 20:47:27
O jovem vai ajudar Alastor, fazendo o máximo de força possível.

Enviado por: Samyaza - quinta-feira, 13 de outubro de 2011 10:54:25
ALASTOR, BALTAZAR:


Enquanto vc´s começam a empurrar a árvore, Garruk reclamando questiona:

"Ei Balt, suas mãos mágicas não teriam algo para arrancar essa árvore daí???"

Enquanto encerrava a frase ele se posiociona para ajudá-las a empurrar, com o esforço de vc´s três a árvore cai formando a ponte, só resta agora atravessar.


Rolem 1d20 cada um. [1d20]

Enviado por: Leonardo - quinta-feira, 13 de outubro de 2011 12:51:32
[1d20]

Enviado por: Baltazar - quinta-feira, 13 de outubro de 2011 13:49:09
-Eu poderia utilizar alguma magia, acho, mas também acho que é melhor guardar um pouco da minha energia caso precise usa-la.
Disse ele.
[1d20]

Enviado por: Samyaza - sexta-feira, 14 de outubro de 2011 11:05:24
TODOS:

Com relativa dificuldade vc´s atravessam a ponte improvisada e podem proseguir viagem.
Caso nenhum de v´c´s vá realizar alguma ação eu vou prosseguir.

Enviado por: Leonardo - sexta-feira, 14 de outubro de 2011 12:51:35
(Pode continuar.)

Enviado por: Baltazar - sexta-feira, 14 de outubro de 2011 14:09:35
(Pode continuar)

Enviado por: Samyaza - segunda-feira, 17 de outubro de 2011 13:23:42
ALASTOR, BALTAZAR e GARRUK:

Na manhã do segundo dia vc´s avistam a cidade de Fontenova, livres da ameaça das criaturas homens-jacaré, vc´s anseiam pelo conforto de um banho, uma boa cama, comida e vinho. Resta agora encontrar Seimar Adraim na cidade.

Enviado por: Samyaza - segunda-feira, 17 de outubro de 2011 13:29:58
ALASTOR, BALTAZAR e GARRUK:

Na manhã do segundo dia vc´s avistam a cidade de Fontenova, livres da ameaça das criaturas homens-jacaré, vc´s anseiam pelo conforto de um banho, uma boa cama, comida e vinho. Resta agora encontrar Seimar Adraim na cidade.

Enviado por: Leonardo - segunda-feira, 17 de outubro de 2011 13:50:36
Digo exausto:

Até que enfim chegamos!!! Preciso achar um curandeiro pra cuidar do meu braço e achar um armeiro que me venda um martelo, vamos nos informar em uma taverna, a primeira rodada é por minha conta.

Enviado por: Baltazar - segunda-feira, 17 de outubro de 2011 18:15:50
Olhou para frente, vendo a cidade.
- Ótimo!
Exclamou animado.
- É, seria ótima uma boa cerveja neste momento.
Disse ele seguindo Alastor.

Enviado por: Samyaza - terça-feira, 18 de outubro de 2011 13:08:01
ALASTOR, BALTAZAR:

O felipe (jogador do Garruk ainda na época do RRPG) fez seu cadastro no forum e entrou em contato cmg, já atualizei a ficha e o avatar dele, bem como liberei o acesso dele ao forum, portanto, fica a critério de vc´s, se querem que eu prossiga controlando o personagem dele até que ele apareça ou se vc´s preferem aguardá-lo. Assim que obtiver uma resposta de vc´s eu dou continuidade.

Enviado por: Baltazar - terça-feira, 18 de outubro de 2011 13:24:05
Bem... ele vai demorar pra aparecer por aqui?

Enviado por: Samyaza - terça-feira, 18 de outubro de 2011 13:44:59
Essa é uma questão que eu não sei lhe responder, ele me mandou um e-mail dia 15, ontem eu liberei o acesso dele e mandei um e-mail avisando-o hoje, mas, dia 15 foi o primeiro contato que ele fez desde a útlima vez que jogamos, se não estou enganado.

Enviado por: Baltazar - terça-feira, 18 de outubro de 2011 15:21:16
Hm...

Enviado por: Leonardo - terça-feira, 18 de outubro de 2011 17:41:15
Continua, quando ele aparecer continua de onde você parou.

Enviado por: Samyaza - terça-feira, 18 de outubro de 2011 17:58:38
GARRUK, ALASTOR E BALTAZAR:

Em pouco tempo vc´s chegam à cidade, e estão livres para decidir o que fazerem.

Enviado por: Baltazar - terça-feira, 18 de outubro de 2011 18:59:48
- O que faremos?

Enviado por: Leonardo - terça-feira, 18 de outubro de 2011 19:25:30
Vamos tomar alguma coisa na taberna, la eu me informo se tem algum curandeiro que possa dar um jeito no meu braço.

Sigo para a estalagem mais proxima, quando chego lá peço três canecos de cerveja, pra mim, Baltazar e Garruk, depois que bebo pergunto ao estalajadeiro se tem alguma casa de cura na cidade.

Enviado por: Samyaza - terça-feira, 18 de outubro de 2011 19:31:18
com um sorriso no rosto, Garruk diz:

"Finalmente uma boa idéia, nada como molhar a boca numa boa cerveja!!! VC vem conosco certo Balt?"

Enviado por: Baltazar - terça-feira, 18 de outubro de 2011 19:47:55
-Hum..
Ele olhou para Garruk.
- Claro
Falou, rindo.
avatar
Samyaza
Admin

Mensagens : 1038
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 32
Localização : Franco da Rocha / SP

Ver perfil do usuário http://vingadornegro.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum