Parte 8 - De volta a Lubliama

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Parte 8 - De volta a Lubliama

Mensagem por Samyaza em Sab 12 Out 2013, 00:13

Enviado por: bcsaulo - sexta-feira, 22 de março de 2013 21:37:31
[1d20]

Enviado por: †_Junior_† - sexta-feira, 22 de março de 2013 22:03:56
[1d20]

Enviado por: Ares - sábado, 23 de março de 2013 02:35:05
Fica enojado quanto ouso sobre os atos cometidos na prisão de Lutrucia e penso comigo mesmo quanto ouso sobre Xartas Krum.
"Por Cambu, até os verrogaris parecem sentir nojo deste homem."

Enviado por: bcsaulo - sábado, 23 de março de 2013 10:31:32
Logo que os ataques começam seguro com força nas redeas dos cavalos. Primeiro falo baixo:

- Se apresse Sam!

Depois Grito:

- DÊEM UMA ARMA PARA QUE EU POSSA LUTAR, DO CONTRÁRIO TODOS NÓS MORREMOS AQUI.

Enviado por: †_Junior_† - sábado, 23 de março de 2013 16:08:04
Me assusto inicialmente com a morte repentina de alguns soldados, até penso em comemorar o fato, mas depois me lembro que são elfos sombrios, e assim como os soldados, eu e Connor seríamos os próximos. Recomeço a forçar as cordas no intuito de me livrar delas.

Enviado por: Vercenorax - sábado, 23 de março de 2013 17:28:17
Olho para Vardem e digo:
Liderar também é seguir Vardem, líderes também são pessoas e também têm o direito de errar, apesar de muitos erros maculam sua imagem. Um passo de cada vez.

Depois comento com Jered:
Não precisa me dizer mais nada, já adquiri repulsa somente por estas palavras.

Pego uma maçã e começo a comê-la, num relapso me lembro de algo urgente que tenho a falar, engulo e digo:
Quando chegarmos ao encontro de Náin quero o direito de falar com ele primeiro antes que qualquer ação seja tomada.

Enviado por: Aurhus - segunda-feira, 25 de março de 2013 22:59:29
Pelo que eu entendi Vardem tem uma carta falsificada com a assinatura falsa do rei, coisa que não é dificil de comprovar, que permite a passagem das tropas verrogaris pelo seu território Nain,para depois atacar Dantsen.Mas pense comigo: se Verrogar conquistar Dantsen eles terão uma vantagem tatica enorme sobre Lubliana pois poderão atacar por dois lados, Entende?

Enviado por: Samyaza - terça-feira, 2 de abril de 2013 22:41:28
próximo ataque dos elfos sombrios:

Enviado por: Samyaza - terça-feira, 2 de abril de 2013 22:42:29
Verificação do crítico:
[1d20]

Enviado por: Samyaza - terça-feira, 2 de abril de 2013 23:40:10
CONNOR E SAM:
Citação:
Off: teste de RM de Connor: Força de ataque 5 Força de defesa 4, cruzando a tabela teria que tirar 12 ou mais, tirou 5, falha.
Teste de RM de Sam: Força de ataque 5 Força de defesa 3, cruzando a tabela teria que tirar 13 ou mais, tirou 16, sucesso.


Citação:
Sistema de ataque dos sombrios arqueiros usando a técnica flechada dupla: L13-1=12, tiraram 20 (sucesso crítico, verificação caiu 2, 50% de dano e -6 de ajuste até que a flecha seja retirada),14 (vermelho, 75% de dano) ,9 (laranja 50%),4 (amarelo 25%),2 (branco, falha),3 (branco, falha).


Ildor, Jubelus e os outros 2 soldados tentam se afastar da linha de disparo dos elfos sombrios e recuam com seus cavalos, mesmo assim um dos soldados é atingido por uma flecha e cai morto. Os outros param bruscamente seus cavalos gritando assustados. Apenas Connor sabe o motivo, a frente de vc´s um demônio de 5m se materializa fazendo com que os verrogaris fiquem encurralados.

Sam, vc vê os verrogaris fugindo mas não compreende o motivo deles pararem bruscamente,vc não vê o demônio e começa a considerar esta a oportunidade ideal para fugir já que um assustado Connor não está lhe dando ordens no momento.

FIRIOM:
Um anão desce as escadas apressadamente com um molho de chaves e abre as grades, Náin o segura pelo braço enquanto diz ao anão:
Prepare um cavalo e provisões, ele partirá imediatamente.
O anão parte imediatamente.

Ele o conduz até a saída da cela enquanto fala:
Vou atrasar os verrogaris o máximo possível, vc precisa avisar a Norne sobre o que me contou e peça a meu tio, Archibald, que envie um corvo para avisar seus amigos, mesmo que a carta seja falsa, Vardem deve ter mandado alguém até a capital para garantir que seus amigos não cheguem lá. Vc precisará de mais alguma coisa?

GLOIN E DERIN:
Enquanto aguardam, Jered e Vardem conversam. Jered diz:
Vc´s devem considerar-me apenas um general com visão expansionista mas isso não é uma verdade completa. O mundo em que vivemos está jogado num caos completo e isso já aconteceu em outro momento de nossa história, no caos, o mal imperava e apenas a unificação pôs fim a isto. Hoje, caminhamos na mesma direção, um novo caos surge, os ideais de liberdade e autonomia dos outros países está corrompido e separados nos tornamos fracos. Faz-se necessário uma liderança forte o suficiente para guiar-nos a um destino melhor do que o que está por vir. Infelizmente, os reis e rainhas não parecem dispostos a compreender a questão e consideram tudo como uma ameaça a seu trono, dividem-se e escondem-se em seus reinos, voltados aos interesses pequenos e fúteis que afligem a sua população e se esquecem que acima de tudo vivemos no mesmo mundo e precisamos além dessas pequenas coisas e nos unirmos contra ameaças maiores.

Enviado por: †_Junior_† - quarta-feira, 3 de abril de 2013 06:52:27
[Esta é a minha deixa!]

Termino de me livrar das cordas, mas antes de fugir, também deixo Connor livre das dele. Desço do cavalo e grito para Connor antes de começar a correr:

Fuja, essa é a oportunidade!

E corro na direção do forte onde está Náin, confiando no meu tamanho e na minha agilidade para passar despercebido.

Enviado por: bcsaulo - quarta-feira, 3 de abril de 2013 10:19:21
Após estar solto seguro pelas do cavalo, enquanto digo a Sam:

- Por ai não pequenino louco, não está vendo o dêmonio? - Dizia apontando para a criatura.


Enviado por: †_Junior_† - quarta-feira, 3 de abril de 2013 13:20:01
Grito de volta para Connor:

Que demônio Connor, o senhor está louco?! Fuja depressa antes que não haja mais tempo para isso!

Enviado por: bcsaulo - quarta-feira, 3 de abril de 2013 14:17:55
Olhava novamente na direção do dêmonio:

- Por que desceu do cavalo, não ta vendo que a corrente ainda te prende a ele!? - Galopa na direção de Sam e tenta pegá-lo pelo meio e colocar no lombo do cavalo, em seguida segue na direção da torre de vigia.

Enviado por: bcsaulo - quarta-feira, 3 de abril de 2013 14:29:47
dado de RM

[1d20]

Enviado por: bcsaulo - quarta-feira, 3 de abril de 2013 14:31:37
Dado de RM

[1d20]

Enviado por: Vercenorax - quarta-feira, 3 de abril de 2013 15:27:42
Ao término do comentário de Jered digo:
Fala da Guerra da Seita quando se refere a momento de caos Jered? Eles foram desmembrados, mas estão se juntando novamente fato, mas tomar tudo e manter o "Império" não é a solução. Enviados e côsules seria uma estratégia interessante e digo eu a eleição de representantes algo a ser considerado.

Enviado por: Ares - quarta-feira, 3 de abril de 2013 16:31:27
Após ouvir o Jered falar, começo a me perguntar por que a reação negativa ao pedir a ajuda dos deuses em minha decisão.
-Entrar em guerra com todo o resto de Tagmar só desgastaria todos os exércitos do reino, qualquer inimigo que atacasse, atacaria um local muito mais dividido que atualmente e marcado pela guerra. Mesmo que se conseguisse a união, seria uma união entre soldados cansados pela guerra e com intensas rivalidades entre eles.

Enviado por: Aurhus - quarta-feira, 3 de abril de 2013 23:43:12
Olho para Nain e digo:
Somente uma coisa:esteja vivo e disposto para a luta quando eu voltar!

Enviado por: Samyaza - sexta-feira, 5 de abril de 2013 20:21:03
FIRIOM:
Náin sorri com suas palavras, dá um tapa no lombo do cavalo e grita:
QUE PAROM O PROTEJA!!!!

Vc se afasta do forte com o som de trombetas tocando e imagina que Náin provavelmente reunirá seus comandados para avisá-los das mudanças de planos.


GLOIN E DERIN:
Jered balança a cabeça em sinal negativo enquanto vc´s falam, assim que terminam ele volta a falar:
Já esteve em alguma guerra anão? Quando o combate é iminente alianças são facilmente esquecidas, além disso, vc confia plenamente no corte de um rei? Imagine lidar com pragas mentirosas como Vardem em cada reino? Venderiam metade do mundo pelos seus próprios interesses ou se consumiriam em disputas palacianas, aliás, isso já ocorre e vem nos enfraquecendo gradativamente.

Vardem cora ao ouvir Jered, mas mantém-se em silêncio o tempo todo. Nitidamente contrário ao pensamento de seu anfitrião, ele controla-se para não refutar seus argumentos.

CONNOR E SAM:
Sam, vc corre para a mata se beneficiando do tamanho pequeno e da distração do combate, enquanto corre vc escuta sussurros de uma voz feminina vindo de algum lugar.

Connor, enquanto conversava com o Sam o demônio começa desmaterializar perante seus olhos o mesmo efeito não é percebido nos outros e eles se vêem cercados. Os elfos parecem tê-lo ignorado e avançam com os arcos preparados na direção dos verrogaris. Uma voz feminina, vinda do nada começa a falar:
Cumprimos nossa parte humano, onde estão as anotações? Onde está aquele que vc´s chamam de cobra?

OFF: uma dica a vc´s (Sam e Connor) é um momento decisivo, uma escolha errada, coloca vc´s em problemas novamente, então pensem com cuidado.


Enviado por: Vercenorax - sábado, 6 de abril de 2013 14:05:43
Prosseguindo meu debate com Jered:
Quantos anos tem Jered? De fato nunca lutei em nenhuma guerra, mas nós anões temos a batalha no sangue. Alianças podem ser esquecidas entre vocês homens, de anos curtos e lutas rápidas, mas nós anões matemos nossa palavra. Intrigas, sim toda corte possui a sua, até mesmo entre os anões, somos como vocês, pelo que eu digo faz-se parecer que há perfeição, nunca houve isto, mas nos nossos problemas temos a capacidade de não envolver outras raças, até preferimos assim, evita palpites indesejados, mas devemos confiar nas pessoas pelo menos em alguns caso. E caso não seja assim é como meu avô me ensinou: "Mantenha os amigos defendendo suas costas e um inimigo onde um machado alcance!"

Enviado por: †_Junior_† - sábado, 6 de abril de 2013 14:18:01
Ao escutar os sussurros, paro de andar e olho para Connor com uma expressão de dúvida. Falo:

Mas que voz é essa?

Enviado por: bcsaulo - sábado, 6 de abril de 2013 23:33:04
Após o dêmonio se desfazer na minha frente, chicoteio o cavalo com as redeas e sigo na direção da torre de vigia, no caminho se possível pego o pequenino e jogo-o no lombo do cavalo.

Enviado por: Aurhus - segunda-feira, 8 de abril de 2013 21:36:30
Subo no cavalo e parto a toda velocidade que o animal tem para oferecer,

Enviado por: Samyaza - quarta-feira, 10 de abril de 2013 17:46:23
CONNOR E SAM:
OFf: Sam não passou no teste para afrouxar o nó, considerarei que vc´s foram a pé.

Vc´s correm durante um bom tempo até se sentirem seguros, mais alguns minutos de caminhada e chegarão até o pequeno forte onde está Náin.

DERIN E GLÓIN:
Jered, começando a ficar irritado diz:
Vc não fala uma coisa nem outra Glóin, afinal, ora diz que não são iguais aos humanos, ora diz que não. Diz que devem confiar uns nos outros e em seguida diz que entre os seus tbm há intriga, ora, se confiam sabendo disso, só posso começar a achar que vc´s são ingênuos! O que sei de anões é que sua palavra só é firme como pedra, quando se trata de outros anões, isso se a questão não envolver ouro, conheço-os mais pela ganância do que pela fidalidade.

Vardem pousa a mão no ombro de Glóin, de forma suave, enquanto Jered grita:
Chega! Já estão demorando demais, onde estão Ildor e Jubelus??

Jered se levanta e sai da tenda muito irritado.


FIRIOM:
OFF: peço a gentileza de aguardar um pouco a resolução de outros grupos ok?

Enviado por: bcsaulo - quarta-feira, 10 de abril de 2013 18:58:53
Enquanto caminhamos, comento com Sam:

- Já estamos próximos ao forte! Não diga nada sobre estarmos com Jered e Vardem. Diga que você se perdeu de Glóin na confusão e em seguida nos encontramos. Não pretendo voltar ao acampamento verrogari.

Enviado por: Aurhus - quarta-feira, 10 de abril de 2013 21:28:56
ok

Enviado por: †_Junior_† - quarta-feira, 10 de abril de 2013 22:44:32
Concordo com a cabeça para Connor, mas falo:

Mas o que acontecerá com os outros?

Enviado por: Vercenorax - quinta-feira, 11 de abril de 2013 09:37:15
Penso com um leve sorriso nos lábios:
[Confundir e contradizer são boas opções para se deixar o inimigo irritado e inseguro, isso vai facilitar meus planos.]

Quando Jered saia e nos deixa a sós na tenda eu digo em voz baixa:
Escute Vardem, se eles não retornarem teremos de dar um jeito de sair daqui, desarmados somos tanto quanto você. Quando nos encontrarmos com Náin eu devo falar com ele primeiro. Oh sim, agora que Jered saiu pode me contar, o que houve com meu machado se é que sabe onde le está?

Enviado por: Ares - quinta-feira, 11 de abril de 2013 13:30:44
Depois de um bom tempo sentado na tenda de Jered, levanto e começo a me movimentar um pouco, sem ter ideia do que fazer pra sair deste lugar.

Enviado por: bcsaulo - quinta-feira, 11 de abril de 2013 13:57:57
Respondo a Sam:

- Eles tem objetivos diferentes dos nossos. Eu cresci em Lubliama, devo fazer o que um bom filho faria pela mãe! Glóin não quer saber se um anão vai perder a cabeça, se ele tiver nas mãos o machado da família dele. Quanto a Derin... Bom, acho que ele está onde ele quer.

Enviado por: Samyaza - terça-feira, 16 de abril de 2013 17:32:01
CONNOR E SAM:
Em menos de 20 minutos vc´s se aproximam do forte. Há muita movimentação ao redor, o número de guardas na torres e passadiços é bem maior. Perto do portão alguns anões e poucos humanos estão arrastando carroças carregadas com barris.

Com o portão aberto é possível notar que soldados, anões e humanos, se movimentam apressadamente, a maioria está vestida com armaduras pesadas e portando armas.

Vc´s estão entre algumas árvores e ainda não foram vistos.


GLOIN E DERIN:
Vardem caminha nervoso pela tenda, levando a mão fechada a boca ele morde um do dedos compulsivamente, ele responde a Glóin:
Sair daqui? Sair daqui Glóin? Se eles não voltarem com a adaga vc acha que ficaremos vivos? Vc quer ir para a Lutrúcia? Quer ser violentado por um cavalo como Jered citou? Sem a adaga os verrogaris não terão porque poupar Lubliama, minha cidade cairá e com ela meus planos. Olha só o que vc´s fizeram, eu lhes pergunto, o que conseguiram com isso?

As palavras de Vardem ressoam na cabeça de Derin como um alerta, enquanto Vardem falava vc começa a fazer alguns cálculos e descobre que já havia dado tempo deles terem voltado. Alguma coisa aconteceu e vc começa a perceber que ficar ali não vai trazer bons resultados.

Enviado por: Ares - terça-feira, 16 de abril de 2013 22:58:00
Falo para os dois.
-Precisamos sair daqui, os dois provavelmente não voltaram e ficar aqui será nossa morte.
Pergunto ao Vardem.
-Sabe de alguma floresta na região? Um lugar aonde podemos despistar os verrogaris?

Enviado por: bcsaulo - quarta-feira, 17 de abril de 2013 08:46:50
Pouso a mão nas costas de Sam e comento:

- É a nossa deixa! Vamos... - Saía do esconderijo com passos apressados, na direção do Forte.

- Aqui, precisamos de ajuda...

Enviado por: Vercenorax - quarta-feira, 17 de abril de 2013 10:29:43
Balanço a cabeça negativamente resmungando:
Humanos.

Olho para os dois e digo em voz baixa:
Vamos sair daqui. Entraremos na floresta por onde viemos e de lá daremos um jeito. Vigie a entrada Derin.

pego algo cortante ou perfurante que haja por perto e faço um furo de não mais que 5 cm de diâmetro na lado oposto a entrada e dou uma olhada pelo lado de fora.


Enviado por: †_Junior_† - quarta-feira, 17 de abril de 2013 12:22:27
Concordo a cabeça com Connor e chamo os guardas também:

Ei, precisamos de ajuda!

Enviado por: Samyaza - quarta-feira, 17 de abril de 2013 15:52:03
DERIN E GLOIN:
Vardem começa a tossir compulsivamente e tentando se controlar diz, entre uma tosse e outra:

Eu...cof cof não vou cof cof cof...a lugar nenhum! COF COF COF, se nos pegarem cof... estaremos cof... cof... mortos e cof cof.. não vejo como sair daqui COF COF COF

Ao olhar pelo buraco Glóin nota que há pouco movimento no acampamento, apenas algumas fogueiras acesas e e alguns soldados ao redor delas se aquecendo.

Vardem se aproxima da mesa com comida de Jered, pega um pano e começa a colocar algumas frutas e pães ali dentro, em seguida ele o enrola numa espécie de "saco", pega um cantil e entrega ambos a Derin:

Cof Cof... tome, se vão fugir é bom que levem comida consigo, eu não irei, não mesmo, a única forma de salvar nossas vidas cof cof... é entregando a adaga aos verrogaris e consertando a burrada que seus amigos fizeram...


Glóin, faça uma rolagem de 1d20
Derin, role 2d20


CONNOR E SAM:
Seus gritos assustam os anões, mas logo eles percebem não se tratar de verrogaris e correm para acudi-los. Um dos anões, com um martelo na cintura se aproxima, suas barbas são brancas e o pouco do cabelo que ainda possui é grisalho, ele diz com uma voz rouca:

Eu os conheço! Foram vc´s que invadiram as minas de Lubliama! Por Parom o que estão fazendo aqui?!

Enviado por: Vercenorax - quarta-feira, 17 de abril de 2013 17:03:52
Olho para Vardem e digo:
Dê seu jeito raposa, e conseguirá ver mais alguns nascer do Sol. Sua dívida ainda não foi paga, mas é chegada a hora de partir.

Pego o saco de comida, o cantil e digo a Derin:
Vamos.

Dado solicitado.
[1d20]

Enviado por: Ares - quarta-feira, 17 de abril de 2013 17:34:56

Enviado por: bcsaulo - quarta-feira, 17 de abril de 2013 18:57:54
- Estamos fugindo dos elfos sombrios! Quem está na liderança do fortim? Temos mensagens de seu interesse...

Enviado por: †_Junior_† - quarta-feira, 17 de abril de 2013 20:11:38
Concordo afirmando com cabeça pelas palavras de Connor.

Enviado por: Samyaza - quinta-feira, 18 de abril de 2013 15:43:53
GLÓIN E DERIN:
OFF: preciso que digam por onde e como vão sair

Assim que Glóin toma das mãos de Derin o saco com comidas e o cantil vc´s escutam gritos do lado de fora da tenda, apenas Derin reconhece a voz de Jered:
Desgraçados! Vardem vai pagar por isso! Traidores, fizeram com que meus homens caíssem numa armadilha! Vamos para a tenda, ou eles explicam o ocorrido terão as cabeças arrancadas.

Ao perceber a voz, Vardem grita, só agora vc´s percebem que ao pegar o saco de comidas ele pegou também uma faca com a qual fez um corte no próprio braço, após gritar de dor ele começa a esbravejar para fora da tenda, enquanto olha para vc´s piscando e gesticulando com a outra mão como se quisesse que vc´s saíssem:
Socorro! Socorro! Jered! Eles estão escapando, atacaram-me!


CONNOR E SAM:
O anão imediatamente grita aos outros:
Chamem Náin, avisem-no que seus amigos estão aqui!

Os outros soldados rapidamente vem acudi-los e em pouco tempo vc´s são levados para dentro do fortim e conduzidos até uma sala com uma enorme mesa retangular, sobre a mesa há um pouco de comida, um cantil com água e um mapa com alguns objetos como facas e lanternas impedindo que se enrole, Náin está com outros 2 anões. Assim que vc´s chegam ele dispensa os anões pedindo que um deles tranque a porta, ele então encosta-se na mesa e diz:
Não achei que os veria novamente tão cedo, quase não acreditei quando me contaram, poderiam explicar o que está acontecendo?

Apontando para Sam ele diz:
Vc era prisioneiro de Vardem, como escapou?

Olhando para Connor ele diz:
E vc, não deveria conduzir a elfa até Sensera? Como veio parar aqui? Perdeu-a no caminho?

Enviado por: bcsaulo - quinta-feira, 18 de abril de 2013 21:11:38
Enquanto entramos no fortim tento estimar quantos homens estão no lugar. Logo que chego a sala dou uma olhadela no mapa e em seguida respondo:

- Bom, a história é longa. Deixemos como eu vim parar aqui para um momento mais oportuno. Porque estão agitados? Vão a algum lugar?

Enviado por: †_Junior_† - sexta-feira, 19 de abril de 2013 07:38:49
Feliz por estar em segurança agora, olho para Nain, sorrio e respondo:

Eu e Gloin tivemos ajuda de um amigo do mestre Gloin que permitiu nossa fuga das mãos de Vardem. Outras coisas aconteceram nesse meio-tempo, mas é uma grande história. O que esta acontecendo mestre Nain?


Enviado por: Vercenorax - sexta-feira, 19 de abril de 2013 09:22:33
Irei terminar de rasgar o buraco na tenda e passar por ele, quando estivermos fora seguirei pelas sombras aproveitando de meu tamanho e da pouca movimentação de soldados, evitando passar próximo de fogueiras e sair o mais rápido para a floresta. Após isso seguirei para o forte onde está Náin.

Aceno com a cabeça para Derin, um sinal para irmos.

Enviado por: Ares - sexta-feira, 19 de abril de 2013 16:40:16
Sigo Gloin para sair do local pelo buraco na tenda(imagino que tenha que rasgar um pouco mais) e começo a correr para fora do acampamento, procurando passar longe dos soldados e principalmente achar algum cavalo que eu possa usar para sair mais rapidamente do local.

Enviado por: Samyaza - segunda-feira, 1 de julho de 2013 00:24:17
CONNOR E SAM:
Off: vou ficar devendo a informação da quantidade de homens agora, ainda não reli todo o PBF, mas são poucos.

Náin olha para Connor com um ar de repreensão, nitidamente parece que seu deboche o incomoda:
Um dos seus amigos saiu daqui não tem muito tempo, ele nos avisou de que Jered atacará Lubliama. Seu amigo foi avisar a cidade, pedir que se preparem para a invasão, eu estou preparando defesas que atrasem as tropas dando tempo de Lubliama para defender-se.

Náin desvia o olhar para vc Sam:
Parece que esse seu estranho amigo tem feito muitas coisas boas, libertou vc´s e nos avisou do ataque. Onde está meu padrinho? E os outros, para onde foram?

GLÓIN E DERIN:
Por enquanto preciso de um teste de Ações Furtivas de cada um de vc´s, por favor, junto com o dado informem o total que vc´s possuem na Habilidade também.

FIRIOM:
Por favor, peço que aguarde mais alguns posts ok?


Enviado por: †_Junior_† - segunda-feira, 1 de julho de 2013 11:08:32
Digo para Nain:

Eles estão no acampamento Verrogari, apenas eu e Connor conseguimos sair sem que desconfiassem de nós. Mas acho que Gloin e Derin tentarão fugir, depois que Jered perceber que não voltamos. Deveríamos tentar resgatá-los!





Enviado por: Vercenorax - segunda-feira, 1 de julho de 2013 13:41:37
Não tenho ações furtivas. A coisa fedeu.

Enviado por: bcsaulo - segunda-feira, 1 de julho de 2013 15:33:14
Retribuo o olhar de Náin, por alguns instantes, enquanto escutava as palavras dele - Jered atacará Lubliama? Não sei de onde tirou isso? - "Há não ser que ele veja o futuro, não haveria como ele saber" - Antes que pudesse falar, outra coisa as palavras de Sam foram como uma faca, se mantinha em silêncio.

Enviado por: Ares - segunda-feira, 1 de julho de 2013 16:26:53
6
[1d20]

Enviado por: Aurhus - segunda-feira, 1 de julho de 2013 19:29:26
ok!

Enviado por: Samyaza - segunda-feira, 1 de julho de 2013 19:59:56
GLÓIN E SAM:
Náin, estupefato diz:

Vc´s fugiram e deixaram seus amigos para trás? Deixaram meu padrinho e seu amigo com um comandante verrogari? O que vocês acham que vai acontecer com eles?

Recuperando-se ele diz mais calmo:
Há quanto tempo vc´s fugiram? E o que desejam? Devem estar com fome e cansados, não posso perder muito tempo então peço que sejam breves mas precisos no que vão me dizer, se vc´s estiveram no acampamento sabem quantos são, que armas usam, qualquer informação pode ser útil.

DERIN E GLOIN:
Glóin, role 1d20 e informe o valor da sua agilidade por favor.

Enviado por: Vercenorax - segunda-feira, 1 de julho de 2013 21:20:12
Agilidade 2.
[1d20]

Enviado por: †_Junior_† - segunda-feira, 1 de julho de 2013 21:43:09
Respondo um pouco apreensivo para Nain:

Não foi uma decisão deixá-los para trás, apenas as circunstancias levaram a isso. Não havia como todos nós fugirmos juntos, aconteceu que eu e o mestre Connor conseguimos escapar. E estamos aqui para pedir sua ajuda mestre Nain!

Paro um pouco para pensar sobre as armas e quantidade de homens e digo:

Acho que haviam uns 30 soldados. Eles pareciam bem armados pelo que lembro...


Enviado por: bcsaulo - terça-feira, 2 de julho de 2013 00:09:17
Após alguns segundos calado apenas ouvindo Náin e Sam conversando, solto - Porque não morde a língua Sam?! - Caminhava passando por Náin, dizendo - Sim estamos cansados e famintos! - Verifico se há algum dos odre ou moringa ao alcance - O que ele quer dizer é que Glóin e Derin, escolheram ficar lá! Glóin descobriu o paradeiro do machado de sua família, Jered sabia onde estava. Enquanto ao rastreador ele estava atrás do assassino de seu mestre! Os dois escolheram ficar... Alguém pode me trazer água, vinho, frutas, pãos alguma coisa pra comer e beber? - Se aproximava de Náin, estava irritado pelo jeito de como ele "endeusava" Glóin, mal sabia ele que aquele que chamava de padrinho não passava de um comedor de pedra egoísta- Há pelo menos uma centena de homens com Jered, mais se eu fosse você marchava de volta para Lubliama e reforçava a fronteira, digamos que laços entre Jered e os sombrios se estreitaram, e isso acarretará numa possível retirada dos soldados verrogaris. A propósito, sabemos do paradeiro de Jacus, mais não há como recuperá-lo, sem ajuda - Olhava para Sam e comentava - Dois coelhos com uma cajadada só! kkkkk

Enviado por: Samyaza - quarta-feira, 3 de julho de 2013 00:19:33
SAM E CONNOR:
Náin lhes oferece a comida e água que estão sobre a mesa e ouve atento o relato de vc´s. Quando Connor fala de Glóin, Náin demonstra insatisfação e responde em seguida:

Não me admira a atitude do humano mas, está tentando me convencer que meu padrinho traiu a mim e a meu pai, traiu toda a sua raça por causa do machado?

Contendo-se Náin se aproxima de um janela e olhando para o lado de fora enquanto apoia as mãos contra a parede continua a falar sem olhar para vc´s:

Uma centena? Como assim os laços com os sombrios se estreitaram? Vardem tbm está por traz disso? Preciso pensar sobre regressar a Lubliama, pode ser arriscado e se Vardem voltar para a cidade vivo condenará a mim e aos outros soldados a morte por termos desacatado suas ordens de ficar e defender o fortim.

Virando-se para vc´s e cruzando os braços ele questiona:
E os seus amigos? Aqueles que iriam para a capital, sabe deles? Será que eles já chegaram?

GLÓIN E DERIN:
Citação:
Sistema: Teste de Ações Furtivas, Dificuldade Dificil, Glóin (coluna -7+2=-5, tirou 10, branco, falha) Derin (coluna 6, tirou 8, amarelo, falha)


Ao sair da cabana vc´s percebem muitos soldados preparados para se recolher e começaram a achar que seria fácil a fuga, porém um dos cães parecem ter sentido o cheiro de vc´s e começou a latir atraindo a atenção dos soldados.

Enquanto isso vc´s escutam Jered gritar, avisando a todos sobre a fuga de vc´s. Vc´s percebem tochas sendo acesas e os soldados enraivecidos começam a se espalhar, vc´s estão tentando se ocultar atrás de uma carroça mas o maldito cachorro alguns metros a frente não pára de latir.

Enviado por: bcsaulo - quarta-feira, 3 de julho de 2013 12:28:35
Tomava tranquilamente a água do odre oferecido por Náin, escutando seu comentário e logo que ele fala sobre Glóin, quase me engasgo com a água tossindo e cuspindo pra todos os lados, após me recuperar limpo a boca com o antebraço e digo - Quer saber mesmo como aconteceu a história?! Pois eu te digo... Eu e Derin, iríamos com o outro grupo para capital, mais me desentendi com o sacerdote então resolvi desistir disso tudo e seguir para Seviala. Mais o destino me colocou cara a cara com Vardem novamente! Encontramos um grupo de guardas a serviço de Vardem, eles caçavam Glóin e Sam, ao que parece haviam fugido. Eram 10 deles, foi difícil derrotá-los, mas conseguimos. Eles nos deram uma pista do paradeiro de Vardem. Vimos seu grupo acampado numa clareira. Eram pelo menos 20, ainda eram muitos apenas para mim e o ranger, então resolvemos esperar. Pudemos ouvir quando ele separou o grupo, diziam que haviam achado os rastros de Glóin e Sam, 10 deles seguiram atrás dos dois, enquanto Vardem falou sobre uma encomenda que deveria ser entregue a Jerede. Eu estava novamente entre a cruz e a espada. Entre matar Vardem, resolvi salvar Glóin e Sam. Por Blator, Derin é um rastreador experiente e conseguimos achá-los a tempo e assim derrotamos o segundo grupo de caça. Então restava Vardem, poderíamos alcança-lo se nos esforçássemos e viajássemos a noite toda sem descanso. Eu estava disposto a isso, caçar e matar Vardem e assim limpar a honra daqueles que morreram por uma causa! Mais seu padrinho tinha outros planos... ele não iria atrás de Vardem, ele tinha que continuar a busca por seu machado, mais depois que todos viram razão nas minhas palavras ele cedeu. Novamente com a ajuda de Derin, conseguimos alcançar e capturar Vardem, cortesia do capitão Revas. Nos pertences de Vardem achamos uma carta datada e assinada pelo rei Augustu Zeneri, abrindo suas fronteiras para que Verrogar pudesse passar por suas fronteiras e cercar Dantsem! Contudo a carta é falsa, um plano de Vardem pra receber o apoio de Verrogar. Achamos ainda uma adaga negra, estas seriam as entregas das quais Vardem falara. Apertamos Vardem para conseguimos mais informações, então ele nos disse seus planos. Vardem arquitetou um plano que incluía Jered, Verrogar, Marana e os Sombrios. Um poderoso metal foi encontrado nos palomares, armas seriam fabricadas e levadas aos sombrios para que pudessem encantá-las. Em troca Verrogar daria aos sombrios o controle dos palomares além de um mago chamado Irven Calard. Vardem disse Jered sabia do paradeiro do machado da família de Glóin e do assassino do mestre de Derin, logo ficou resolvido que Vardem seria solto em troca ele nos daria liberdade e ouro. Assim fomos ao encontro de Jerede. Mais antes disso tratei de esconder a carta e a adaga, caso Vardem nos traísse, bom as coisas não saíram como o esperado para nenhum dos lados. Jered enviou um grupo de soldados para nos escoltar até o esconderijo da adaga, pois o linguarudo ali tratou de levá-los até ela. Bom no caminho algo inesperado aconteceu a escolta foi atacada por flechas sombrias, eles buscavam a parte do trato que lhes cabiam, conseguimos fugir e aqui estamos - Tomo mais um pouco de água e então volto a dizer - Creio que levará mais algum tempo para que Jered traga seus homens até aqui.

Enviado por: †_Junior_† - quarta-feira, 3 de julho de 2013 15:50:13
Apenas como e bebo algo, não havia nada a acrescentar as palavras de Connor.

Enviado por: Vercenorax - quarta-feira, 3 de julho de 2013 16:08:45
Escondido atrás da carroça eu sussurro a Derin:
Maldito cachorro! O desgraçado vai nos denunciar! Temos de dar um jeito. Não tem algo de comer com você aí Derin? Para darmos pro bicho ficar quieto.

Enviado por: Ares - quinta-feira, 4 de julho de 2013 07:36:44
Olho para o cachorro e falo com a voz calma e firme, me aproximando e vagar dele.
-Quieto cachorro, silencio.
Caso ele fique quieto, faço um carinho na cabeça dele para o acalmar.
Lidar com Animais 4
[1d20]

Enviado por: Samyaza - sábado, 6 de julho de 2013 13:09:40
SAM E CONNOR:
Enquanto vc fala Náin olhava incessantemente para Sam tentando ver nos olhos do pequenino alguma indicação que desmentisse suas palavras. Decepcionado em não ver reação do pequenino ele continua a falar:
PQ acha que Jered vai demorar a atacar? Também preciso saber que função vc´s exercerão nisso tudo, se pretendem ficar e ajudar ou se vão seguir outro rumo.

DERIN E GLÓIN:
Citação:
Sistema: Dificuldade Média (laranja), coluna 4, tirou 7, branco, falha


Derin se afasta da proteção da carroça para chegar até o cachorro tentando acalmá-lo mas o cão não cede a seu trato e continua a latir. Vc´s conseguem ouvir alguns soldados gritando:

Ali! Ali! O cão está latindo!

Quando alguns homens se viram na direção do cão veem Derin tentando acalmá-lo:
Lá, eles estão ali! Venham! Venham! vamos pegá-los!

Pelo menos 7 soldados correm na direção de vocês enquanto um outro continua gritando chamando mais e mais soldados.

Enviado por: Vercenorax - sábado, 6 de julho de 2013 14:21:43
Vendo que a coisa vai feder, olho para os lados e dizendo a Derin saio correndo para a mata:
Corra Derin! Corra!

Enviado por: Ares - domingo, 7 de julho de 2013 10:19:20
Me levanto rapidamente e começo a correr(Habilidade Corrida(5) - Corrida de Fundo(Velocidade 19)) em direção a floresta, não corro na mesma direção que o Glóin.
[1d20]
"Que Cambu abençoe meus passos e que Maira me de a velocidade de uma águia"

Enviado por: Samyaza - domingo, 7 de julho de 2013 12:44:53
DERIN:
Citação:
Sistema: Habilidade Corrida na coluna 5, tirou 3, Branco, rotineiro, aumenta a VB em +0, Velocidade 19+0=19, corrida de fundo triplica (pode se mantida por 10 rodadas) 57m/rodada.


Vc começa a correr na direção oposta ao acampamento tentando ocultar-se. Vc abre uma boa vantagem sobre os soldados que estão a pé. Mas aos poucos escuta o som de cães, parece que eles soltaram os animais para rastrear vc e Glóin.

GLÓIN:
OFF: informe se vai correr com corrida de fundo ou outra, se vai usar a habilidade de corrida, informe sua VB e se for usar a habilidade role 1d20.

Vc vê Derin correndo para longe de vc enquanto alguns soldados soltam os cachorros e os atiçam na direção de vc´s outros vão até os cavalos e começam a montar, alguns até mesmo sem sela. Todos pegam armas, alguns gládios, lanças mas principalmente arcos. Jered grita ferozmente pedindo que lhe tragam seu cavalo.

Enviado por: bcsaulo - domingo, 7 de julho de 2013 15:28:08
Continuo a tomar água olhando de canto de olho para Náin - Eles estarão nos procurando, precisarão saber o que houve antes de atacar, além do mais tem os sombrios! Eles estão lá fora e não estão contente com o descumprimento do acordo feito por Jerede e Vardem. Quando Jerede souber que os sombrios estão na sua cola, não vai querer se arriscar.

Em seguida digo na língua da pedra - Eu sei onde estão as anotações e a carta falsa escrita por Vardem, pegue seus homens que eu os levarei a ela. Com esse documento ao seu poder terá provas da traição de Vardem, o rei mandará enforcá-lo! Poderá vingar a morte de seu pai...

Enviado por: Vercenorax - domingo, 7 de julho de 2013 17:20:20
Vou usar corrida de fundo e quando entrar na floresta vou dar um jeito de me esconder, subir em uma árvore e coisas do gênero. Enquanto corro eu penso:
[Pernas não parem! Preciso voltar e ajudar Raururg! Náin precisa de mim! Blator me permita vencer mais esta batalha!]

Enviado por: Ares - segunda-feira, 8 de julho de 2013 08:11:51
Correr até um lugar com a mata mais fechada e quanto estiver fora do campo de vista dos perseguidores usar Despistamento 3 para esconder meus rastros. Depois disto é escalar uma arvore e me mover com cuidado por elas.

Enviado por: †_Junior_† - segunda-feira, 8 de julho de 2013 19:46:11
Depois de limpar a boca com o mão, respondo a Nain:

Pretendo ajudá-los da melhor forma que eu puder, mestre Nain! Sinto que talvez tenha tomado algumas decisões precipitadas, mas pretendo concertar meus erros!

Quando escuto Connor falando na língua da pedra, comento:

Poderia me ensinar isso, mestre Connor, é horrível não saber o que você está dizendo.

Enviado por: Samyaza - segunda-feira, 8 de julho de 2013 20:19:48
CONNOR E SAM:
OFF: Saulo e por acaso o Connor sabe da morte do pai de Náin? Tudo bem que ele poderia estar mentindo mas não seria muita coincidência?

Náin bate com as duas mãos sobre a mesa e grita:
COMO ASSIM A MORTE DE MEU PAI???

GLÓIN E DERIN:
OFF: Glóin informe sua VB, seu total na habilidade Corrida e role 1d20.

Derin faça um teste de escalar superfícies dificuldade média.


Enviado por: †_Junior_† - segunda-feira, 8 de julho de 2013 20:22:17
Me assusto com a reação de Nain e digo:

Hã, como assim?

E olho para connor.

Enviado por: bcsaulo - segunda-feira, 8 de julho de 2013 22:37:21
off: Desculpem, eu vi o Epílogo e quem morreu foi Cletus... Mais como eu saberia que ele morreu, já que não estava presente? Bom, como eu passei alguns dias com Glóin, Firiom e Sam, acredito que nos momentos off game, que já são muitas horas, imagino que eu teria perguntado como escaparam, e eles comentariam sobre como foi a morte de Cletus.

Quando Náin indaga sobre seu pai, coloco ambas as mãos na frente como se tentasse acalmá-lo falando na língua da pedra - Cletus, não seu pai. Fiz uma confusão de nomes na minha cabeça... Pense bem, não gostaria de por as mãos no pescoço de Vardem? Temos que pegar os objetos que escondi, com eles podemos ter uma forma de acabar com ele!

Enviado por: Vercenorax - terça-feira, 9 de julho de 2013 00:10:10
Minha VB é 17, não tenho corrida, jogo o dado mesmo assim?

Enviado por: Ares - terça-feira, 9 de julho de 2013 09:01:07
[1d20]

Enviado por: Samyaza - sábado, 27 de julho de 2013 20:26:14
SAM E CONNOR:
Náin nitidamente insatisfeito pergunta falando o idioma comum:
Confio no pequenino, talvez mais do que confio em você. Posso lhe providenciar um cavalo e armas, talvez um guia que e voluntarie a ir com você até esta carta.

ele olha novamente para o mapa a sua frente e começa a falar mais consigo mesmo do que com vc´s:
Nunca quis esse cargo, como meu pai faz falta, ele saberia o que fazer. Preciso confiar que vc não esteja mentindo e ainda por cima acreditar que esta carta e esta adaga possam atrasar as tropas de Verrogar. Não tenho problemas com os Sombrios, eles são uma preocupação menor, preciso ganhar tempo, seus amigos já devem estar na capital, o rei trará ajuda.

Percebendo que divagava Náin se recompõe olha para Connor e Sam e diz:
Vc´s são espertos, quanto tempo acham que conseguem ganhar se estiverem com essa adaga e carta em mãos?

Olhando para Sam, preocupado ele diz:
Vc confia em seu amigo grandalhão? Ele pode me ajudar?


DERIN E GLÓIN:
VC´s correm em direções quase opostas na tentativa de diminuir o número de algozes.

Depois de quase cinco minutos de corrida Derin pára de ouvir os gritos dos soldados e os latidos os cães, considerando essa a melhor oportunidade para usar sua magia ele apóia um dos joelhos no chão e começa a se concentrar, com uma mão ele segura seu foco e a outra mão ele coloca aberta a poucos centímetros do chão e começa a fazer semicírculos lentos. Conforme a evocação prossegue uma brisa vinda de lugar nenhum começa a movimentar folhas e a terra do chão cobrindo os rastros. Depois de ocultado os rastros subir na árvore é fácil, após escalar 3 ou 4 galhos vc se embrenha no meio das folhagens das árvores e aguarda que tudo dê certo.

Glóin corre desesperadamente, apesar de ter mais fôlego do que o rastreador as pernas curtas dificultam um pouco a tomada de distância. Com os cães latindo, vc começa a perceber que poderia ser uma boa opção esconder-se pois ganhar dos soldados pode até ser fácil mas, os cavaleiros que vc viu se preparando não serão facilmente vencidos. No desespero da corrida vc encontra uma pequeno desnível na mata entre as árvores que lhe caberia facilmente, mais abaixo um córrego fino corre timidamente criando lama ao redor.


FIRIOM:
VC chega até a cidade ao anoitecer, vc observa a movimentação do lado externo e percebe que os portões estão trancados e os guardas da guarita parecem prestar mais atenção no lado interno do que externo da cidade.


Enviado por: Ares - domingo, 28 de julho de 2013 10:23:30
Me ajeito da forma mais confortável que conseguir na arvore e tento descansar um pouco da corrida.

Enviado por: bcsaulo - domingo, 28 de julho de 2013 12:41:37
Cruzo ambos os braços e digo na língua comum não escondendo o tom de ironia na voz - Ah, confia mais nessa cobrinha? Será que não entendeu? As anotações, a adaga, isso era o que mantinha a aliança entre os sombrios, Jered e Vardem. Agora eles estão em pé de guerra. Os sombrios mataram soldados verrogaris... e continuarão matando se não obtiverem o que precisam. Estes itens estão entre Jered e os Sombrios, como acha que eu e um guia iremos até lá e voltemos com vida? Um grupo grande, isso faria com que eles recuassem, com esses itens em mãos, teremos como provar a culpa de Vardem. E Jered não terá como nos atacar, não com os sombrios fungando atrás deles. Quanto tempo essa desavença entre eles vai durar, não sei. Mais é inevitável que tenhamos a adaga e as anotações.

Enviado por: Vercenorax - domingo, 28 de julho de 2013 23:35:03
Vendo que poderei ser vencido na corrida, quando percebo o desnível e córregozinho lá embaixo trato logo de me esconder nas árvores que me dão cobertura, pego um pouco da lama que se forma ao redor e uso-a para mascarar o meu cheiro dificultando aos cães perceberem meu cheiro. Assim aguardo até o seja propícia a continuação da fuga.

Enviado por: †_Junior_† - segunda-feira, 29 de julho de 2013 15:15:28
Olho de Connor para Nain e digo:

Ele continua achando que o traí covardemente, mas apenas fiz o que achei melhor na situação que nos encontrávamos. Sim, com toda certeza Connor poderá lhe ajudar, mestre Nain.

Depois digo:

O tempo que for necessário, Nain.

Enviado por: Samyaza - segunda-feira, 29 de julho de 2013 18:14:54
CONNOR E SAM:
Náin resmunga consigo mesmo e começa a dar voltas ao redor da mesa com as mãos cruzadas nas costas tentando pensar. No meio da quarta volta ele diz:
São quantos os os sombrios? Há número suficiente para contrapor as forças verrogaris?

Antes que vc´s respondam ele completa a volta e apoiando as mãos na mesa diz:
Vc´s terão uma ou duas horas no máximo para se prepararem. Em seguida iremos até o local onde vc´s dizem estar esses itens, irem pessoalmente com 4 dos melhores combatentes que tenho a disposição. Se tentarem alguma coisa, ou se isso tudo for uma mentira, vc´s vão pras celas, ok?

Já do lado de fora da sala ele grita:
Se precisarem de alguma coisa procurem por Tomunus, ele vai ajudá-los, os encontro no portão em uma hora, espero por mais uma hora enquanto deixo algumas instruções.

OFF:vc´s estarão livres para fazerem o que quiser nesse tempo, ou se preferir, pular para a parte do portão.

GLÓIN E DERIN:
OFF: a situação é grave, é quase um batalhão a procura de vc´s e mesmo que eles não os encontrem vc´s ainda terão que caminhar praticamente sem provisões.
Vou usar a seguinte lógica, vou rolar os testes para encontrar apenas dos cães, dividindo 3 cães cada um, em caso de algum sucesso vou considerar que um grupo de soldados os encontrou.

Vou verificar no manual de regras como realizar o teste da forma mais justa possível, caso discordem de alguma coisa, avisem e proponham uma solução mais justa que eu possa avaliar.

Não gostaria de ter que decidir isso por mim mesmo (pq acho que inevitavelmente cedo ou tarde vc´s seriam pegos) então deixarei a sorte encarregada de decidir.

Por favor Derin me informa seu nível de despistamento e seu nível de Ações Furtivas. Glóin apenas eu nível de ações furtivas por favor.

Os cães de caça possuem seguir trilhas 8. Assim que vc´s postarem os valores eu faço os testes ok?

Enviado por: Vercenorax - segunda-feira, 29 de julho de 2013 20:10:11
Eu não tenho ações furtivas. Que seja na sorte mesmo.

Enviado por: †_Junior_† - segunda-feira, 29 de julho de 2013 22:00:38
Acatando as ordens de Nain, procuro por Tomunus (creio que seja um anão). Digo a ele:

Mestre anão, Nain disse que podia pedir o que precisasse para você. Gostaria de um couro rígido, um punhal e um gládio se for possível!


Enviado por: bcsaulo - segunda-feira, 29 de julho de 2013 22:54:12
Respondia a Náin - Não tenho certeza, mais tenho razões pra crer que era apenas um grupo de 5 ou 6 batedores, que não teriam grandes chances contra o exército de Jered. Contudo é possível que existam diversos grupos deles, e estes estejam marchando para preparar um cerco a Jered - Dizia coçando o queixo enquanto mirabolava - Sabemos bem que se os sombrios instalados nos palomares atacassem os Verrogaris eles não teriam chance. Mais são somente suposições.

Sorria triunfante quando Náin se coloca a disposição e logo que ele se afasta digo a Sam - Você traiu minha confiança, sim. Não importa o motivo, se por medo ou simplesmente porque achou que era certo, você me entregou. Eu poderia ter conseguido, se não tivesse abrido sua boca.

Dito isto se afasta a procura de Tomurus, logo que o acho, faço um cumprimento em Voz da pedra e continuo falando na língua comum - Olá! Náin pediu que você nos abastecesse com armas e proteções. Teria algo do meu tamanho? - Enquanto falava olhava ao redor, se achasse Machados de Batalha, pegava um ou dois, dependendo da disponibilidade. O maior escudo que tivesse e a armadura que coubesse em mim.

Off: Que horas são? Por mim pode passar para a hora da partida.

Enviado por: Aurhus - terça-feira, 30 de julho de 2013 20:42:52
Grito para os guardas:
Abram os portões! Trago uma mensagem De Naim para Norne e Archibald!
avatar
Samyaza
Admin

Mensagens : 1039
Data de inscrição : 04/10/2013
Idade : 32
Localização : Franco da Rocha / SP

Ver perfil do usuário http://vingadornegro.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum